Brasil: a Santa Inquisição do séc. XXI terá início dentro de momentos

Na sua primeira aparição pública após a confirmação dos resultados, Bolsonaro montou um circo evangélico, que muito terá agradado aos fundamentalistas religiosos que o financiaram. O Brasil é um Estado laico? A ver vamos. A julgar pelo início auspicioso, quem sabe se amanhã não muda o nome para República Evangélica do Brasil? O homem parece ter queda para exorcismos e instrumentos medievais de tortura.

Comments

  1. Lucinha Pisarro says:

    Viva meu Presidente Jair Bolsonaro 👏
    Vais ter muito trabalho para limpar e arrumar a casa, depois do furacão que varreu todo o Brasil chamado PT.
    E que criou o caos.

    O esquerda é feia
    A esquerda é pobre
    A esquerda é podre
    A esquerda não tem valores
    A esquerda no Brasil morreu.
    Adeus 🖐

    Brasil acima de tudo!
    Deus acima de todos!

    *valeu o trabalho de todos!!!!!
    *inclusive o meu… rs

    • António Coelho says:

      É suposto que todo o ser humano nasça com cérebro. Mas hà sempre alguém a lembrar-nos nem sempre tal acontece!

    • Manuel Silva says:

      Lucinha:
      Ponha o seu cérebro a pensar, se tiver cérebro.
      Deixe de pensar com o coraçõo ou com a bílis.
      Era bom que todos tivessem um cérebro, infelizmente, algumas pessoas só têm coração, pensam com o coração, outras só têm fígado e bílis, pensam com a bílis e deitam todo o veneno sobre os outros.
      Uma grande parte dos eleitores de Bolsonaro já votaram no Lula, como eles próprios declararam em várias reportagens às televisões.
      A grande esperança em Lula desfez-se por várias razões:
      1.ª – pelo complexo, frágil e ingovernável sistema político brasileiro, composto por 30 partidos representados no Congresso.
      Só com a distribuição de favores se pode governar, mas isso leva à corrupção. Ao contrário do que vocês destilam sobre o PT, não foi ele que começou a corrupção, ela sempre existiu no Brasil, até no tempo da Ditadura Militar. E a violência também, se não for analfabeta, vá ler a imprensa dos finais dos anos de 60 e veja quantas pessoas eram mortas só no período do Carnaval. Houve anos com 150.
      Vá também ver a lista de corruptos presos por partidos, o PT não é o que tem o maior número, embora seja o único que tem um PR preso.
      Mas o Collor de Mello foi destituído, porquê?
      2.ª – Pela enorme injustiça na distribuição do rendimento, com uns muito ricos e outros muito pobres. A miséria gera violência. Ou foi o PT que criou as favelas?
      3.ª – pelos efeitos da crise internacional de 2008, a maior desde a crise de 1929.
      4.ª pelos erros da governação de Lula e de Dilma.
      5.ª pelos esquemas de compra de votos (e de corrupção) em que o PT entrou.
      Mas não se esqueça de que o Lula foi reeleito e de que saiu com enorme taxa de popularidade.
      E que suscitou num entusiasmo tão grande como Bolsonaro agora está a suscitar.
      É sempre assim, depois se verá o que irá fazer.
      Não vale a pena ter, nem grandes esperanças sobre o que fará, nem grandes pessimismo.
      Espere e veja.

    • ZE LOPES says:

      O quê? Morreu? Não me diga! Não estava á espera de tão triste notícia! 47 milhões de mortos é uma catástrofe! Bolsonaro tem agente funerário e cemitério para tantos? Deve mesmo ser um trabalho gigantesco!

      Mas tenho fé que, já que Deus está “acima de todos”, eles irão ressuscitar em breve! Prevejo aí para janeiro quando o Pastor Guedes começar a reforma-privatização da Segurança Social.

    • Nascimento says:

      O teu trabalho foi de Parto?

    • Sotero says:

      Cérebro já não tens com certeza. É apenas um zumbi que repete preconceito e ódio além de um falso cristianismo. Obviamente receberá o que plantou na hora certa. Guardei até alguns comentários dela para lembrar-te.

    • João Mendes says:

      Lu, está na hora de pegares na tua Bíblia, comprares uma pistola e ir para a rua dar tiros para o ar e grita Deus é Grande. Pelo caminho não te esqueças de tomar os comprimidos.

  2. Lucinha Pisarro says:

    Ao João Mendes…

    O Estado é laico.
    O povo não.

    Parabéns Brasil 👏 👏 👏

    • Rui Naldinho says:

      Lucinha Pisarro, o obscurantismo, o vodoismo, a crendice popular do teu Brasil, até é capaz de ser genuína, infelizmente.
      Mas o teu Lucinha, é apenas uma criação fantasiosa da tua ignorância.
      Como se alguém acreditasse na tua generosidade, Louis Vuitton, ou Madame Chanel ?
      Sim, eu conheço-vos a todos. Corrupto no Brasil, só o pobre. Ou aquele que ascendeu da classe social mais baixa.
      Rico não é corrupto, mesmo que traficando.
      Rico no Brasil é Doutor, mesmo sem canudo.
      E se puder vem à Europa ou aos States, mostrara toda a sua pujança financeira.

      • JgMenos says:

        Rico dói no Naldinho!
        Tadinho!

        • ZE LOPES says:

          Olha! Não é que…mais um título para JgMenos! DRT (Dono dos Ricos Todos)! Quanta fortuna! Quanto esplendor!

          • João Mendes says:

            Lucinha, é melhor pedires ao pastor para te tirar o Belzebu do corpo. Os comprimidos não estão a funcionar.


  3. Ainda bem que Deus é brasileiro:

    “Com a aprovação divina, um escravo pode ser surrado até a morte sem punição para o seu dono, desde que o escravo não morra imediatamente.” Êxodo 21:20-21

    “E que Jesus Travesti te Abençoe!”
    (Porta dos Fundos)

    • JgMenos says:

      Ó cretino ignorante e blasfemo!
      Jesus não é Êxodo!

      Quando os políticos são treteiros, esquerdalhos, e não só, os carentes vram-se para o Alto.
      Há muitos milhares de anos que há crentes, e só faltava que um bando de palhaços viesse pôr isso a ridículo.

      Não sou carente nem religioso, mas mando-te à merda com igual autoridade.

      • ZE LOPES says:

        Muito bem! Acaba V. Exa. de ver reconhecido mais um título DBT (Dono da Bíblia Toda)!

        E há mais! Vai ser V. Exa. convidado para uma comissão patrocinada pela Bolsonara Suprema Autoridade para apagar da Bíblia o que não convém. V. Exa. está mesmo imparável!

      • Paulo Marques says:

        Diz que não é carente o gajo que defende que devia poder assediar as mulheres todas…

      • malditapadralhada says:

        olha lá oh JgMenos

        Explica lá quem é o Jesus que citas, retardado
        O treinador de futebol, ou o filho de um espírito que pôs os cornos ao carpinteiro.
        Ainda por cima a mãe da criança ficou virgem.
        Arre, que é burro !

    • Fernando Manuel Rodrigues says:

      E contudo, Haddad e até a comunista trotskista candidata a vice deram uma de “cristãos” durtante a campanha… ou seria só para enganar o povo? … Nah, eles NUNCA seriam capazes de enganar o povo.

      E o Lula nem foi eleito com a ajuda da IURD nem nada. É tudo “fake news”.

      • João Mendes says:

        Foram todos eleitos com o apoio dos corsários da IURD. Mas não me lembro de ver nenhum outro presidente brasileiro a dar um pontapé de saída destes.

  4. Ana Teresa says:

    Finalmente o Povo brasileiro se vê livre destes parasitas COMUNAS desgraçadores da sociedade e progresso economico que merecemos.
    Os parasitas dos comunas pendurados na mama do povo vão ter que começar a trabalhar, por isso estão assustados e usam todas as baixas e cobardes armas da difamação.
    Viva O Brasil , viva a Liberdade, Bolsonaro será o libertador do povo humilde do Brsasil que estava escravuzado por esta classe intelectualoide comunista que se alimenta do sangue e suor do povo humilde que trabalha de manha à noite para poder criar os seus filhos.
    A Internet permitiu que a mentira da mídia subsidiada pelo PT não conseguisse controlar a mente das pessoas.
    Por isso esta onda chegará a Portugal , por isso comunas portugueses você serão os próximos, a não ser que consiguam controlar a Internet como controlam a mídia…

    Ana Teresa

    • Manuel Silva says:

      Ó Aninha Teresinha,
      E se fosses chamar comuna à puta que te pariu e que não tem culpa nenhuma do aborto que deu à luz.
      Para ti, estúpida e fanática, quem não pensar como tu é comuna.
      Mas será que tu pensas, que tens cérebro? ou debitas o que te dizem ao ouvido? ou tens só uma carteira recheada de dólares, e, para disfarçar a falta de cérebro, usas mala Vuitton (US$ 26 mil), perfumes DKNY (US$ 1 Milhão) e sapatos Stuart Weitzman (US$ 3 Milhões)?
      Com tanta riqueza escandalosa bem podias tentar comprar um cérebro.
      Não passas de uma imbecil.
      E a mim não me chames comuna, gosto tanto deles como gosto dos répteis capitalistas como tu.

    • ZE LOPES says:

      “Finalmente o Povo brasileiro se vê livre destes parasitas COMUNAS desgraçadores da sociedade e progresso economico que merecemos”.

      É um bom começo de novela!

      Cena dos próximos capítulos:

      “Finalmente o Povo brasileiro se vê livre destes parasitas BOLSONAROS desgraçadores da sociedade e progresso economico que merecemos”.

      Paulo Guedes já anunciou que, a partir de janeiro, começa a fazer asneiras. Privatização da Segurança Social, privatizações para amigalhaços (americanos, nada de chineses!), etc.

      No fim, as culpas serão dos comunistas, como é habitual…

    • João Mendes says:

      Parasitas tipo Bolsonaro, que vive há 30 anos à custa do Estado, tem vários familiares a viver à custa do Estado e que tem um filho que ficou 400% mais rico nos quatro anos em que viveu à custa do Estado? È desse tipo de parasitas que falamos?

      Ana Teresa, ganha juízo e larga o Whatsapp. Essa merda está a comer-te a cabeça toda.

  5. JgMenos says:

    Não foram os evangélicos que apoiaram Dilma?

    Não é em Portugal que esses vendedores de milagres prosperam com seus templos e dízimos?
    Não é na televisão portuguesa que se podem ver vendedores de banha-da-cobra a garantirem que quem não vai ao templo vai incorrer em graves perigos – como um cretino que vi testemunhar que logo tinha caído numa obra da altura de 9 metros por não ter ido ao tratamento espiritual (com a nota no bolso, muito seguramente)!

    Não há que negar a fé religiosa,
    Há que punir os milagreiros, tão treteiros quanto os esquerdalhos, e sacadores de nota.

    • ZE LOPES says:

      Pois! Pelos vistos o gajo de amarelo que aparece no video a rezar tem os dias contados. Aliás, os dois de amarelo. O de trás está ali só a representar os tipos de cor, que não trabalham mas, infelizmente votam, pelo que ficava sempre bem ter um nas fotos.

      Aliás, é curioso como se refere o Bolsoneiro e o Pastorice aos diversos cristãos:

      EVANGÉLICOS, espíritas, …católicos (o tom de voz vai fraquejando…)

      • Ana Teresa says:

        Ó Manuel Silva, você é um comuna que tem vergonha que lhe chamem COMUNA ?
        Mas além de comuna você é malcriado, se acha ofensivo ser chamado de COMUNA va se lamentar para o pé de:
        Maduro , Chavez , Estaline , Mao , Pol-Pot etc. etc.

        Voce chama nomes e é mal educado por eu ser mulher , deve ser um daqueles homens efeminados que passa todo o tempo a defendar mulher feminista mas que não passa de um cobarde veadão, sem tesão …

        Ana Teresa

        • ZE LOPES says:

          Esta resposta não é para mim mas…”cobarde veadão”…hummmmmm!, “sem tesão”…hummmmmm!..Ana Teresa? Hummmmm!

          Porquê? Ora, nada! É um lindo nome para direitrolha!

        • Manuel Silva says:

          Anuinha Teresinha,
          Confirma-se, não tens mesmo uma réstia de neurónios no sítio onde devias ter o cérebro.
          Lamento, mas ainda mais por teres nascido sem cavidade craniana.
          Mesmo que encontrasses um cérebro à venda e um cirurgião que te fizesse o implante, não tinha onde colocar o cérebro.
          Mas anima-te, há muitos imbecis como tu no mundo.
          E quanto eu ser comuna envergonhado e admirador de Maduro, Chavez , Estaline , Mao , Pol-Pot etc., não me avalies por ti.
          Eu também podia afirmar, com muito mais certeza, de que eras adepta do Hitler, do Mussolini, etc., de todos os ditadores do mundo.
          Menos dos ditadores comunas, vá-se lá saber porquê, pois são muito iguais, uns e outros..
          Gostos não se discutem, não é, tolinha.

          • João Mendes says:

            Ana Teresa, o Aventar não é o local mais apropriado para procurar tesão. Sugiro uma visita a um bar.

    • Paulo Marques says:

      Ainda estou à espera do pelotão da frente do treteiro mor…

    • malditapadralhada says:

      Sr Padre Menos

      Os IURDs e outros criminosos são a concorrência e como liberal deveria apreciar a concorrência.
      São de facto um nojo, mas que eu saiba não são pedófilos, como os da sua quadrilha

  6. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Leiam e aprendam (o texto não é meu, mas subscrevo-o com gosto):

    “O Brasil, meus caros, não é para principiantes. E ainda menos, claro, para estudiosos que o enxerguem numa ótica restritamente europeia.
    No Brasil quase tudo é excessivo.
    E o seu tamanho é gigantesco, com 15.179 kms de fronteira terrestre e mais 7.491 kms de costa marítima. Algo assim como ir ao Brasil, voltar a Portugal e ir de novo ao Brasil, sobrando ainda uns troquitos para ir daqui a Paris.
    Faz depois fronteira com 10 países.
    Impressionante, não é mesmo?
    O Brasil não é assim mensurável por questões normativas europeias ou por adjetivações avulsas normalmente inapropriadas.
    Aí vão umas pitadinhas para algumas especificidades.
    Por exemplo, as escolas, no Brasil, chegam a estar de greve cerca de três meses seguidos!
    Os Bancos estarem em greve vários meses também seguidos, é bastante recorrente.
    E a polícia? Lembram-se do que sucedeu no Estado de Espírito Santo, quando a polícia esteve várias semanas em greve e os assassinatos já por si normalmente grandes, dispararam e os assaltos entre outros a supermercados eram o pão nosso de cada dia?
    Pois é, inimaginável por aqui, certo?
    Justamente por estes exemplos entre tantos outros que poderia aventar, é que o Brasil, não é mesmo para principiantes ou não conheça um pouco da realidade objetiva do que por lá se passa.
    Meus caros, o Brasil está em falência total.
    Falência económica, educacional, cultural, ética e moral.
    A economia é altamente corporativa e assustadoramente sobrecarregada de impostos. Criar uma empresa no Brasil é um permanente desafio equiparada ao esforço de Sísifo e ao suplício de Tântalo.
    A espécie de regime proto-comunista do Lula, tratou de sobrecarregar as gentes que trabalham e produzem, apropriando-se eles próprios do esforço alheio e distribuindo o excedente pelas suas vastas clientelas. E as empresas, no geral, com exceção das protegidas do regime, tornadas em permanentes serviçais totalmente escravas de tais políticas.
    Na cultura, semelhante desastre.
    A cartilha cultural e educativa é feita no decalque das ideias do falecido ideólogo Paulo Freire, um presumido bronco que se enfronhou nas teses de Antonio Gramsci e no sócio-construtivismo.
    Nas escolas brasileiras, pouco se estuda. E são mais uma espécie de entidades fisica e culturalmente agressivas, copiando métodos de fazer inveja a autênticas madrassas islâmicas.
    Ensina-se comunismo, gayzismo e ideologias de género.
    Já existem escolas que têm casas de banho uni -s exo para jovens que podem passar para além dos 18 anos.
    Noutras, incentivam-se os adolescentes machos a vestirem-se de mulheres. Por sua vez, tentou introduzir-se o ensinamento do gayzismo a crianças a partir dos 6 anos de idade!!!
    E é aqui que aparece Bolsonaro.
    Não é estranho que a sua fama comece a sobressair quando se opõe ferozmente, enquanto deputado federal, à disseminação do kit gay nas escolas para crianças de tenra idade.
    Estava assumido o mote.
    E Bolsonaro apercebeu-se que tinha muita gente ao lado dele. O resto é história recente e não vou por aqui repetir o que nos tem entrado a todos pelos olhos dentro.
    Uma ideologia assustadora, a levar de arrasto um país num precipício igualmente assustador.
    Estes democratas de pacotilha tugas, defensores de igualdades de género e afins, não conseguem compreender mesmo nada do que se passou.
    Este é o próximo futuro do que igualmente se passará aqui em Portugal, em relação à lógica esquerdista que nos confina e esmaga com impostos e ditames de toda a espécie.
    E, ou se vergam e se deixam de lirismos, ou terão na rifa um Bolsonaro, um Orban, ou um Trump.
    Se assim não suceder, suas inabaladas e inabaláveis certezas, parecerão neve derretendo perante os raios do sol.
    Os sinais estão dados. E só não os viu quem não os quis ver.
    A deriva esquerdizante do Brasil vai aparentemente parar. E a Venezuela, estará cada vez mais próxima, de constituir o último bastão do comunismo em toda a América do Sul.
    Por arrasto das consequências e do determinismo e dialética da história, também a deriva esquerdizante, irá um dia terminar em Portugal.
    Por mim não tenho dúvidas e fico, tão só, preocupado com os malefícios e vicissitudes que teremos que suportar até lá.
    No resto a esquerda, por aqui, ou se adapta ou se fina.
    Que as leis da natureza são imutáveis.
    E não é esta esquerda venal e obnóxia que conseguirá parar um rio com as suas próprias mãos!
    Um grito imenso de liberdade ecoará por todos os locais mais recônditos do nosso martirizado país!.”

    • Ricardo Almeida says:

      TLDR

      • Fernando Manuel Rodrigues says:

        Claro. A sua capacidade não chega para um texto deste tamanho… LOL

        • Ricardo Almeida says:

          Nem vale a pena. Assim que vi “Venezuela” no texto, dei uma gargalhada interna, abanei a cabeça em tom condescendente pois vi não passa de mais verborreia facho ignorante. Seriam 2 minutos da minha vida que não iria recuperar.
          Porque é que os fachos só usam o socialismo e comunismo (para o facho é tudo igual) da Venezuela? Porque não a Noruega? Ou a Dinamarca? Ou a Suécia que até foi onde o movimento socialista europeu pós-guerra se iniciou?
          Ah pois… a Venezuela é que interessa. Vocês são personagens ridículos que nunca conseguiram chegar a lado nenhum na vossa vidinha miserável e como tal limitam-se a projectar as vossas insuficiências e derrotas nas minorias. Quando uma pessoa normal (que na óptica do facho é automáticamente comunista) não consegue arranjar emprego volta para a escola ou redefine os seus objectivos até resolver a situação. Quando o facho não consegue emprego, não é porque é demasiado inútil e estúpido para limpar urinóis mas sim porque há engenheiros refugiados a roubarem-lhe empregos, mesmo que o facho saiba que só com cunhas é que conseguem fazer alguma coisa.
          Mas hey, os fachos é que sabem e o Bolsonaro hoje é rei. Literalmente. Como a democracia brasileira morreu ontem, mais vale meterem já uma coroa na cabeçorra do bicho e deixarem-se de ilusões. E como todo o rei precisa de bobos da corte, parece que já tens sítio para trabalhar! Boa 🙂

          • Fernando Manuel Rodrigues says:

            Continue… vai ter futuro na “standup comedy”. Ou talvez não, porque as piadas já estão mais que “requentadas”.

          • Camaradas says:

            Ei Camarada, dizer que a Noruega, Dinamarca e Suécia são socialistas como assim.
            Países neoliberais que nem salário mínimo têm, onde não existe indemnização por despedimentos além de 2 semanas mesmo que trabalhe há 30 anos, onde a maioria de serviços públicos é oferecido por empresas privadas.
            Isso não o socialismo

        • ZE LOPES says:

          Ao contrário da de V. Exa. A citar é um às! Nunca vi tão arguto citadeiro! E quando V. Exa. conseguir rir em Português, ninguém o bate! Ah! Ah! Ah!

          • Fernando Manuel Rodrigues says:

            Eu cito o que acho que vale a pena, ao contrário de V. Exa. que se limita a recitar a “cartilha”

    • Paulo Marques says:

      É um bom, e claramente, apelativo cabaz de mentiras. Será de estarmos tão perto do Natal que nos oferece tão cristão disparate?

    • Manuel Silva says:

      Fernando Manuel Rodrigues:
      Já que teve a amabilidade de nos deixar uma análise sobre o Brasil. eu deixo-lhe outra.
      Duvido que a leia.
      Mas perde muito se não o fizer.
      Chama-se: «E agora, Brasil?»
      file:///C:/Users/Manuel%20Figueira/Downloads/Publico-20181029.pdf
      É na página 48 do jornal Público (última página)

      • Fernando Manuel Rodrigues says:

        O atalho que deixou não funcionava, mas bastou uma pesquisa no Google, e cheguei lá.

        Rui Tavares? A sério? Este tipo é o maior “bulff” que a “esquerda caviar” pariu. Ainda por cima, depois de ter sido eleito pelo BE para o Parlamento Europeu, virou o bico ao prego e espetou-lhes uma facada nas costas. Isso diz tudo acerca de tal sujeito.

        É um tipo desprezível, que eu só leio por desfastio, mas poucas vezes, porque por norma não consigo chegar ao fim dos artigos – fico enjoado a meio.

        No Público, salvo raras excepções, só se salvam os artigos sobre o AO. O resto é cada vez mais lixo e “cartilha doutrinal”. E nesse peditório eu já dei. Já de lá vim, a mim não me ensinam nada. De resto, poder-se-ia estender este comentário a toda a imprensa portuguesa. Apesar de tudo, onde eu aprendo mais ainda é nas caixas de comentários, depois de devidamente filtradas.

        Mas se quer Público, deixo-lhe aqui uma citação do João Miguel Tavares:

        “as elites artísticas, intelectuais e jornalísticas têm de meter na cabeça de uma vez por todas que a sua influência sobre o povo, na hora do voto, é nula. …/… do alto da sua imensa sabedoria tentam explicar ao povo brasileiro (como já haviam tentado explicar ao povo americano) em quem ele deve votar, é uma ridícula figura, por uma razão muito simples – aquele voto, o voto de dezenas de milhões de brasileiros e de norte-americanos, também é contra nós.”

        • Fernando Manuel Rodrigues says:

          Apesar de tudo, concedo que o sujeitinho desta vez até esteve num (raro e a espaços) momento de lucidez.

          “os erros do PT — a sua soberba, a sua arrogância moral que já não é de hoje, que vem do tempo do mensalão justificado como sendo o preço a pagar para governar o Brasil. Com Dilma fora do poder e Lula preso, esse PT do aparelho partidário insistiu numa estratégia de negação da realidade que acabou por banalizar a negação da realidade do lado de lá.”

          Pois é… os “erros do PT”, que não reconhece e dos quais não fez, até hoje, “mea culpa”. Limitaram-se a agitar o fantasma do “bicho papão fascitas” e acharam que isso bastava para que as eleições lhes caíssem no colo. Incrivelmente, tentaram até ao limite impor a candidatura de Lula, numa completa subversão do Estado de Direito, e como não conseguiram, lançaram Hadadd como solução de recurso.

          Fora esta parte, lá caiu nos “chavões” do “fascismo & Ca”. Termina com um “enternecedor” apelo: “Espero que Haddad aja com muita liberdade em relação ao seu partido, com a legitimidade que os milhões de votos que teve lhe dão, e que estenda a mão a Boulos e Marina Silva”. A sério? Só mostra que não percebeu nada.

          Marina Silva, se tiver algum senso, fugirá do PT como o diabo da cruz. O PT é tóxico.

          Hadadd apresentou-se durante todfa a primeira volta como “porta-voz” de Lula. Como é que ele pode esperar que Hadadd vá romper com Lula? E se não romper com Lula, Hadadd não conta para o panorama político – ninguém quererá nada com ele. Além de que Hadadd ainda está sob investigação por corrupção. Nada nos garante que não venha a ser condenado também.

        • Manuel Silva says:

          Fernando Manuel Rodrigues:
          Vejo que tem bom gosto.
          João Miguel Tavares, sim, sim.
          Porque não o Alberto Gonçalves?

          E o Observador, esse sim, vale a pena ler.

          P. S. Quando os deputados votam sempre de acordo com o partido em que foram eleitos, são paus-mandados.
          Quando entram em ruptura e saem, espetam facas nas costas.
          Em que ficamos?
          O lugar é dos partidos ou de quem concorre, dá a cara, vai falar com as pessoas e sujeita-se a tudo?
          Quantas vezes se não fosse determinado candidato mas outro o partido não elegia ninguém?
          Os Portugueses são muito perspicazes e coerentes, não haja dúvida, esta sua apreciação ao Rui Tavares é um mimo.

  7. Ricardo Almeida says:

    À quase um século atrás houve um senhor que chegou ao poder num país europeu com exactamente a mesma plataforma e discurso. Menos de 25 anos depois terminou a sua vida pendurado de cabeça para baixo numa bomba de gasolina enquanto a mesma população que anos antes o levara em ombros, agora cuspia e atirava pedras ao seu cadáver.
    Há que ser responsável com o ambiente e com as gerações vindouras. Quando os brasileiros chegarem a este ponto, espero desta vez tenham a decência de usar uma estação de fast-charging.

    • Fernando Manuel Rodrigues says:

      Há 14 anos atrás, houve um senhor que chegou ao poder no Brasil com uma plataforma de discurso semelhante. Hoje, 14 anos volvidos, está na prisão, mas os seus seguidores preparavam-se para tomar o poder e indultá-lo.

      Resumindo. Os brasileiros já lá chegaram e o déspota já está na prisão. Mas por cá, ainda anda à solta, e a receber jantares de homenagem.

      • Ricardo Almeida says:

        O mesmo déspota que se não tivesse sido impedido de concorrer pela “justiça” teria dado uma coça histórica ao Bolsonaro na 1ª volta? Esse déspota? O mesmo que nem a prisão lhe retirou um pingo de popularidade? Esse déspota?
        Mas lá está, quando não se consegue argumentar muda-se de assunto não é? Se há coisa que tenho de reconhecer é que o facho sabe quando está em desvantagem intelectual. A ignorância selectiva e a rápida mudança de argumentos caracteriza a sua pobre mas eficaz estratégia.
        Mas vá, mais de um século de regimes fascistas falhados, muitos dos quais espectacularmente, mas desta vez é que vai ser! Desta vez o Brasil vai conseguir transformar-se numa superpotência mundial ao mesmo tempo que fecha as suas fronteiras, abafando qualquer pingo de inovação e lógica enquanto reza a Deus por prosperidade…
        Boa sorte na fila do pão.

        • Fernando Manuel Rodrigues says:

          Se a sua “vantagem intelectual” já for capaz, vá ler o texto acima. E não, o déspota não ganharia. Mas isso não interessa, porque só o facto de ele se candidatar já seria uma subsersão completa do sistema. à boa maneira comuno/totalitária.

          • Ana Teresa says:

            Fernando Manuel Rodrigues,

            Parabéns pela sua lucida análise que faz do meu Brasil. E realmente você tem razão , o LulaGatunoComuna se fosse a eleição teria perdido vergonhosamente. Hassad como aristocrata intelectualoid e comuna pensa como este Ricardo Almeida que julgam sempre poder enganar o povo, tanto que no inicio começou a campanha com uma camiseta do LulaGatunoComuna. Mas logo percebeu que as sondagens não mentiam e recuou nessa estratégia.
            Vocês aí pensam que o Brasil é atrasado, mas olhem que as nossas jovens instituições democráticas estão a funcionar como defesa da democracia pois só assim se compreende o prisão de LulaGatuno Comuna, enquanto em Portugal não sei se o Vosso Gatuno será preso …

            Ana Teresa

    • JgMenos says:

      A esquerdalhada não aguenta mais, nada bate certo com as suas teses; quando vitimada reganhará forças, como sempre acontece quando pode invocar nada poder fazer por ser vítima.

      • Ricardo Almeida says:

        Agora é que sim! O Messias-facho regressou finalmente, como foi profetizado pelas marcas que o jacto privado do bispo Macedo deixou na pista. Assim de esguelha parecem um “L” e a pata de um “R” mas como estas letras fazem parte do nome do Messias, para os convertidos basta!
        Ele surgiu banhado de luz (uma pessoa normal vê que não é mais que restos da brilhantina dos abdominais do Frota mas para o facho é sinal de divindade) com uma biblia numa mão e uma G3 na outra! Agora é que vai ser! Crescimento económico nas dezenas percentuais! Topo dos rankings em tudo desde a Matemática ao croché! Preocupados com o Aquecimento Global? Sem stress. O Bolso tem uma linha directa a deus, alá e o resto. Uma tarde de rezas e as calotas polares recuperam num fim-de-semana.
        Que importa que todas os regimes fascistas tenham resultado em ditaduras ou guerras, apenas para serem enventualmente derrotados pelo próprio povo que os elegeu? Mas o Bolsonaro é diferente! Há quem diga até que Hitler e Mussolini copiaram o discurso dele e não o contrário! Ah mas esses morreram à anos? FAKE NEWS! Bolsonaro afinal tem 150 anos de idade e andou na escola primária com o Adolfo e tudo! Certamente há um grupo WhatsApp que o confirma e outro que até jura que o homem é imortal!
        Isto seria triste se eu não soubesse que não há uma manhã que passe que um facho não largue uma lagrimazinha quando olha para a sua própria tromba troglodita ao espelho, enquanto pergunta a si próprio se vale mesmo a pena ser assim todos os dias. O tempo o dirá. Para muitos vai ser mais do mesmo, e é isso que aborrece. Mas parece que a memória e história não é coisa de facho pelo que lá vão eles ter de levar na tromba, outra e outra vez. Eventualmente todos irão chegar à mesma conclusão. Nem que seja só nos 3 segundos antes da pílula de cianeto fazer efeito, mas serão 3 segundos a contemplar a própria estupidez e nada mais.

        • João Mendes says:

          Ana Teresa, nós não achamos que o Brasil é atrasado. O que nós achamos é que existem lá alguns atrasados, e agradecemos os exemplos que nos proporcionou nesta caixa de comentários, que comprovam isso mesmo.

  8. António Gomes says:

    Para tanto ódio, não existe direito de admissão no Aventar?

    • Ana Teresa says:

      Bem visto.Os que já estão no Aventar tem-no em quantidade mais que suficiente…

      Ana Teresa

      • Manuel Silva says:

        Aninha Teresinha:
        E os que vêm de fora, especialmente do Brasil, ainda têm mais ódio.
        Se há campanha de ódio na história da democracia, a do teu ídolo ganha a medalha de ouro.
        Para ti, para quem não for apoiante do Bolsonaro é, obrigatoriamente, comuna.
        É este o termo que usas.
        O mundo, para ti, divide-se entre Bolsonaros e comunas.
        Nada mais existe no espaço onde devias ter um cérebro, que é uma coisa que dá jeito que todos os humanos tenham.

      • Carlos Almeida says:

        Mas acham que vale a pena dar troco a uma “dondoca da Tijuca” ?
        A classe media do Brasil, é a maior choldra do Mundo
        Daqui a pouco tempo já se arrependeu de ter dado apoio e credito ao Bolsonazi.
        Votam no Bolsonazi, mas querem ficar cá em Portugal, na segurança da democracia, não voltam para o “Pais das Maravilhas”, conforme dizem nas entrevistas.


  9. …um cuitelinho me deixou no peitoril esta manhã este recado brasileiro com cheirinho a flor de alecrim para poder divulgar :

    ( com a devida vénia ao seu autor)

    «Irmão, hoje quando acordares, e contigo o Brasil, não mais poderás sair de casa. A polícia, sob uma nova égide, procura por ti, por nós, os que discordam e discutem, os que amam a noite e a rua, a liberdade, o amor, os povos, as cores, as crenças e os sexos, a diferença e a diversidade.
    Porque sim, porque agora és, somos, uma ameaça ao poder instituído, às ordens e às normas, aos bons costumes. Ou assim nos dizem na televisão e as milícias de megafone lá fora, à procura de vingar a vida de fome e injustiça no sangue de quem se lhes atravesse no caminho. Agora podem. A violência no poder legítima a violência nas ruas.
    Culpa tua, culpa nossa, de pensar pela nossa cabeça sem precisarmos de líderes ou ditadores quando sabemos tão bem quanto custou a liberdade.
    Não foi assim há tanto tempo e 1985 ainda está na memória, nas mãos, o fim das prisões, torturas, interrogatórios, as perseguições, a fome, ainda a fome, a miséria, ainda a miséria, outra vez a miséria, sempre a miséria.
    Irmão brasileiro, hoje escrevo-te de cabeça erguida e pronto para a luta. A luta que nunca acabou, eu sei, e portanto aqui estamos para não nos calarmos diante de todas as injustiças que daqui advirão, para sair à rua quando não puderes sair à rua, para gritar quando não puderes gritar, para fazer greve quando não puderes fazer greve, para protestar, furar barreiras e derrubar polícias em prol de brancos e negros, hetero e homo, homens e mulheres, amarelos e vermelhos, bi e trans, sem-terra e sem-abrigo, artistas e intelectuais, professores e pensadores, músicos, escritores e poetas.
    E ser preso as vezes que forem precisas para que possas finalmente sair à rua sem medo de represálias, ameaças, denúncias, sem medo de ser preso apenas porque sim, porque ousaste erguer o punho em desafio e cantar como se não fosse esse o teu direito, e já não é.
    Irmão, hoje quando acordares, e contigo o Brasil, olha pela janela: a diferença não acabou, a diferença acabou de começar. Orgulho no coração e peito para fora. As balas não são de verdade quando o meu Brasil chora, quando o meu Brasil acredita, quando o meu Brasil dança. Canta, Brasil, canta, nós cantamos contigo!»

    João André Costa


    • ! e ainda esta excelente análise de Daniel Oliveira no Expresso :

      «Tendo o seu partido (PSL) uma bancada mais pequena do que o PT tinha, Bolsonaro fará os arranjos que o PT fez. E da mesma forma, porque no Brasil não há outra. Os mesmos corruptos continuam num Congresso que foi eleito da mesma forma alimentando o mesmo sistema político disfuncional. Depois da Lava-Jato cumprir a sua função, tudo voltará ao normal. Até porque, na sua longa carreira de parasita sem qualquer trabalho relevante no Congresso, Bolsonaro sempre viveu bem com partidos que recebiam “propina”. Com o programa económico de Paulo Guedes, Temer também continuará. Mas em muitíssimo pior. E o governo não será mais eficaz do que os anteriores. A impreparação de Jair Bolsonaro é o que mais o aproxima de Trump. Qualquer otimismo só pode resultar de cegueira.

      As margens do subdesenvolvimento brasileiro serão as primeiras a experimentar a mudança. Em dose aumentada de força bruta que a abjeta elite brasileira sempre adorou e que não incomoda uma classe média moralmente anestesiada pela violência que a desigualdade impõe ao quotidiano. A vitória de Bolsonaro chega para que os demónios se sintam mais livres. Para satisfazer o fanatismo evangélico, a intolerância acabará por se abater sobre os que acreditam que para um Estado democrático o que está acima de todos é a Constituição, não é Deus. Só no fim virão os opositores. Talvez através de mais umas operações judiciais “moralizadoras”. O resto, está no programa “patriótico” de venda do país a retalho.

      Já fiz muitas análises para tentar perceber como chegaram os brasileiros ao ponto de não verem o mesmo que nós vemos quando olham para Bolsonaro. Escrevi sobre o papel das redes sociais e da crise de todas as formas de mediação. Sobre os erros económicos e as cedências do PT. Sobre o efeito que a corrupção do regime teve no partido, a ponto dele se tornar um dos pontos centrais dessa corrupção. Sobre o papel do centro-direita, o seu golpe de há três anos e a ofensiva antissocial que foi encomendada ao governo fantoche. Sobre a revolta contra uma corrupção que nada tem de novo no Brasil mas que historicamente sempre foi usada para aplacar a democracia. Mas hoje não é dia de análises. É mesmo de lamento.

      Assistimos, em todo o mundo ocidental, à normalização do aberrante. De que a democracia se pode automutilar pelo voto. Que a democracia se fica por um ato eleitoral e que depois disso só nos cabe amochar. Que pode haver democracias que não sejam laicas, que não respeitem as minorias, que usem o crime para combater o crime, que violem as regras básicas do Estado de Direito. Que o discurso do medo é politicamente tão legítimo como qualquer outro desde que receba votos. Deviam saber que quem ganha eleições explorando o medo governará pelo medo e que quem promete a força para chegar ao poder usará a força para se manter no poder. Desta vez ninguém pode dizer que foi enganado. Bolsonaro deixou claro, nos 27 anos de uma carreira política medíocre, ao que vinha. E é por isso que a minha solidariedade é para os que resistiram ontem e continuarão a resistir nos próximos quatro anos. Sofro por eles, sofro com eles.»


  10. Eu gosto muito de ler o Aventar, blogue com diferentes visões das diferentes pessoas que aqui escrevem e comentam, que muitas vezes até me serve de fonte de informação, mas confesso que, vir aqui comentar de manhã, e constatar, à noite, que na falta de argumentos acabo por ser insultado gratuitamente, é um bocadinho desagradável. Mesmo não querendo alimentar “trolls” acho que deveriam tomar medidas para que este tipo de situação não se repetisse.

    • João Mendes says:

      As minhas desculpas, Konigvs. A Lu e a Ana Teresa não tomaram os comprimidos e o pequeno Hitler que trazem consigo tomou conta delas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.