Maias à porta no 1º de Maio

Na minha vila, ainda se colocam as maias à porta. São mais as casas com elas que sem elas! É bonito de ver. Também eu as fui apanhar… Ainda conheci um ribeiro aqui perto e ouvi a àgua correr nele…
As ‘maias’ são giestas de flor amarela que florescem em princípios de Maio e como que anunciam a chegada deste mês, define o Dicionário da Língua Portuguesa.
Não as sabia tão macias. («Macias» sem c lê-se maias, reparo agora na coincidência).

Colocam-se nas entradas das casas na noite de 30 de Abril para 1 de Maio para dar sorte, para proteger de «entidades malignas» ou «esconjurar o mal e a ominipresente insegurança da vida», bela frase esta de Maria Carvalho!
Numa época de crise como a que vivemos, este ritual pagão que os nossos avós sabem de cor (de coração), faz todo o sentido!
Há que esconjurar todas as «entidades malignas» que nos têm cercado ultimamente, cujos nomes tão bem conhecemos, infelizmente. Uma delas: o desemprego, algo que também os antigos queriam ver bem longe das suas vidas.Trabalho e pão é o que nos basta.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    No Alentejo costumava o campo estar cheio de maias e de papoilas – de malmequeres brancos e amarelos – maias mais cor de rosa chocking – herbáceas – estas amarelas chamo-lhe eu giestas (que já são arbustos) que enchem de cor as zonas mais pedregosas de Trás-os-Montes até fins de junho e em flor pena do dia mundial do ambiente a 5 de junho – as maias do mês de maio – não sabia desta tradição de que se fala aqui – E também não sei porque se chama Maia uma das civilizações mais antiga da humanidade lá para baixo na américa do sul que dizimou a civilização azteca mas sobreviveram ambas ainda até hoje – Mas afinal aqui o nosso país cheio de tradição ligada à natureza – talvez lendo mais Carlos Brandão (e sua mulher) e os seus lugares misteriosos de Portugal – vivba o maio cantado por Zeca Afonso

  2. Manuel Portugal Pires says:

    O gesto das «maias» é nitidamente supersticioso e carregado de sinais que lembram a «idolatria».
    Isto é mais uma prova que os «católicos», que praticam estes ritos pagãos, estão fracamente «cristianizados».


  3. Também existem giestas com flor branca.

  4. Maria Maia correia says:

    Deve – se manter a tradição .

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.