Até nas desculpas são incompetentes

sorry-excuses1

Nuno Crato garante que no próximo ano lectivo não haverá “experimentalismos”. Portanto, deduz-se que este ano lectivo foi preparado em cima do joelho. Isto é no que dá ter mortos-vivos a usurpar o lugar de ministros.

Entretanto o grande objectivo de transformar as escolas em centro de nomeações políticas continua. MLR criou as bases, com o conceito dos directores que carecem de aprovação ministerial, e Crato dá a estocada final.

Foi ainda adiantado pela equipa ministerial que, a partir da próxima semana, serão os directores das escolas TEIP (Território Educativo de Intervenção Prioritária) e com contrato de autonomia que chamarão os professores em falta. [P]

Para completar o circo só falta o cavalheiro da fraca memória que deambula por Belém vir falar da qualidade de não sei quê.

Comments


  1. É verdade que este (des)governo está podre e a cair aos bocados. Mas este (des)governo foi eleito como protesto contra o (des)governo do Sócrates (não o Sócrates Filósofo e sim o Sócrates filho da puta).
    Agora, como protesto contra o actual (des)governo, os portugueses preparam-se para eleger o delfim, o número 2 desse mesmo Sócrates (não o Filósofo).
    Entre a merda e o cagalhão, o povo português vai alternando alegremente. Resta saber se isto ainda é um país ou uma gigantesca casa de alterne. Sem desprimor para as propriamente ditas.

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Não concordo com a forma que jmc exprime no seu comentário. Nada tenho quanto ao conteúdo, que acho correcto, mas considero que a língua portiguesa é suficientemente rica para que evite o recurso ao palavrão.


      • É a sua opinião e é respeitável.
        A minha opinião é que a língua portuguesa nos dá a oportunidade de optar, já que tem imensas variantes. E quando nos referimos a gente que de gente tem muito pouco, o palavrão é bastante expressivo e ajuda a entender aquilo que se pensa de tal gente. Muito melhor que a linguagem que considera correcta. Os palavrões existem e a nossa literatura está cheia de exemplos de grandes escritores que a eles recorrem de modo bastante expressivo.
        Estes farrapos humanos (Sócrates, Passos, Cratos, Portas, Costas e quejandos) não me merecem maior consideração que o uso de um palavrão. A linguagem correcta reservo-a para gente a sério.

        • BustyGirl says:

          Um grandessíssimo filho da puta é v.exa, cuja prosa cagalhão não vale uma merda.


          • Pela qualidade dos argumentos que usa se pode aferir a (falta de) qualidade da pessoa que vossa (pouca) excelência é. Muito obrigado por não gostar da minha prosa. O contrário preocupar-me-ia.


          • Esta BustyGirl deve ser a Maria de Lurdes Rodrigues. de certezinha…

  2. joao lopes says:

    o crato e o seu chefe(o farsolas) podiam EXPERIMENTAR um internamento compulsivo no julio de matos(sem ofensa aos utentes deste hospital que tem mais juizo num dedo que tem este desgoverno,no corpo todo) ?

  3. portela says:

    Olha o relógio!!!
    .
    África:
    Todas as manhãs o veado acorda sabendo que tem de correr mais do que o leão se quiser continuar vivo.
    Todas as manhãs o leão acorda sabendo que tem de correr mais do que o veado se quiser continuar vivo.
    .
    Conclusão: é indiferente ser veado ou leão, se não correr, está feito.

    • portela says:

      Não há deuses perfeitos. Se Epimeteu houvesse feito o leão vegetariano, poupava a dobrar; a velocidade do veado e a velocidade do leão.
      .
      Há quem diga que ele e o irmão Prometeu, os criadores dos seres mortais da Terra, eram Titãs, mas quando se aperceberam que os Olímpicos iriam vencer mudaram de campo.
      .
      Ah pois é, tudo tem explicação.


  4. Há algum tempo Manuela Ferreira Leite dizia na sua cronica na TVI que os funcionários públicos dão os guardiões do País, pois os governos mudam mas os altos funcionários ficam para darem continuidade ao serviço do Povo pela sua ética e fidelidade ao Estado. Concordei,. Mas que dizer da Funcionária Pública Maria Luis Albuquerque, ajudante do Ministro Teixeira dos Santos, chegando a fazer Road-show para o serviço da divida, como fez por exemplo na Líbia. No Ministério as pessoas que trabalhavam com ela no Tesouro sabiam que ela era a TOUPEIRA do Passos. Catroga, Múmia de Belém agencias de rating, pois roubava documentos sigilosos para A CORJA chegar ao pote. Podem consultar o link
    umjeitomenso.blogspot.pt/2014/08/maria-luis-albuquerque-um-retrato-curiosos.html
    ou ver na net o trabalho da jornalista Cristiana Martins, o retrato não autorizado, pois a TOUPEIRA não quis colaborar, desmentir ou processar a dita apesar desse retrato curioso ter sido publicado na Revista do EXPRESSO
    Neste blog aparece o marido manso Albuquerque na sua qualidade de sub-director do Jornal de Negócios, do qual foi despedido na sequencia deste escândalo abafado.
    À TOUPEIRA tipo GARGANTA FUNDA do escândalo Watergate, nada aconteceu. Continua a sua vidinha, serviu de TOUPEIRA do Paulo Portas para infernizar a vida do Victor Gaspar que se viu obrigado a demitir-se Ela ficou com o lugar dele e o abre PORTAS ficou como vice a viajar por todo o Mundo e a viver e trabalhar no Palácio Conde de Farrobo, onde pode fazer os forrobodós, longe do ALFORRECA que para o Profissional Portas não passa de um ator medíocre. Tem como objetivo seduzir os energúmenos de Bruxelas para lhe darem um belo taxo e outros para o marido.
    Se Portugal fosse um País de Direito, esta espia seria condenada, assim fica tudo em famiglia.

Trackbacks


  1. […] Luís apareceu no noticiário da RTP me convenço que vai ser desta que este governo incompetente (até nas desculpas) cumpre uma […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.