Companhia aérea de bandeira…

Low-cost? Isso é coisa para outros países, os franceses que se lixem, enquanto existir dinheiro nos bolsos do contribuinte francês a banda continuará a tocar, a culpa será sempre do Hollande, Sarkozy ou qualquer outro político que esteja de turno no Eliseu…

Comments


  1. A criticazinha burgessa que se marimba para os postos de trabalho razoavelmente pagos e os quer substituir por mão de obra barata!
    A extrema direita não diria melhor!
    Parabéns pela sua franqueza… burgessa.


    • Vou passar à frente do seu adjectivo infeliz, ou nem responderia ao comentário.
      -De facto quando compro um bem ou serviço, estou-me nas tintas para os postos de trabalho e tudo o resto, seja uma viagem de avião, estadia em hotel ou renovação de guarda-roupa.
      -Permita que lhe coloque a mesma questão sob outra forma, já viajou em low-cost, comprou bens em saldo e quando adquire serviços escolhe mediante qualidade preço ou não se importa de pagar mais, mas certifica-se do nível salarial praticado pelas empresas que contrata?
      Deixemo-nos de hipocrisia…

      • Nightwish says:

        Quando paga impostos, é para fazer os banqueiros mais ricos ou para obter algo por isso?
        Já sei, para si é o primeiro.


        • Impostos para enriquecer banqueiros? Nem sequer para os salvar, por mim é simples, sem excepção todos devem ter liberdade de investir, exercer actividade, obter lucros se for o caso e alguns falirem… Os burocratas que nos (des)governam é que não permitem…
          P.S. – por último mas não menos importante, impostos reduzidos ao mínimo indispensável…

          • Nightwish says:

            “P.S. – por último mas não menos importante, impostos reduzidos ao mínimo indispensável…”

            Para as empresas ocuparem o vácuo de poder deixado por um estado fraco e usarem os seus monopólios para sugar toda a gente até ao tutano.


      • Sou um não consumista.
        Compro o que preciso.
        Sou a favor da luta dos trabalhadores por melhores condições de vida ou pela defesa dos seus postos de trabalho.
        E nos meus argumentos não misturo alhos com bogalhos.
        O seu conceito de liberdade, já expendido em anteriores posts, é tenebroso.
        A sua argumentação é perigosa… para quem não perceba o que no fundo está sempre a defender.
        Passe bem.

  2. Nightwish says:

    Realmente, os franceses que se lixem, já podiam ter respondido às reinvidicações (que nem sei quais são) e gastavam muito menos.

  3. Américo Montez says:

    A média das remunerações dos copilotos, segundo o balanço social da Air France, ultrapassa os 11 000 euros, os comandantes de bordo 17 000 chegando aos 20 000 para aqueles que são também instrutores. Um CDB num Airbus 380 pode chegar aos 27 000 euros por mês, que é a remuneração mais elevada. Os pilotos beneficiam ainda de abatimentos fiscais.


  4. A questão aqui é acima de tudo corporativa. O que mais preocupa os pilotos é a possibilidade da Air France investir numa companhia low-cost. Ou seja, não querem concorrência. Os impostos pagam o status quo… Mas em que planeta vivem?


    • Os trabalhadores pretendem apenas que a empresa assuma a sua responsabilidade ética no que diz respeito ao emprego.
      A voracidade do lucro terá que ser passageira.
      Não há empresas(?) sem pessoas e estas não são descartáveis ao sabor das negociatas…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.