E Marcelo disse…


MARCELO REBELO DE SOUSA 2012“Abrir um novo ciclo obrigará o Governo a ponderar o quê, quem, quando e como melhor serve este ciclo” – Professor Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República.

O Presidente da República disse aquilo que qualquer um de nós queria dizer. E isso significa que Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, está dotado de algo cada vez mais raro na nossa política: bom senso.

 

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    O Presidente da República está entre a espada dos muitos que o elegeram, não todos, diga-se, e a couraça duma geringonça, que pode ser mais resistente do que aquilo que se imagina.
    Depois dos resultados das eleições autárquicas mostrarem uma direita diminuída, Marcelo no curto prazo, não arriscará novas eleições, provocadas por ele, sabendo que pode ficar refém da sua ousadia.
    Mas Marcelo não dorme, não se esqueçam!
    Só espero que António Costa perceba que o Governo e a Ministra da Administração Interna não estiveram bem nesta tragédia dos incêndios, independentemente da gritaria da direita.

    • Rui Naldinho says:

      https://www.tsf.pt/sociedade/interior/centenas-de-pessoas-manifestam-se-em-belem-contra-as-mortes-nos-incendios-8852293.html

      Afinal os portugueses que tiveram a infelicidade de morrerem nos incêndios mereciam mais respeito da nossa direitinha Tuga, que se devia mobilizar, qual Fátima em dia de peregrinação. Numa mobilização espontânea feita nas redes sociais, ficaram-se pelas centenas de pessoas. Resta saber se na casa à esquerda, das centenas, podemos colocar um 1 ou um 9.
      Quando o PSD/CDS querem fazer da dor e da tragédia, arma de arremesso político, ficam sempre mal na fotografia.

      • Ricardo Almeida says:

        Por norma não o faço mas tenho que comentar devido à absurdidade chocante da notícia que indicou.
        Pessoas a manifestar contra… as mortes??? Que se segue? Se o Benfica não ganhar o próximo campeonato a culpa também é, segundo mais um mirabolante raciocínio da direita, do governo?
        Não sei mas sempre achei que as manifestações eram uma forma de dar feedback às acções directas do governo.
        Manifestações contra a baixa do salário mínimo: faz sentido pois o governo pode inverter a SUA decisão.
        Manifestação contra a subida da TSU: mais uma vez, faz sentido pelo mesmo raciocínio.
        Mas a não ser que exista algum ministro da ressureição que desconheço, os parolos que se manifestaram “contra as mortes” não passam disso mesmo: parolos.
        Ainda se reivindicassem, e bem, um incremento no financiamento à Protecção Civil, profissionalização dos bombeiros, criação de um fundo de emergência, etc.. O rídiculo nesta situação é que há, literalmente, centenas de razões válidas e concretas para se perder uma manhã a pintar cartazes e a tarde à chuva e nem uma foi sequer mencionada. E o artigo reintera isso com afirmações como: “Ninguém sabia muito bem ao que ia”, ou “entre os organizadores questionava-se o que fazer”. Patético, no mínimo, e um insulto a todos os que morreram desnecessariamente.
        O maior inimigo da direita portuguesa não é a esquerda organizada mas sim a lógica humana e a decência.
        Paz aos que partiram.

  2. Paulo Marques says:

    Dieter Dillinger
    “Marcelo lançou hoje milhares de incêndios que se vão verificar no próximo ano porque, salvo para os estúpidos, não há uma defesa absoluta contra os INCENDIÁRIOS. Todos os que estão contra o Governo vão atear FOGOS no próximo ano ou antes se atravessarmos um período de seca.

    Costa não pode e não deve vergar-se a Marcelo, demitindo a ministra quando Portugal é feito de centenas de anos de arvoredo e possui um vasto corpo de uns 10 mil bombeiros que nunca poderão apagar 500 grandes fogos numa noite depois de terem combatido durante dois meses mais de um milhar de incêndios.”

    Agora que Passos se foi, o verdadeiro Marcelo revela-se. O Costa que se cuide.

    • Carlos Silva says:

      Acho incrível como mais de uma centena de mortos não significa nada. Que se foda os 500 incêndios e as centenas de anos de arvoredo. Isso é recuperável. Agora a centena de vidas que foram perdidas por falta de auxilio por incompetência da protecção civil, isso é inaceitável.

  3. Fernando Manuel Rodrigues says:

    “Costa não pode e não deve vergar-se a Marcelo, demitindo a ministra quando Portugal é feito de centenas de anos de arvoredo e possui um vasto corpo de uns 10 mil bombeiros que nunca poderão apagar 500 grandes fogos numa noite depois de terem combatido durante dois meses mais de um milhar de incêndios.”

    Não pode? Ai pode, pode.

    E a questão aqui não é se os 10 mil bombeiros podem apagar 500 incêndios (nem todos foram grandes, e sobretudo porque, a partir do dia 1 de Outubro, deu folga a 40% dos efectivos, num rasgo de clarividência).

    A questão aqui é como é possível PERMITIR que haja mais de 500 incêndios? Mas o que é isto? O país está a saque?

    • Paulo Marques says:

      Costa é grande, mas não é deus. Nem pode combater o clima, nem sequer pode acabar com o eucalipto.
      Há culpas para muitos lados, não se preocupe, e muito que também este governo já devia ter mudado, mas dinheiro para fazer muito não há, nem vai haver.

  4. Carlos Silva says:

    Para que se saiba …

    Foi o mesmo António Costa que acabou com a Guarda Florestal quando foi Ministro da Adm. Interna ….
    Tambem foi ele que impediu que a força aérea fosse utilizada no combate aos incêndios e que reduziu o orçamento da protecção civil em 10% e cortou fundos aos bombeiros !!

    Também foi o responsável pelo negocio e contrato com o SIRESP que custou 5 vezes o valor real …
    De igual forma foi o mesmo a recusar a compra de 2 Canadair, negociados pelo anterior governo …
    Não chegando ainda encerrou os 236 postos de vigia a 1 de outubro, apesar das previsões meteorológicas…

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s