O caso das alegadas irregularidades que agora não interessam nada

Um sector sensível: um banco. Ainda por cima público. Ainda por cima o maior de todos.

Um administrador deixa o seu cargo.

Um jornal diz que o tal administrador saiu porque a administração optou por fazer de conta que não houve “denúncias de existência de ilícitos criminais praticados na década passada por directores em funções na instituição”.

Nogueira Leite

Seguem-se as cenas dos próximos episódios. Se os houver.

Comments

  1. Amadeu says:

    A verdade verdadinha é que o homem vai fazer biscates para o privado, onde ganha mais e pode fugir aos impostos.
    Há cerca de um ano ele tinha avisado, se os impostos aumentassem mais, ele ia-se embora.
    O resto é treta para vender jornais.

  2. maria celeste ramos says:

    FP FP FP FP como nunca houve

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.