Lixo – II

Apesar da tentativa do regulador proteger o mamarracho proibindo o short selling, as acções da PT valem hoje um Euro… A OI parece não viver melhores dias… Há no entanto quem defenda a nacionalização, uma factura que sairia bem cara ao contribuinte.

Comments


  1. Como o entendo….
    O que é bom é dar benefícios fiscais aos esbulhadores do povo e não fazê-los participar da compra de um bem comum fundamental.
    Você é doentiamente… crato!


    • Benefícios fiscais?
      Nunca me leu… Por mim acabava com eles todos. Sabe o que é uma flat tax? E se quiser justiça social um imposto negativo?
      Convém ler tudo e não apenas 3 ou 4 frases mais impactantes…


  2. Em que medida é que a nacionalização da PT sairia mais cara aos contribuintes que podem estar prestes a deparar-se com mais um resgate feito com o seu dinheiro?


  3. A única forma que conheço e reconheço como válida para o Estado recuperar a PT, seria comprar acções aos seus titulares, caso estes o queiram vender. De contrário entraríamos no domínio do roubo e nem vale a pena opinar sobre tal cenário, a U.E. não o permitiria…
    Nestes 2 últimos dias tenho vindo aqui pouco (à net em geral), mas não me apercebi que esteja em cima da mesa alguma possibilidade de resgate à PT. Se estiver enganado, agradeço desde já que deixe algum link, porque não dei mesmo conta que tal possa acontecer. Apesar de big, à PT não será aplicável o conceito “too big to fail”. Ao que li nos últimos minutos, parece que até existiu hoje alguma recuperação técnica da empresa em bolsa, ao que não deve ser alheia a proibição de short selling. Mas passará tudo em última análise pela decisão da OI… (e sobre isto não é altura para especulações, o Brasil vive um período eleitoral, é natural que exista uma espécie de stand-by por lá no que à economia diz respeito…)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.