Há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!

2016-01-03 11.52.07
Informo que tomei esta difícil decisão de não permitir comentários aos meus textos após uma longa reflexão depois de uma campanha inqualificável em que fui alvo de ataques pessoais e profissionais sustentados em escabrosas mentiras, insultado e até ameaçado, quase diariamente, ao longo de vários meses.

Peço desculpa, por esta minha decisão, aos meus companheiros do Aventar e aos leitores que civilizadamente comentavam os meus textos, mas estou convicto que compreenderão esta minha difícil opção.

Eu sou um democrata, defensor absoluto do debate, da pluralidade de ideias e da liberdade de expressão, porém não posso permitir que alguns cobardes aproveitando-se da possibilidade de poderem comentar os meus textos usem esta funcionalidade para diariamente, várias vezes por dia, atacarem a minha honorabilidade e idoneidade pessoal.

Neste caso restavam-me duas possibilidades: deixar de escrever ou não permitir comentários aos meus textos. Optei inequivocamente pela segunda porque nunca me deixarei vencer por este tipo de gente cobarde, sem escrúpulos, para quem todos os meios justificam os fins.

Esta campanha contra a minha pessoa nas redes sociais, que continuou posteriormente no Aventar, teve início, coincidentemente ou talvez não, após a denúncia que apresentei relativamente a Marco António Costa.

Estes cobardes que se escondem atrás do anonimato da Internet têm como objectivo silenciarem-me, já o tentaram de várias formas e feitios, que um dia serão públicas, mas garanto-vos que não o vão conseguir.

Estarei sempre na primeira linha na luta pela moralização da vida politica e pública.

Reitero o meu pedido de desculpas aos meus companheiros deste blogue e à esmagadora maioria dos leitores, por esta minha decisao pessoal.

Termino dizendo aos cobardes que não me vão conseguir calar fazendo minhas as palavras do poeta Manuel Alegre:

Há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!

%d bloggers like this: