Novamente os vídeos pornográficos da professora

Isto começa a ficar complicado – então agora o MEC publica uma portaria para empurrar os profs pela porta fora e o pasquim do país vem logo dizer que os pais estão em choque com a senhora que andou a contribuir para a cultura lusa? Não me parece bem este aproveitamento parental da legislação publicada e, logo assim, em cima da hora?

A professora nem tem tempo para se vestir.

Vamos lá ver uma coisa – que Nuno Crato queira obrigar as professoras a participar numa espécie de factor X, parece-me uma perfeita estupidez, quase ao nível de um Rui Machete!

Agora, Nuno Crato, poderia, por exemplo, solicitar a realização de um vídeo a cada candidata a professora. Os serviços do MEC colocavam as realizações no youtube e os pais votariam na Docente mais adequada, segundo os critérios absolutamente rigorosos a definir pelo Bispo. Há ainda uma outra dimensão a considerar com esta proposta de seleção youtubista das Professoras – o MEC não precisava de se dar ao trabalho de contratar nem chulos, nem abutres!

O país vota sem segredos na candidata com melhores atributos! Depois, é só contactar com o José Manuel Fernandes e fazer um ranking!

Comments


  1. kakakaka! Muito bom!


  2. Pois eu acho que estes aspetos são da área da ética e deveriam ser tratados inter pares, dentro de uma Ordem dos Professores. Penso que não é compatível com a profissão de professor a realização de vídeos pornográficos (e espero que a senhora não o tenha feito, dentro ou fora da Escola) ou até de ensaios de fotografias na Playboy, mas deve ser um trabalho de muitos que permitirá decidir o que é compatível ou não com a docência. Também aí deviam estar contempladas as acumulações público/privado, explicações, graus de parentesco com os alunos, etc.,…


    • Meu caro, este é um detalhe sem importância. O meu ponto é outro, mas, no caso em apreço, a questão pode ser – se uma profissional (de qualquer área) usou o seu local de trabalho para outro tipo de actividades. De resto, saber se uma professora, uma médica, uma deputada ou… gosta, precisa, deseja… fazer pornografia, isso é um detalhe que em nada questiona o seu profissionalismo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.