Espectro político em Portugal

Victor Alves

l9pVGo

Depois do post  “Custou mas foi” e dos últimos acontecimentos, decidi conceber uma imagem que ilustre o espectro político actual, o rumo à direita e radicalização dos principais partidos.

Comments


  1. Ao fim de 40 anos de sucessos e “crescimento” das esquerdas caviar e afins, ainda há quem ache importante e distinga os partidos entre esquerda e direita? não será mais fiel distinguir entre os que têm propostas bem estruturadas e partidos folcloricos?


    • Até devia haver um júri. Fazia-se assim tipo concurso televisivo, não sei se em versão Ídolos ou mais no género Casa dos Segredos.

      • ZE LOPES says:

        Vou mais para o género do segundo. Pelo menos podia-se fechar uns tantos durante uns tempos. O Seufert, por exemplo. E aí sabíamos onde estava…

    • Nightwish says:

      Ora diga lá quem tem propostas estruturadas: partidos que não as cumprem e falham todas as metas não contam.

  2. ZE LOPES says:

    Realmente o Ps está bem acompanhado. Está ao nível do PLD, que já tentou outra vez mudar de nome, e depois extiguir-se e…não conseguiu! É um liberal-zombie!

  3. Rui Silva says:

    Portugal é um País do norte, do ponto de vista de um marroquino.
    Em Portugal não há partidos de direita ( PNR não é um partido).

    cps
    Rui SIlva

  4. Menas says:

    Pôr o PDR à esquerda do PS é obra! Mas concordo com o resto…


  5. Quem fez este mapa, tem que ir estudar politica, pois nao entende nada de nada. Coloca o bloco de esquerda dentro da esquerda quando estes são extrema esquerda. Coloca o PAN na esquerda quando estes são de centro. Coloca o PSD e CDS em extrema esquerda quando estes são de centro direita. Coloca o PS na direita quando é de centro esquerda. Coloca o LIVRE na esquerda quando sao de extrema esquerda… Mas voces andaram a beber o quê?!?! Desinformação a quanto obrigas…


    • Albarda o teu burro à vontade do teu dono.
      Não mandes é os outros ‘estudar” política. Faz-se, não é uma ciência.

    • Nightwish says:

      O BE e o Livre, por exemplo, apresentam políticas económicas ortodoxas, ao passo que o PSD, PP e o PS têm políticas novas (que não funcionam nem no Excel) de precarizar e tornar mais barato o emprego.
      A sua análise baseia-se em quê?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.