Mais um fracasso do socialismo

Fracassou na Venezuela, em rigor fracassou onde quer que tenha sido implementado.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Ó António, concordo, os estrangeiros que acabem as sanções e deixem o mercado livre de alimentos funcionar.

  2. aires says:

    Se tem algum tempo proponho as obras do Marx e Engles.

    Não existe nenhum Pais no Mundo Socialista!
    Não digam asneiras sem estudarem, não basta só pensar pela vossa cabeça tem que fazer outras coisas. Sobretudo estar no meio dos operários e de mais trabalhadores, e não no meio da pequena-burguesia que na sua maioria são uns analfabetos na politica pura e dura… .


  3. Que lixo. Foi com Chávez que foi reduzida a pobreza e avançaram na saúde, educação e habitação. Cometeram erros (qual o governo que não os comete?) e têm problemas mas o principal é o bloqueio às exportações/importações Venezuelanas promovido pelos EUA.

  4. Nuno says:

    Este vídeo é da Prager University, uma entidade conservadora americana, logo com uma análise bastante enviesada.

    Para mim, não é uma fonte fiável.

    https://en.wikipedia.org/wiki/PragerU

    • Nuno says:

      Não é fiável para discutir este tema em particular.

      Aliás, esta “universidade” tem outros vídeos bastante controversos, nomeadamente sobre as alterações climáticas.

    • Ernesto says:

      Só para que não hajam dúvidas do que “motiva” alguém a fazer estes videos:

      “Two of PragerU’s largest donors are the hydraulic fracturing billionaires Dan and Farris Wilks.”

      “Dan Howard Wilks and Farris Cullen Wilks, also known as the Wilks Brothers, are American petroleum industry pioneers. The brothers established Wilks Masonry in 1995. They went on to found an early hydraulic fracking company, Frac Tech, in 2002, and eventually became billionaires. In 2011 they sold their 70% interest in Frac Tech for $3.5 billion. The brothers, sons of a bricklayer, reside in Cisco in Eastland County east of Abilene, Texas.”

      Já o que motiva o Almeida, não faço ideia!

  5. ZE LOPES says:

    Mais um fracasso? Ainda bem que nos avisou, Almeida! Lá na minha terra cada vez que há um fracasso do socialismo é bebedeira geral! Até o padre vai de caixão à cova, o que não admira!

    Isto porque a cada fracasso do socialismo a riqueza lá na terra aumenta exponencialmente e tudo sobe na vida! Por exemplo o Toneca Catrapão começou a vender castanhas em 1917 em Fátima. Quando caiu o Muro de Berlim já era dono de 18459 carretas de castanhas! E a Maria Mocas? Começou a fazer rendas por encomenda para dar de comer aos 12 filhos em 1945 e quando a URSS desapareceu fornecia de soutiens toda a indústria porno do Los Angeles! Abençoado capitalismo!

    Apareça Alameida! Vai ser muito bem recebido na patuscada! Mate foguetes e tudo! Foguetes, não! Mísseis, que estamos todos ricos!


  6. O socialismo é tão mau, mas tão mau que consegue fracassar mesmo antes de ser implementado.
    Há 30 anos na Venezuela já era assim:

    https://www.dn.pt/edicao-do-dia/01-mar-2019/interior/direitos-civis-suspensos-na-venezuela-10632264.html


  7. Então e a China, o maior credor dos EUA e maior fornecedor do capitalismo, também fracassou? Ou não conta como socialismo?

    Já agora, o que é o socialismo, António? É comunismo? É socialismo tipo PS? É social-democracia nórdica (os trumps e os bolsonaros dizem que sim)?

    • António de Almeida says:

      João
      Socialismo para mim é planificar economia, confiscar rendimentos e direitos de propriedade. Existirá uma questão de escala onde poderemos admitir por um lado que socialismo absoluto possa nunca ter existido e liberdade absoluta também não. O grau de socialismo na Venezuela é impressionantemente elevado, o regime nacionalizou várias empresas, retirou licenças à televisão privada, vai ao ponto de fixar preços de venda aos operadores e quando chegamos a esse ponto nada mais a fazer, a economia colapsa. Foi assim em toda a Europa de Leste (foi pior) e não é por acaso que Cuba quer abrir a economia, mantendo o regime, copiando a China. Não falo do comunismo em África, porque aí concedo que nunca tenha existido mesmo…
      A China tem uma economia capitalista, mantendo um regime político comunista aplicado apenas às liberdades políticas. Na economia o governo chinês interfere na mesma medida que o governo dos EUA, com políticas fiscais ou subsídios, mas ninguém é impedido de investir, criar riqueza, para o fazer gera emprego. As políticas sociais de filho único e outras restrições têm vindo a ser abandonadas. Mao continua com o retrato, mas a sua liderança gerou atraso e miséria, foi o outrora proscrito Deng Xiaoping quem ironicamente lançou as bases para o crescimento chinês. Que não é uma democracia, nem um regime socialista, é uma ditadura de um partido que de comunista tem o nome…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.