Morreu Helmut Schmidt, um dos maiores estadistas do século XX

A Europa ficou hoje mais pobre com a morte de Helmut Schmidt aos 96 anos.

Helmut Schmidt, uma das figuras maiores da social-democracia europeia, exerceu as funções de Chanceler da República Federal da Alemanha, entre 1974 e 1982, numa coligação entre social-democratas e liberal-democratas.

Helmut Schmidt desempenhou um papel determinante em plena guerra fria, deixando a sua indelével marca pessoal no processo de normalização das relações com a Alemanha Oriental e na aproximação com a ex-União Soviética e com os países do comunistas da Europa do Leste.

Foi também um dos obreiros na cooperação económica internacional.

Schmitt foi considerado diversas vezes o político alemão mais popular no pós segunda gerra mundial.

Um grande estadista que deixa a Europa e a social-democracia órfã de uma das suas maiores referências.

Comments

  1. José M. says:

    Ó senhor Silva, o senhor acha que alguém aqui se interessa pela sua conversa e baboseiras?
    Veja se se enxerga, homem, vá pentear macacos! palerma!

Trackbacks


  1. […] foi uma matriz social-democrata assente em grande medida no pensamento político de Willy Brandt, Helmut Schmidt e Olf Palme adaptada à realidade sociológica […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.