Das margens do Ebro

A 18 de Julho de 1936 começou a guerra civil espanhola. Foi há 78 anos, muito pouco, afinal. Não só os crimes do franquismo nunca foram julgados, como os seus herdeiros aprovam hoje leis mordaça que punem com a prisão quem exerce o direito democrático de contestar nas ruas.

78 anos é muito pouco na história da humanidade, só um pequeno sopro, e temos aprendido que nenhum avanço pode ser tomado como definitivo, mas nas margens do Ebro, que tanto sangue viu correr, ainda ecoa o verso “pero nada pueden bombas/ donde sobra corazón”.

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.