Fim da linha para João Rendeiro

BPP

Foto: Nuno Fox@Expresso

João Rendeiro, antigo presidente do BPP, outrora elogiadíssimo génio do private banking, foi hoje condenado a 5 anos e 8 meses de prisão efectiva pelo Tribunal da Relação de Lisboa, por crimes de falsidade informática e falsificação de documento, confirmando assim a condenação em primeira instância. Para a história fica mais um episódio de terrorismo financeiro, que vitimou contribuintes, depositantes e investidores, e um buraco que andará na ordem dos 900 milhões de euros. Acompanha-o Paulo Guichard, ex-administrador do banco, condenado a 4 anos e 8 meses.

O processo, que se arrasta há mais de 10 anos, desde que o Banco de Portugal retirou ao BPP a licença para prosseguir com a sua actividade bancária, envolve ainda várias multas, esquemas com recurso a paraísos fiscais e outras tropelias a que os grandes gestores bancários deste país nos vêm habituando. Porém, mesmo com o influente José Miguel Júdice a ocupar-se pessoalmente da sua defesa, desta vez o banqueiro não se safou. Que seja um bom presságio para os vários processos que envolvem Ricardo Salgado e a tralha cavaquista do BPN. Ainda há muito banqueiro, outrora genial e várias vezes capa da Exame, a precisar de uns anos de reflexão atrás das grades.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Isso é só inveja de quem investe, João. Quantas pessoas é que empregaste? Pois é!


  2. 10 ou 12 anos depois?
    E teremos ainda o Supremo e o Constitucional?

    Leis de corruptos para benefício de corruptos!

    • Paulo Marques says:

      É uma pena não termos tido gente ilustre como Ferreira Leite, Bagão Feliz, Vítor Gaspar ou Carlos Costa para regular a coisa e termos que chegar aqui. Tristeza.


      • As leis fazem-se na AR, ignorante fiteiro!

        • Paulo Marques says:

          Nem tudo o que é regulação é lei. Como não sei no caso, é uma pena que as pessoas sérias da direita nunca tiveram maioria no parlamento durante os 24 anos de existência do BPP, como não tiveram para o BES e BPN.

        • POIS! says:

          Pois sim!

          Então e os decretos-leis vêm donde? São plantados? Ou importados?

          Nunca se governou e legislou tanto por decreto como durante as maiorias absolutas de Direita. Por vezes com autorizações legislativas sacadas por atacado e aprovadas pelos calhaus direitrolhas que se sentavam então na AR..

  3. Filipe Bastos says:

    Coisa rara, concordo com o JgMenos. A 100%.

    Cinco anos e oito meses? Fim da linha? Será sátira?

    Este pulha mamão devia ter ido de cana há pelo menos dez anos; e devia lá estar pelo menos outros dez.

    Mais: estando cá fora, tanto ele como o pulha do advogado dele, grandíssimo FDP e um dos grandes chulões deste país, nem deviam poder aparecer em público sem ouvir umas verdades e sem levar uns sopapos muito bem dados.

    Esta canalha tem de ter medo. Assim jamais o terá.

  4. abaixoapadralhada says:

    “pulha do advogado dele”

    Esse sr advogado, nos fins dos anos 60, conseguia estar à direita de Salazar. Era grande admirador da Falange, grupo fascista espanhol.
    Depois do 25 de Abril, passou por entre os pingos da chuva

  5. Julio Rolo Santos says:

    Isto é. tudo gente honesta mas, só pouco mais de cinco anos de prisão efectiva? E o dinheiro em boas mãos, vai ser reposo?


  6. A nossa sorte é que não faltam bacanos como o João Rendeiro!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.