Falem por si

Ana Drago, dizem, vai abandonar o Bloco de Esquerda. Nada tenho com isso e muito menos com as razões que alega. Não sou comentador televisivo e não me apraz a especulação gratuita nem os julgamentos sumários que tanto agradam à maior parte dos nossos jornalistas. Mas há um ponto que, por ser coisa recorrente em crises de todos os partidos, importa relevar: a frequência com que os que saem fazem questão de arvorar a representação de um grupo ou organização que dê relevo – e, talvez, prestígio – à sua dissidência.

Reparem que não discuto aqui – era o que faltava – as razões ou convicções que levam alguém a abandonar um partido. Muitas pessoas o fizeram com dignidade e discrição sem alardear um ego sobre-dimensionado. Outros portaram-se como ratos num barco que pensam em risco. Há de tudo. Até os que mudam de partido e mantêm o seu lugar no Parlamento, atacando, em nome do seu novo amor, o partido a que pertenceram (não é, José Magalhães?). Outros há que vão tratar da vidinha. Há ainda quem sofra uma epifania e faça uma volta de 180º, passando a servir o Senhor ( e os senhores…não é Zita?). Mas o que me traz aqui é, como escrevi acima, a batota da falsa representatividade que alguns dissidentes alegam, por iniciativa própria ou embalados por uma comunicação social rapace e tendenciosa.

É a vez de Ana Drago. Por que diabo não desmente publicamente as notícias que proclamam que consigo toda uma corrente sai do BE? Por que diabo é para aqui chamado o Fórum ou a Política XXI e, pior ainda, porque se usa despudoradamente o nome de Miguel Portas? Não tendo nada com o BE – mas nele não me faltando amigos e companheiros de luta de tempos mais difíceis – a minha reacção decorre da náusea de já ter visto este número muitas vezes – incluindo no meu partido – e sempre com argumento semelhante, só mudando os actores. Por que diabo não se mantêm na sua dimensão e falam por si? Se alguém os quer acompanhar, tem voz e cérebro próprios.

Comments

  1. Micah says:

    Mas o que há a desmentir?

    «A corrente do Bloco de Esquerda Fórum Manifesto, fundada por Miguel Portas e originalmente designada Política XXI, decidiu este sábado desvincular-se do partido».

    Daqui: http://www.publico.pt/politica/noticia/corrente-criada-por-miguel-portas-desvinculase-do-bloco-de-esquerda-1662680

  2. Maria Lourinho says:

    No Observador:
    Ana Drago deve abandonar o Bloco de Esquerda após a decisão da Fórum Manifesto de se desvincular do Bloco de Esquerda, mas outros fundadores do movimento, como José Manuel Pureza, Maria Matias e José Gusmão ficam no partido. O BE diz que as posições que têm vindo a ser tomadas pelos membros do movimento já davam a indicar a decisão hoje tomada.
    http://observador.pt/2014/07/12/corrente-forum-manifesto-desvincula-se-bloco-de-esquerda/
    Ela tem que falar e os outros têm que ficar calados?

Trackbacks

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.