Sobre o BCE e não só…



Este vídeo exemplifica na perfeição as razões pela qual o BCE não deveria manipular juros e qual o papel que a Banca deveria desempenhar na economia. Podem achar que é utopia, mas a realidade é que chegámos ao estado actual das coisas, muito graças à obscuridade de negociatas entre governos,empresas instladas, bancos incluídos, principalmente os bancos centrais, servos do poder político, favorecimento de corporações…

Comments

  1. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Este vídeo explana um conjunto de balelas que constitui a cartilha liberal (ou neo-liberal) sobre o pretenso “mercado livre” (essa entidade mitológica, que nunca existiu). Esquece, convenientemente, a manipulação operada pelos bancos e agências de rating nos EUA que levou à presente crise, e que, em parte, pôde acontecer graças à desregulamentação do mercado. Nunca os bancos tiveram tanta “liberdade” como nessa altura… e foi o que se viu.
    Esquecem que o “mercado livre” pode ser manobrado e distorcido por entidades que tenham tamanho e poder suficiente, como tem acontecido ao longo da História – logo, não é livre.
    O dinheiro é um assunto demasiado sério para ser deixado à mercê de entidades mitológicas.
    E se há alguém servo de alguém, não são os bancos que são servos do poder político. É mais o contrário.

  2. Paulo Só says:

    Por causa desse tipo de verborreia é que o Troll foi eleito. Ao contrário do que esses bonecos dizem o problema é que os bancos hoje não desempenham a sua função que é investir na economia. Os negócios dos bancos com derivados em curso, por exemplo, que não constam dos balanços, pesam muito mais de 100, 300 vezes do que os negócios de banca propriamente ditos. Porque se pode ganhar muito mais com a especulação. Por isso o BCE pode dar o dinheiro que quiser aos bancos, comprando as dividas (ou seja tornando públicas as dívidas privadas): esse dinheiro nunca vai chegar à economia real. A solução é separar a atividade bancária da especulação. Era isso que a regulamentação estava a começar a fazer e o Troll está empenhado em destruir. Pergunta simples: é normal que em 2015 o Credit Suisse tivesse um total de produtos derivados em carteira equivalentes a 46% do PIB mundial? É claro que esse dinheiro não existe. É normal que o BNP Paribas tenha menos de 5% de fundos próprios? Esperemos que seja possível reformar as finanças antes do próximo estouro. Isso me leva a crer aliás que o problema não está sequer no euro. O problema está em Wall Street e em organizações como a Goldman Sachs.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s