“Department of Corrections”,

escreve hoje Paul Krugman. Se isto vai parar a uns sítios que eu cá sei, é possível que apareçam umas *corretions.