Alguém sabe em que voo comercial veio Al Gore?

AG.jpg

Fotografia: Rui Duarte Silva@Expresso

Al Gore regressou a Portugal, para falar sobre o Aquecimento Global na conferência Climate Change Leadership Porto, a convite de um grupo de empresas dedicadas ao negócio vinhateiro, liderado pela Taylor’s.

Não sei como se deslocou até ao nosso país, mas é bom que tenha vindo num voo comercial. Caso contrário, se foi um jacto privado que o trouxe até à Invicta, não passa de mais um charlatão que quer ser presidente, motivo pelo qual, no regresso a casa, pode ir com o raio que o parta.

Comments

  1. Comboio é que está a dar says:

    Se calhar veio de comboio, como o outro.

  2. Duarte says:

    Por acaso veio em voo comercial e tenho foto para provar. Eu sei que o João tem um estilo de escrita “agressivo”, mas às vezes mais vale ficar quieto.

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Não preciso de saber que tipo de voo escolheu Al Gore para perceber que é um parlapatão que, agora afastado da política, dá umas conferências que lhe devem render uns bons cobres, escolhendo matéria sensível, como convém.
    Obama tentou fazer o mesmo, mas sem sucesso.
    Por isso passou a bola definitivamente a Al Gore e virou-se para a história da democracia, aquela que o levou quase a ser prémio Nobel da paz, após a invasão e destruição da Líbia.

    Mas acho de uma enorme ternura a colagem que a câmara dita socialista de Gaia faz a este tipo de personagens, anunciado na imprensa.
    Quando nos querem convencer que o capitalismo é amigo do ambiente, já não passa uma imagem da ternura, antes uma imagem de populismo, de incompetência e insensibilidade.

    Já agora a sumidade convidada abordou o caso da barragem da foz do Tua que afectou a região vinhateira protegida pela Unesco?
    É que os ilustres senhores que o convidaram são parte interessada. Ou será que veio vender algum douto parecer?
    Provavelmente, como sempre, debitou umas vulgaridades e saiu num outro voo para o seu país.

    • Carvalho says:

      É preciso ter lata para acusar outra pessoa (seja quem for) de “debitar banalidades”. Realmente, há pessoas que não têm espelhos em casa.


  4. …. o pior é que deixou pegada de estupor farsante.

  5. Julio Rolo Santos says:

    Pelo que sei o transporte utilizado por Al Gore não foi em jacto privado nem comercial mas numa mula, está bem assim, Sr. João Mendes ? O capitalismo pode não ser amigo do ambiente e então que dizer daqueles que deitam toda a espécie de lixo para o chão a conspurcarem o ambiente? Diz-se que são porcos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.