Manuais escolares – Se for verdade, é crime!


Do muito que há para dizer sobre o vergonhoso negócio dos manuais escolares (a grande reportagem da TVI é imperdível), houve uma denúncia, feita por uma professora, que me chocou particularmente.
Diz essa professora, na reportagem, que em determinada escola os professores de um grupo disciplinar reuniam para adoptar o manual que iria ser utilizado nos 6 anos seguintes. E nesse momento exacto, irrompeu pela sala um representante de uma editora que, apresentado pela presidente da reunião, tentou convencer os professores presentes a adoptarem o seu manual.
Não sei se o manual dessa editora foi adoptado. Independentemente de ter sido ou não, estamos em presença de um crime. Não é apenas algo de imoral, de eticamente reprovável – é um crime, cometido pela editora e por aqueles que permitiram a entrada do sujeito na escola e, de forma agravada, naquela reunião.
E se é um crime, alguém tem de investigar.

Comments

  1. Maria says:

    A TVI está a fazer uma campanha contra a PE .
    Quem são os donos da TVI?
    São os mesmos da Santillana?

    • Mário Reis says:

      É estranho a Santillana negar-se à reportagem que independentemente dos objetivos aflora questões sérias a resolver. Triste democracia esta capturada por interesses.
      O povo paga!!! As mordomias, a incompetência e as infindáveis portas giratórias…

  2. Mário Reis says:

    Ricardo e quando os representantes das editoras são os líderes que influenciam a escolha?
    Nada justifica a exorbitância cobrada pelos manuais. A reportagem levantou uma ponta do véu e da quadrilhice do mercado para sacar ao zé…

  3. Rui Tavares says:

    Não me parece que alguém “irrompa” por uma dessas reuniões….
    A professora que ficou escandalizada com isso, tão interventiva, porque razão não impediu o delegado de expor a sua proposta? Estava amordaçada? Porque razão pactuou? Porque razão só se vêm antigos políticos e responsáveis a apontar dedos e quando lá estiveram não fizeram nada? É deprimente ver aquela ex ministra da educação a falar, dizendo que os editores vinham bem preparados para as reuniões…deprimente.

    Outro aspeto que achei interessante foi essa professora(a da borracha) achar tudo muito mal, mas por outro lado, quer ela quer a jornalista, acharem normal, professores que não devem ganhar assim tão pouco, ocuparem o seu tempo na escola a apagar a borracha manuais escolares. Não deveriam estar eles a prepararem aulas, dar apoio aos alunos, …

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s