Ou comes a sopa ou chamo os mercados

s.f. Ralé, ínfima plebe. Crianças pequenas. s. m. Patife

A última pulhice da PT consiste em distribuir a correr os lucros da empresa pelos accionistas, antes que chegue Janeiro e tenham de pagar algum imposto que se veja.

Um dos donos de Portugal, Ricardo Salgado, avisou que caso o governo interferisse em tão patriótica pressa, os mercados iam ficar chateados, e ainda vinham aí dar tautau aos meninos.

O lucro do Banco Espírito Santo (BES) subiu 12,4% nos primeiros nove meses do ano, face a igual período de 2009, para 405,4 milhões de euros, devido sobretudo ao desempenho das operações internacionais. (Expresso)

Os bancos não pagam o mesmo IRC que a generalidade das empresas portugueses. Os bancos, como o BES, pedem emprestado ao BCE com juros a 1%  e depois compram a dívida pública portuguesa com juros na ordem dos 7%.

Sabem o que é um canalha?

Comments

  1. joão figueiredo says:

    os bancos são necessários para manter o equilíbrio do sistema. não são crianças pequenas, amigo.


  2. O equilíbrio do sistema deve ser como o equilíbrio do campeonato.

  3. Dario Silva says:

    Os mercados têm que ser mantidos… sossegados, que é para nã paparem as pessoas que têm que ir trabalhar e pagar impostos nas datas previstas. Para manter os mercados bem-dispostinhos, faz favor.

    Espero que um dia Portugal levante uma estátua aos Mercados, em forma de falo, como quem nos anda a foder.

  4. Bruno Gonçalves says:

    Só me apetece dizer: “K há conta dos ciganos todos roubam!”

Deixar uma resposta