Para variar: a praxe…

Quando fui caloiro esbarrei com a semana do dito e respectiva praxe. Ao segundo dia avisei que não regressava. Foi coisa a que não achei nenhuma piada e cuja fronteira entre o passar-me da cabeça e ter de dar um sopapo a alguém era tão ténue que preferi desamparar a loja.

Obviamente, nunca praxei ninguém. É por isso que não assino esta petição, não quero praxar a Câncio e muito menos tirar-lhe o pio. Seria elevar a f a Nossa Senhora das Redes…

Comments

  1. PQP a Praxe! says:

    Eh! Eh! Eh! Quando a Fernanda Câncio quer consegue pôr um país do lado dela, menos algumas “bestas” e quem toma conta delas.
    Só falhou numa coisa: aquela tipa do Algarve, a do absinto, não ouviu o que merecia. Ou se calhar nem merecia mais.
    O problema é que a pobre provavelmente ainda chega ao governo, até porque não terá habilidade para muito mais. 😉

  2. Dr. Fonseca Galhão says:

    Leia lá aquilo outra vez. Aparentemente, também terá “desamparado a loja” das aulas dedicadas ao estudo das figuras de estilo & retórica.

  3. Nightwish says:

    Que cambada de patetas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.