A realidade construída

 

Imagem: Euronews

Num artigo da revista Sábado, Gouveia e Melo recorre a um comprovado mito para dissertar sobre a estratégia que o próprio ajudou a concretizar.

O vice-almirante Gouveia e Melo desvalorizou ainda o facto de Portugal ser o primeiro país do mundo em termos de taxa de cobertura de vacinação, dizendo que isso não o preocupa, sendo que a sua preocupação “é se essa taxa é suficiente para haver proteção de grupo e eventualmente a imunidade de grupo“.

É motivo de preocupação quando a falsidade é usada como verdade. E conduz a um exercício de se questionar outras verdades como tal apresentadas. É uma das consequências da demagogia. O que é realidade e o que é realidade construída?

Neste ponto, será melhor recordar as afirmações taxativas de Andrew Pollard sobre a impossibilidade de existir imunidade de grupo no caso da Covid 19.

No Expresso

Conhecido como o pai da vacina da AstraZeneca, Andrew Pollard defende que a imunidade de grupo é uma ideia “mítica”.

Para Andrew Pollard, citado pelo The Guardian, “o problema com este vírus é que não é como o sarampo”. “Se 95% das pessoas foram vacinadas contra o sarampo, o vírus não pode ser transmitido”, algo que não se verifica com o SARS-CoV-2, ressalva.

No The Guardian:

Embora as vacinas existentes sejam muito eficazes na prevenção da doença e morte graves do Covid, não impedem que uma pessoa totalmente vacinada seja infetada pelo vírus que causa Covid-19.

O conceito imunidade de grupo depende de uma grande maioria de uma população que ganha imunidade – seja através da vacinação ou da infeção anterior – que, por sua vez, proporciona proteção indirecta contra uma doença infeciosa para os não vacinados e para aqueles que nunca foram anteriormente infetados.

Extratos retirados de um post anterior, no qual se citou um artigo do Expresso que teve por base uma notícia no The Guardian.

De forma resumida, nunca haverá imunidade de grupo se quem estiver vacinado poder ser re-infectado.

Neste momento, dado que questiono o Dogma Oficial – oh blasfémia! – já devo estar habilitado a receber a adjectivação de Negacionista.

Chegámos a isto. De um lado, chalupas que afirmam que a pandemia é farsa para a implantação do sinal 5G e do aqueles que constroem uma realidade assente em pés de barro.

Comments

  1. JgMenos says:

    Eventual – Dependente de acontecimento incerto; casual; fortuito; possível mas incerto.

    Impossível diz o rigorista: pessoa que leva demasiadamente longe o rigor ou a severidade moral.

    in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

  2. Paulo Marques says:

    Também não é pago para pensar, é pago para fazer, e hospitais vão esvaziando, como esperado. Ainda bem, que é preciso abrir vagas para… sarampo e tuberculose?!? Vamos bem.
    Mais, só na igreja. Vá, ok, e também mais um bocadinho em países que poupam menos na saúde.

    • j. manuel cordeiro says:

      E é pago para dizer disparates?

      No post é dito claramente que este medicamento a que se tem chamado vacina é eficaz na prevenção de doença grave.

      Porém, há a construção de uma realidade paralela, onde as teses da imunidade de grupo e a vacina são ponto central. E as palavras este militar fazem parte dessa construção.

      O que não será por acidente. As armas do discurso são sobejamente conhecidas no meio militar.

  3. Elvimonte says:

    É evidente que quem é versado em Epidemiologia e manobrar é o vice-almirante-rei das índias e dos índios.

    Já Andrew Pollard não percebe nada de nada, nem de Epidemiologia, de que nunca terá ouvido falar, nem de manobrar e muito menos de submarinos.

    Tanto é assim que os epimiologistas mais publicados no mundo inteiro tiraram todos o curso na Escola Naval, não passando por isso Andrew Pollard de um negacionista daqueles que, mesmo perante evidência empírica, são incapazes de concluir que a realidade, essa mãe de todos os negacionistas, está errada.

    E a realidade está mesmo errada, que o digam os israelitas:
    «Health Ministry Director-General Nachman Ash said Tuesday that the current wave of coronavirus infections is surpassing anything seen in previous outbreaks and that he is disappointed that a recent downward trend appeared to be reversing.
    (…)
    Pointing out that there is an average of 8,000 new infections each day, with occasional peaks over 10,000, he said, “That is a record that did not exist in the previous waves,” including the massive third wave at the end of last year.»

    (….timesofisrael.com/health-ministry-chief-says-coronavirus-spread-reaching-record-heights/)

    Com 80% da população israelita vacinada, este ministro só pode ser negacionista. A não ser que os revacine a todos, tornando a vaciná-los ad eternum.

    Um negacionismo também patente em “Barnstable County, Massachusetts, July 2021, Brown et al., Morbidity and Mortality Weekly Report Early Release / Vol. 70 July 30, 2021 – U.S. Department of Health and Human Services, Centers for Disease Control and Prevention”,
    cdc.gov/mmwr/volumes/70/wr/pdfs/mm7031e2-H.pdf.

    total de casos: 469
    percentagem de população vacinada, 2 doses: 69%
    vacinados, 2 doses: 346 casos (74% total de casos > 69%)
    não vacinados/só 1 dose/ 2ª dose < 14 dias: 123 casos (26% total casos)
    hospitalizados vacinados, 2 doses: 4 (80% dos hospitalizados)
    hospitalizados não vacinados/…/…: 1 (20% dos hospitalizados)

    Não há dúvida de que a realidade é uma grande negacionista. Mas mais negacionista do que a realidade é a Suécia, sem máscaras obrigatórias, sem confinamento e agora com 25% dos casos diários de Israel e apenas 1-2 vítimas diárias.
    (vd. ….worldometers.info/coronavirus/country/israel/ & ….worldometers.info/coronavirus/country/sweden/)

    Do que os negacionistas precisam é do regresso da Inquisição e dos autos de fé. Nada como aquelas fogueiras purificadoras para gáudio da turba boçal de crentes em êxtase.

    • Tuga says:

      “É evidente que quem é versado em Epidemiologia e manobrar é o vice-almirante-rei das índias e dos índios.”

      Mais uma bosta do camarada Elvibostas

      • POIS! says:

        Pois é!

        Ainda por cima insulta o vice-rei dele!

        Se acabar a levar um tiro de um cowboy no Real Fundo das Coostas, não se queixe!

        • Elvimonte says:

          Tiros incapacitantes e mortais como estes?

          “Em síntese, as vacinas:

          xi) causam efeitos adversos graves a curto termo e segundo dados do Infarmed até 22/7/2021:

          xii) registaram-se 4015 casos graves de reação adversa;

          xiii) 1087 pessoas ficaram incapacitadas;

          xiv) 68 pessoas morreram.”

          (fontes: …zap.aeiou.pt/seguradoras-cobrem-riscos-vacina-425362
          ….jn.pt/nacional/riscos-das-vacinas-estao-cobertos-pelas-seguradoras-14038389.html
          ….infarmed.pt/documents/15786/4268692/Relat%C3%B3rio+de+Farmacovigil%C3%A2ncia+-+Monitoriza%C3%A7%C3%A3o+da+seguran%C3%A7a+das+vacinas+contra+a+COVID+19+em+Portugal+atualizado/709e77f5-ab06-092d-338b-44c99586f796)

          Ou tiros nos pés e no escuro como estes?

          “Em síntese, as vacinas:

          v) não impedem que se contraia a doença;

          vi) apenas diminuem em cerca de 1% o risco de a contrair;

          vii) não impedem que se transmita a doença;

          viii) não impedem a doença grave;

          ix) a taxa de mortalidade nos vacinados é cerca de seis vezes superior à dos não vacinados;

          x) desconhecem-se efeitos adversos de médio e longo termo;”

          • POIS! says:

            Pois tá bem!

            Vosselência é que escolheu o calibre! Por isso não se queixe! Está todo esburacadinho e é bem feito!

            Lá em casa já estão mesmo a pensar em utilizar V. Exa. como regador.

      • Elvimonte says:

        para gáudio da turba boçal de crentes em êxtase.

        • POIS! says:

          Pois é!

          O objetivo é mesmo esse: o êxtase de V. Exa. e dos outros elvimontes por aí espalhados.

    • Paulo Marques says:

      80% de vacinação em Israel, lol. Já a sazonalidade que baixaria os casos caiu, como caiu o RU, ergue-se novamente a Suécia, continua a ignorar-se Bayes e Simpson, e se continuam a queixar do despesismo com químicos que funcionam a favor de químicos que não funcionam dos mesmos grupos da mesma indústria, invés de se preocuparem porque é que o terceiro mundo continua esquecido.
      Previsíveis e cada vez mais patéticos enquanto a caravana continua a passar. Bem, quase todos, alguns ficaram ainda mais cómicos.

      https://www.reddit.com/r/HermanCainAward/

      • Elvimonte says:

        “It doesn’t matter how beautiful your theory is, it doesn’t matter how smart you are. If it doesn’t agree with experiment, it’s wrong” – Richard Feynman

        Terceira dose significa o quê? Que é necessário uma quarta?

        PS – Sazonalidade? Mas está doido? Israel, tal como a Suécia, situam-se no hemisfério norte, que ainda se encontra no Verão. Veja num mapa e deixe de escrever disparates.

        PPS – «Pointing out that there is an average of 8,000 new infections each day, with occasional peaks over 10,000, he said, “That is a record that did not exist in the previous waves,” including the massive third wave at the end of last year [in winter, do you understand now what seasonality is?].»

        (….timesofisrael.com/health-ministry-chief-says-coronavirus-spread-reaching-record-heights/)

        PPPS – Não há dúvida de que a realidade é uma grande negacionista. Mas mais negacionista do que a realidade é a Suécia, sem máscaras obrigatórias, sem confinamento e agora com 25% dos casos diários de Israel e apenas 1-2 vítimas diárias (vd. worldometers, ourworldindata).

Trackbacks


  1. […] discurso de hoje, nos meios oficiais, onde se inclui o relatado no artigo anterior, é […]

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.