Os vampiros da economia livre

BP

No mundo encantado do capitalismo sem freio, nada se pode interpor entre a elite e o lucro astronómico. Pessoas são números, a natureza pode ser alegremente massacrada e os direitos humanos não passam de uma fachada para eventual publicidade hipócrita. A petrolífera BP representa, como poucos conseguem, o ideal imperialista totalitário por detrás da propaganda da responsabilidade social que os ditadores económicos inventaram para iludir os tolos.

Sabemos dos inúmeros escândalos ambientais que tem protagonizado e dos quais procura, sempre que possível, fugir às responsabilidades, pagando ocasionais multas, insignificantes perante a destruição causada. Sabemos das ligações com regimes opressores, casos do Azerbaijão ou da Rússia, imunes a qualquer sanção hipócrita que o Ocidente fabrica para iludir a opinião pública. Agora sabemos também que a BP se prepara para despedir 4000 trabalhadores porque, entre pagar salários ou dividendos aos accionistas, o elo mais fraco são sempre os trabalhadores, descartáveis.

Pobres oligarcas da BP. Os amigos do Golfo a promover a baixa do preço do petróleo para níveis históricos, articulados com os seus compinchas ocidentais focados em ver Caracas ou Moscovo de joelhos, e os lucros da pobre petrolífera a cair por aí abaixo. As centenas de milhares de milhões que lucraram nos últimos anos, trocos, foram transferidos para uns quantos remediados e não lhes resta outra opção que não seja despedir em massa. Comeram tudo, comeram tudo, comeram tudo e não deixaram nada.

Comments

  1. Manuel da Silva Moutinho says:

    Bandidos ladrões e outros nomes que me apetecia chamar as estes cabrões. Mas as pessoas é que têm a culpa de votar neles.

  2. João Paz says:

    Mas o furão Barroso liberalizou os combustíveis. Sócrates, na altura na oposição, protestou contra a medida. Alguém o viu TENTAR que fosse enquanto PM tentar travar a brutal subida de preços que isso ocasionou e continua a dar azo a que suceda quase todos os dias? Pois É! A obediência canina aos grandes empórios do capital ( e ao MONOPÓLIO MUNDIAL do petróleo em Particular) continua a ser o princípio e a imagem de marca do PS e do PSD. Interessante neste capítulo é a anedota em que transformou a lei antimonopolista americana ao “desmembrar” a Standard Oil em 5 companhias diferentes controladas pelos mesmos Rockfeller. Uma piada que não só não desfez o monopólio como aumentou exponencialmente os seus efeitos de destruição maciça. (esta sim bem real)

  3. Camaradas says:

    Só não entendo porque razão os anti-vampiros nunca em quase 100 anos criaram uma única empresa, para os explorados.


    • Parabéns Camarada, o prémio 10 horas de Trololo desta semana é seu!!!

    • Tiago Vasconcelos says:

      O que o Camaradas escreve é pertinente. Estes anti-capitalistas não metem mãos à obra e fundam cooperativas (que são autorizadas na maioria dos países capitalistas). Em vez disso, refugiam-se no conforto do protesto oco e inconsequente.

      E depois vêm sugerir que o desastre do socialismo bolivariano se deve a uma conspiração internacional que mantém o preço do petróleo baixo propositadamente para atingir a Venezuela (e Rússia). Ridículo.