Quem não sabe o que dizer, abre a boca e apanha moscas.

Em vez de propostas e alternativas, a oposição procura criar uma cortina de fumo. Essencialmente, esta alterna entre duas formas: variantes da tese da  claustrofobia democrática e propostas de alteração ao sistema eleitoral. Desta vez, foi Nuno Magalhães a dar o seu ar de graça, o qual optou pela primeira abordagem. Entrou mosca. 

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Como Portugal não tem uma Le Pen e não tem uma cultura de islamofobia muito desenvolvida, a direita resolveu virar-se para a claustrofobia.
    Dá-me gozo ver a Nunocas a tentar roer as unhas dos pés com os dentes.
    E o que dá ter relações sexuais sem preservativo.

  2. JgMenos says:

    Os orçamentos são para o foguetória da unidade de esquerda,
    As cativações e os planos B é que contam e sempre, sempre sem orçamentos rectificativos, esses indicadores de falta de rigor.
    Brincamos!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.