Tramados pela propriedade privada


Os jotas do CDS, alguns dos quais ainda suspiram pelo velho regime que não viveram, chegando mesmo a peregrinar até Santa Comba Dão para orar e colocar flores na campa do carniceiro fascista, decidiram dar vida a um cartaz de propaganda, alusivo ao 25 de Abril, usando para o efeito uma célebre fotografia de Salgueiro Maia, captada no dia da revolução pela objectiva de Alfredo Cunha. Ora o autor, ao que tudo indica e por motivos óbvios, não terá gostado da brincadeira dos traquinas centristas. Vai daí, decidiu espetar-lhes com um processo em cima.

Tem piada, to say the least, ver as camadas jovens de um partido, que tanto tem lutado pela sacralização da propriedade privada, metida em trabalhos por causa de uma espécie de violação da propriedade privada. O Hayek que descubra.

Imagem via Pinterest

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    É natural que Processo não dê em nada, porque o importante para a nossa Justiça é condenar o velhote reformado que criticou o autor do artigo da peste grisalha.

  2. José Fontes says:

    Apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo.
    Estes jotas são a confirmação.
    Gostam muito da propriedade privada mas é no sentido da sua apropriação em benefício próprio, especialmente se forem rendimentos do trabalho.
    Adoram.

  3. JgMenos says:

    ‘O carniceiro’.
    O despudor dos adoradores tanto fdp assassino não conhece limites!

    • José Fontes says:

      O zombie João Pires da Cruz, perdão, JgMenos, acordou do torpor.
      Mas ficou semiconsciente porque não disse coisa com coisa.
      Deve ainda estar a pensar na lógica do nosso benefício em salvar bancos sem que os accionistas, os gestores e os trabalhadores bancários tenham sido beneficiados.
      É o ovo de Colombo.

  4. Paulo Marques says:

    Concordo do o nível de filha da putice, mas qualquer semelhança entre a propriedade real e a imaginária é pura ficção legalista.

  5. Ernesto says:

    Aos “jotas populares”:

    Em primeiro lugar, percebe-se que o CDS não tenha nenhuma fotografia própria do 25 de Abril, uma vez que nesse dia eles não saíram da toca. Estavam em casa a “lutar” pela liberdade!

    Mas o que adoro mesmo é o argumento: “ah e tal, Se fosse o PC ou do BE já não seria problema..”

    Desculpem lá, mas o Alfredo Cunha não tem direito a ser simpatizante de PC ou BE? São partidos ilegais? Se eu sou o autor de uma obra não tenho o direito de decidir que forças políticas a podem ou não utilizar?

    Percebam, seus jotinhas medíocres, que o autor dá a fotografia a quem ele muito bem entender! Se quiserem, podem sempre usar fotografias do Marcelo e do Salazar se tiverem coragem para se mostrar! Podem até pedir ao camarada que vai todos os anos a Santa Comba mudar as flores ao ditador!

    Só não entendo porque quiseram usar a figura do Capitão Salgueiro Maia para a propaganda. É para disfarçar ou são ainda resquícios de técnicas de provocação pidesca que vos ficaram?

    Simplesmente ridículos!

Trackbacks

  1. […] Almeida, autor da foto roubada pela JP, ai a propriedade privada, ai, fez-lhes um […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s