Cuidado com os bolsos… II

BV António Costa numa atitude arrogante de quero, posso e mando, afirmou que a vontade do governo irá prevalecer, indiferente aos interesses dos particulares que legitimamente adquiriram a TAP. Assim de repente, eliminadas que foram as golden-share, quer-me parecer que só pode estar a ameaçar com a nacionalização da empresa, esquecendo que as regras comunitárias impedem a capitalização estatal da empresa, os actuais accionistas já investiram no pressuposto que detêm o controlo accionista, pelo que reverter o processo implicará forçosamente pesadas indemnizações. Pela via negocial o facto do governo PS estar refém da frente de esquerda, fragiliza-o nas negociações. De uma ou outra forma o elefante branco irá continuar a sair bem caro aos contribuintes…

Comments

  1. manuel.m says:

    Sim, cuidado com os bolsos : Os vossos.

  2. Nightwish says:

    Legitimamente? Sabe coisas que eu não sei?

    • JgMenos says:

      Sabe que se os privados ficarem com 49% e entregarem o mando à quadrilha, tudio fica muito legítimo, muito legal!

      • Nightwish says:

        A seguir o não-concurso que foi mais uma concessão a colegas que outra coisa é que não fica.

  3. Aventares says:

    Grande lata !! Legitimamente ???

  4. joão lopes says:

    tudo o que o sergio monteiro fez/faz é ilegitimo e vergonhoso.um verdadeiro predador…este sim tambem devia aparecer no cm/tvi…se esses tipos fossem minimamente legitimos como fontes de informação…

  5. ferpin says:

    O seu “legitimamente” equivale em qualidade às declarações do cavaco sobre a solidez do BES no verão do ano passado?
    Se falhar como falhou o cavaco assume a responsabilidade e dá o seu património para ajudar a colmatar o roubo ou assobia para o lado?
    Os compradores foram aqueles tipos que correram a meter na tap 180 milhões de euros em dezembro, chamados à pressa pela PaF, por se saber que o costa parece que ia formar governo e parece que ia cancelar a venda que ainda não estava completada?
    A mim em vez de “legitimamente”, a palavra que me surge quanto a este negócio é “esturro”

  6. Joao Jose Tavares Capelo says:

    Se o negócio foi assinado após o governo demitido na assembleia da república devia suspender contrato, assim quais os interesses do antigo governo ? Emprego prometido? Talvez,

  7. Nome Obrigatório says:

    O anterior Governo ter tentado vender a TAP depois de demitido é ilegítimo.
    Tentar comprar a TAP um governo demitido é legitimamente ilegítimo ao quadrado. Mas por 10 míseros milhões, saiu-lhes barato arriscar (não se esqueçam que se a coisa correr mal, o Estado assume as dívidas..).


  8. “atitude arrogante de quero, posso e mando”??!

    • Helder P. says:

      Está certamente a falar do XX Governo a alienar património do Estado depois de demitido, e numa matéria que sabia ser contrária à posição da maioria absoluta da AR. Isso sim, um grande abuso de poder e um negócio ilegítimo e imoral.

      Quanto a António Costa, está a mostrar quem manda e bem. Na República Portuguesa manda ainda o XXI Governo da República em plenas funções e apoiado pela maioria absoluta da AR.

  9. JgMenos says:

    Temos caudilho!!!
    Grande cretino…

  10. Santiago says:

    O António acordou hoje para os “elefantes brancos”, bem haja, agora tente não dar muito o ar de apoiante da PaF e a coisa até passará despercebida…

    • Nascimento says:

      Ele nâo é apoiante de nada ,nem sabe se existe. Ele não vota. Ele, é ele, e mais qualquercoisa….ele, è o gajo que não vai ás reunioes de condominio e depois queixa-se das escadas estarem sujas, ou os vasos partidos,etc. Resumindo, ele é o tipico TUGA TÁXISTA…..só que sabe rebiscar ser erros ortográficos e pontuaçôes, mas ,espremido, não há suco algum.Pobre….


    • A Paf escafedeu-se.

  11. JgMenos says:

    Se os privados entregarem o seu capital e o poder à quadrilha já tudo passa a ser legítimo!


  12. Levante o braço e diga Heil Passos. A sua consciência dita-lhe que sim, só lhe falta a coragem, perdão tomates.