Ele é que começou

O vídeo em que Carlos Lisboa aparece a dirigir gestos obscenos ao público portista mostra-nos uma das maiores figuras do desporto português numa atitude indigna e incendiária. Não me admiraria que justificasse a sua atitude com insultos e provocações vindas do público.

Nuno Marçal, jogador do FCP, critica o treinador benfiquista, com argumentos muito válidos, e defende o público portista, cujo comportamento violento é justificado com o comportamento indigno de um adversário. Se, na crítica, Nuno Marçal tem toda a razão, falha completamente, quando tenta branquear o comportamento dos adeptos, gente inferior a qualquer provocação, independentemente do clube a que nos estivermos a referir.

Como se tudo isto não bastasse, Luís Filipe Vieira, com a deselegância obrigatória de quem é presidente de um clube, não consegue limitar-se a comemorar um título valorizado pelas dificuldades levantadas pelo adversário e resolve insultar o presidente do outro lado.

Para que nada disto tenha fim, o Porto emite um comunicado que termina com trocadilhos tão elegantes como as afirmações de Vieira. Para a semana, logo se vê.

Tal como os miúdos que tentam sempre justificar uma agressão, esta gentinha entretém-se a brincar ao “ele é que começou”, um jogo sem início e sem fim. Assim, não brinco.

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    A maior parte desta gente do futebol – dirigentes, treinadores, claques mais ou menos oficiais, adeptos fanáticos – são todos formados na mesma escola da vulgaridade. Não merecem o mais pequeno crédito e nem vale a pena perder tempo com eles.

  2. Nuno Leão says:

    só um pequeno reparo… veja uma gravação do jogo… ou se não quiser ver tudo, salte até ao ultimo segundo do jogo. Depois voltamos a falar.


  3. não percebo nada de futebol mas tem a importância que tem para quem tem e até vejo 2 programas de critica de futebol para ver se entendo algo e porque a TV actual não me dá nada de interessante
    mas não consigo perceber porque é que um desporto que envolve milhões – de euros e de pessoas – leva de facto há anos a comportamentos – e palavras – tão vulgares e inúteis – não aprendo nada – se calhar o Sá pinto é a pessoa de melhor comportamto no meio deste destruir o que de bom possa ter o futebol – porque tem coias boas é claro senão nem sequer existia e é pena até porque a alar já tantos futebolitas o fazem com dignidade mesmo que não me interesse muito pelo “verbo”
    mas é um país que em vez de progredir e subir nas atitudes se desmantela pois que até os ministros passam e o futebol ficará sempre – mas sem brilho

  4. António Fernando Nabais says:

    #Nuno Leão

    Não me vou dar a esse trabalho, mas esteja à vontade para explicar. Até me consigo dar ao luxo de adivinhar, conforme seja vermelho ou azul e branco.

  5. Maquiavel says:

    Pois é, Nabais, finalmente um comentário isento e justo aos acontecimentos! Parabéns!


  6. Lisboa indica ao público que têm um problemazito na próstata, e que, consequentemente, lhe meteram o dedo no cu. Acontece, a partir de certas idades ….

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.