Apelo

mario-soares

Os familiares e amigos deste idoso senil, devem evitar que o cidadão, outrora com responsabilidades na condução dos destinos do rectângulo. perca a escassa dignidade que lhe resta, mantendo o senhor afastado das câmaras. Não é bonito ver alguém exposto a tamanho rídiculo. Ainda há quem perca tempo a ler artigos de opinião ou pretenda ver lucidez nas suas patéticas tomadas de posições políticas.

16 comentários em “Apelo”

  1. claro, no soares é que está o problema!
    porque o idoso que fez ontem a declaração que fez mas que fez nenhuma aquando da morte de saramago, esse é que está bem!

    1. não era esse palhaço do cavaco que dizia, a respeito dos bombeiros mortos em combate, que as condolências eram para ser dadas recatada e discretamente?
      e agora faz este escarcéu com o Eusébio? a pessoa mais interessante que conheceu?
      pppfff……..
      palhaço!

    2. Muito bem visto, idoso e não velho. Porque velho é coisa pronta, acabada, e Soares, que é fixe, ainda por cá está a desafiar e a dizer das suas, como sempre fez, e faz muito bem.
      Ele deve ser lagarto, mas não faz mal.

      1. “Portugueses tivemos um General Sem Medo, hoje temos aqui um Almirante Sem Medo, vamos desimpedir a Rua do Quelhas e desocupar a Emissora Nacional”.
        .
        Da varanda do Palácio de São Bento ao lusco-fusco do dia 30 de Setembro de 1975, estas foram as palavras dirigidas aos manifestantes e de apoio a Pinheiro de Azevedo.
        .
        E já a noite caía em Lisboa quando a caminheta de caixa aberta parou mesmo frente á entrada, à sua espera já estavam Mário Soares, Emídio Guerreiro, que era o presidente do PPD/PSD e Sá Carneiro que já tinha sido, mas queria voltar a sê-lo. E eles todos aos pulos para subirem, mas o filha da mãe do grandalhão que ela trazia puxava uns outros não. Por exemplo Emídio Guerreiro, saltava, pulava, gritava e o tipo puxa por Sá Carneiro e deixa ficar o presidente. Hoje deve ter um bom emprego laranja.
        .
        Doutor Soares, a sua neutralidade foi maquiavélica, na minha opinião, mas como Deus escreve direito por linhas tortas, pagou as favas logo a seguir. Eu vi como Mário Soares subiu, mas não vi como desceu.
        .
        A Emissora Nacional estava à guarda de uma Força de Paraquedistas, que permitia aos Deficientes das Forças Armadas impedir o tráfego na Rua do Quelhas, mas não mais do que isso.
        .
        E foi para lá que a manifestação se dirigiu, com a camioneta à frente. Á distância dava para perceber que ia dar molho, mas não deu porque os paraquedistas não deixaram; quando chegou a hora, abrem fogo, aquilo eram mais de quarenta G3 a disparar ao mesmo tempo.
        Quando parou o tiroteio olhei à volta vi muitos sapatos e a caminheta no meio da rua abandonada.

        Doutor Soares, diga lá, como é que o senhor saltou da camioneta?.

        1. O fim do seu post pereceu-me a cançao do Senhor Alegre e do Senhor Feliz, diga á gente como está este País. Conheci o Doutor Soares há anos em Paris quando ele era professor convidado na Sorbonne. Sempre a mesma irreverência sem olhar a diplomacias. Tratava qualquer pobre como qualquer rico, dizia sempre o que achava mesmo que se prejudicasse pois era profesor por ser um exilado, não pelo seu curriculum. Pode ter todos os defeitos mas falta de coragem não. Assim se percebe que aos 89 anos podia estar sossegado na sua Fundação e Colégio dirigido com mão de ferro por sua filha e aguardar o subsidio mas não. Vai lutar até morrer por aquilo que ele acha que é a sua causa. Coitado do Emidio Guereiro já deve ter batido a bota. Quem aí anda nos taxos é o sob rinho-neto com o mesmo nome que é Secretário de Estado da Juventude. Quando Sá Carneiro tinha medo dos Comunas fugia para Londres ou Espanha dizendo-se doente e lá ficava o velho Emidio a a fazer as conspirações em que era perito. Quando tudo acalmou e o Sá Carneiro já tinha uma mulher para fazer dele um politico, o velho Emídio levou um chuto no traseiro porque já era incómodo e a SNU não gostava dele por dizer palavrões.

  2. Sim senhor, o que era preciso era o Soares ter usado a morte do Eusébio para fazer campanha política como os outros.
    Juízinho pá. Já de terem que entrevistar o motorista para terem chouriços que cheguem para encher o dia todo de ontem não te queixas tu.

  3. A direita sempre pronta a mentir, que é das coisas que ela melhor sabe fazer, logo a seguir a roubar. A falta de carácter da direita é a sua marca mais distinta.

  4. Durante a entrevista ele está sempre a falar bem do Eusébio…. esta indignação toda é só por causa do “não sabia nada que ele estava doente.. sabia que bebia muito whisky”? Foi um bocado comentário “à amigos de café”, ok… algo escusado de ser dito em declarações. Mas não me pareceu ter maldade alguma…. pareceu-me mais um velhote que já não se lembrou que falava para um microfone do que outra coisa qualquer…

  5. Sim, acho que a família já cumpriu a sua missão de mostrar ao mundo afinal quem é o verdadeiro Bochechas, agora podem fechá-lo antes que seja atacado em público.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.