Parabéns Nuno Crato

implosionFoi um golpe de mestre: lançar o caos nas colocações de professores contratados para obter a aprovação pública do golpe que faltava: a selecção directa pelos directores/presidentes de câmara e nalguns casos certamente será ouvido o senhor prior.

Pelos vistos era uma ambição antiga: os ex-ministros aplaudem de pé.

Vai ser um sossego, fazes greve não te renovo o contrato, refilas, aspas, colocas em causa seja o que for, aspas, aspas. Em termos eleitorais, ganham os caciques um seguro de voto, basta a promessa de trazerem de regresso à terrinha os filhos da mesma que, vejam lá, andam pelo país fora porque se esqueceram de estudar na faculdade e são mais novos que tantos outros.

Claro que esta aplicação da estratégia do choque nunca será comprovada. Só por milagre se provará que os caos foi propositado. Nuno Crato, um ministro bem escolhido. Maria de Lurdes Rodrigues (que foi bem mais discreta ao soltar a avaliação de professores  para ninguém reparar no assassinato da gestão democrática) e José Sócrates roem-se de inveja. A privatização é já a seguir.

Comments


  1. Sois uns tristes choramingas do caralho! E os milhões de portugueses que sofrem diariamente com as medidas deste governo que vocês professores ajudaram a chegar ao poder?
    Não te interessa não é? A situação atual é da culpa do Sócrates, pois claro, a origem de todo o mal desde 2005 até ao fim dos tempos na vida dos professores.
    A famigerada avaliação tinha de ser nos moldes dos avaliados, que fixe. São todos bons os professores, tão bons que tem medo de ser avaliados. Também quero ser avaliado segundo os meus critérios e nem quero dialogar nem chegar a acordo eu é que sei!

    Ainda tenho bem presente na memoria as manifes dos professores com meia hora de destaque nos noticiários e sei de muita gente influenciada por familiares profs, conhecidos profs e companhia que votaram nesta corja. Toda a gente conhece pelo menos um professor. Por isso não tenho agora qualquer simpatia pela classe. Karma is a bitch. Tenho pena é dos alunos sem aulas e que vão para escola cheios de fome devido a políticas daqueles que vocês profs ajudaram, e de que maneira, a eleger.


    • Eu ia-te mandar levar no cu. Mas proprovavelmente ias gostar.

      • Elsa says:

        Antes de dizer tanta barbaridade e de se sentir tão insultado, seria bem melhor que parasse um pouco e analizasse com olhos de ver e mente bem aberta como este governo e companhia destruiram o país. E se quizer voltar à época das cavernas, à época onde os chicos espertos dos poderosos mantinham os ignorantes sempre ignorantes para que esses não se revoltassem e não lhes tirassem o taço, isso é consigo. Mas também digo que a culpa não será de unica e exclusivamente de professores pois todos os portugueses, independentemente de profissão e de meio social, tem o direito de votar.


        • Pois destruíram. Neste caso concreto levando a política do anterior governo mais longe. A ministra que mais aumentou os financiamentos aos colégios já mostrou inveja de não ter conseguido tanto.


          • Aliás é preciso muita lata para vir para aqui insultar-me, como se eu fosse um defensor do actual governo. A mesma lata de quem defende o tipo que chamou a troika às ordens dos banqueiros, e fez exactamente o mesmo na educação e saúde que estes fazem, menos, é certo, porque começou primeiro a mesma política neoliberal das terceiras vias que acabaram com a social-democracia na Europa.
            É preciso muita lata para vir com a conversa da avaliação, quando aí em cima está claramente escrito que isso não passou de fumo para instalar uma gestão empresarial nas escolas e começar a sua municipalização, seguindo de resto as pegadas de uma Thatcher.
            É preciso ter a lata de quem não tem vergonha de defender o trafulha que se demitiu colocando Passos Coelho no governo.

  2. joao lopes says:

    portugueses divididos e mandarem a culpa uns para os outros(“tu votas socrates,és culpado e tu votas coelho e tb és culpado”) é mel para os ouvidos do actual governo.os “inimigos” de portugal estão no actual governo(sem esquecer o socrates) e são esses que devem ser “engavetados”(passe a expressão)

  3. niko says:

    então as manifestações dos profs. telecomandadas pelo P C P e apoiadas por todos os funcionários do dito ,agora não são precisas .ou o objetivo era derrubar o governo socialista e por lá estes mafiosos tão do agrado do P C P .o srº do sindicato já se cansou?.


    • Adoro quando os socretinos reproduzem, na íntegra, o discurso neoliberal contra sindicatos e aquilo a que, ó analfabetos, chamam corporações. É uma espécie de genética, o algodão quando passa pelos blairs nunca engana.

  4. crarlos says:

    Mais um perola do Cardoso, o homem vive obcecado com o Sócrates, desta gente fala a miude porque o que interessa é mesmos o Sócrates. Mas a azia do homem vem também do desgosto que teve com o desgoverno do pantomineiro e da sua colega Portas.
    Este Cardoso continua a azedar e a insultar tudo o que lhe aparece pela frente, é a sua imagem de marca.


    • Ó Fernando Van-Dúnem, arranje lá um nome, fixo, tipo o seu, pode ser? Gosto de responder a insultos de anónimos, mas assim os trocadilhos tornam-se mais complicados.

      • crarlos says:

        “Ó Fernando Van-Dúnem” quem é o Ó Fernando Van-Dúnem.


        • És tu, quando assinas com esse nome.

          • crarlos says:

            Desta vez não deu Sócrates. Muito bem pode chamar o que quiser, Fernando, Manel, anything. Freud explica.

            Se pensa que esse expediente me vai inibir de comentar a evidente e notória obsessão compulsiva ao anterior governo disfarçado nas meias verdades que escreve está muito enganado.
            Escreva outro post que este já está fora de validade e veremos como acorda amanhã e o que vai sair dessa pena sobre o malvado do Sócrates.


          • A hetoronímia pegou moda, uma velha tradição socretina, do tempo em que se multiplicavam nas caixas de comentários a ver se pareciam muitos. Já o IP, não se costuma enganar:

            http://aventar.eu/2013/11/19/ferreira-fernandes-patife/comment-page-1/#comment-111792 (lembre-se do endereço de mail que utilizou)
            http://aventar.eu/2014/03/18/um-abraco-4/comment-page-1/#comment-118370 (aqui é Fernando)

            O Freud também explica essa obsessão compulsiva em defender o indefensável, o primeiro-ministro que estendeu o tapete a Passos Coelho. Enfim, viuvices.

          • crarlos says:

            JJC confesso o meu erro, caramba homem julguei-o inteligente. Então acredita que o IP não engana.
            Nunca ouviu falar em router.
            Uma pequena deixa, o router faz a função de interligação de redes internas, podem ser 10, 20 N pessoas que o IP válido que sai é sempre o mesmo.
            Ou quer um “desenho”.
            De qualquer modo começo a entender a sua patologia e acredite mulher que para este peditório hoje não dou mais, talvez amanhã se me apanhar bem disposta.
            Sim o Sócrates é culpado por dar corda a um tosco como você.


          • Já tinha visto muita coisa, um router socretista foi a primeira vez. Já sei, é de família.

  5. André says:

    O risco existe, o do caciquismo, mas continuo a achar que reduzir a colocação a uma mera lista de graduação imperfeita é também injusto. Por que raio é que um ano de serviço acresce 1 valor à nota de licenciatura? Porque é que alguém que se licenciou com 12 valores há 3 anos pode estar à frente de alguém que se licenciou este ano com 15? Porque é que alguém com 16 valores (na lista de graduação) pode ficar atrás de alguém com 12 valores, caso tenha ficado mais de 2 anos sem dar aulas (1ª e 2ª prioridades)? Se porventura alguém se licencia com 20 valores ficará sempre em 2ª prioridade porque nunca deu aulas (excluindo o estágio) o que é kafkiano.

    Se um professor faz um bom trabalho com um conjunto de turmas, a escola reconhece-lhe o mérito, país e alunos também, devia ter a oportunidade de manter o seu posto de trabalho e dar continuidade pedagógica..

    Isto sem falar das notas super-inflacionadas de todos aqueles que saíram de Institutos e faculdade privadas.

    Eu percebo o medo do caciquismo mas assusta-me que ninguém admita que a lista de graduação é injusta.


  6. “Se um professor faz um bom trabalho com um conjunto de turmas, a escola reconhece-lhe o mérito, país e alunos também, devia ter a oportunidade de manter o seu posto de trabalho e dar continuidade pedagógica.” – de acordo, quanto ao princípio.
    Não sei como se mede o agrado dos alunos, mas o problema é outro: por definição os contratados apenas suprem necessidades temporárias. Como tal não devem renovar porque se a necessidade é permanente deverá abrir uma vaga no quadro. E em concursos para o quadro só conheço dois números objectivos que se podem utilizar garantindo o princípio da igualdade no acesso à função pública: a classificação académica e o tempo de serviço. Tem outro?

    • André says:

      Caro João Cardoso,
      creio que são dois problemas, Um é a utilização dos contratados para suprir necessidades permanentes, uma situação ilegal e imoral. Outro é como se decide a classificação de um professor.
      Não me parece que a lista de graduação seja um sistema justo por tudo aquilo que já expus. Acho que a relevância dada ao tempo de serviço é exagerada e a existência das 1º e 2º prioridades absurda e muito injusta.

      As escolas são avaliadas, continuo a acreditar que um director de escola não contratará um incompetente, apesar de correlegionário ou amigo, se isso significar a médio prazo uma miserável avaliação da Escola que dirige.


  7. Ajudava a serenar e a refletir se se fizesse cronologicamente como se chegou a esta situação unica em todas as classes profissionais de um trabalhador de Gois ou Poiares ou Bragança ser nomeado pela 5ºOutubro. è que tenho um engenheiro amigo, e um enfermeiro, e um carpinteiro e um informatico e um.. que ficam tristes de verem outros mais novos na profissão conseguirem colocações a sua frente.
    Porque será que os comentadores ,especialistas, sindicalistas ..não gostam e não acham relevante” chamar os bois pelos nomes”. ???

Trackbacks

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.