Em Entre-os-Rios a culpa morreu mesmo solteira


Fotografia RTP

Aquando da tragédia de Entre-os-Rios, Jorge Coelho, ministro do Equipamento Social demitiu-se nessa mesma madrugada, justificando a decisão: “a culpa não pode morrer solteira”. Pois bem, a culpa morreu mesmo solteira. Apesar de a comissão parlamentar de inquérito concluir que as atividades de extração de inertes foram a principal causa da queda da ponte, nem os areeiros, nem os seis técnicos que foram acusados de negligência e de violação de regras técnicas foram condenados. Foram todos absolvidos.

De que valeu aquela demissão espetáculo de “a culpa não pode morrer solteira”? Não valeu absolutamente nada. A carreira política de Jorge Coelho não saiu beliscada e Jorge Coelho não fez o trabalho que lhe competia fazer depois da tragédia, que era bater-se para que as famílias das vítimas fossem devidamente recompensadas e a culpa do acidente fosse exatamente determinada. Pensei assim na altura e penso exatamente a mesma coisa no caso da tragédia dos fogos que acabámos de viver. Considero que os ministros deveriam ficar em funções e levar o seu trabalho até conhecermos as conclusão dos relatórios das tragédias. Se há culpas, então demitem-se e são julgados se for caso disso. Em particular, no caso dos fogos e no caso de Entre-os-Rios, há imensas culpas que residem no passado. O que é irónico é que alguns desses com poucas e muitas culpas no cartório andam por aí desgarradamente a pedir demissões (sim, sim, estou também a pensar em Cristas).

Este frenesim de exigir demissões a todo o transe, remete-nos para os tempos em que se sacrificavam cordeiros, virgens ou patifes para expiar a culpa e acalmar os deuses. No século XXI temos obrigação de fazer melhor.

Comments

  1. A PUTA SOLTEIRONA says:

    Que pergunta essa.
    De que valeu aquela demissão ?

    Valeu ao Coelho cumprir o chamado periodo de nojo mais cedo e depois puder ir trabalhar e capitalisar para a Engil.
    De consciência limpa, claro.

    A puta da culpa ficou para tia solteirona.
    Que se foda !!

    O irregovável Portas bem quis fazer a mesma coisa mas não soube impor a desculpa.

  2. Ricardo Almeida says:

    Pura perda de tempo e uma reles manobra de distração por parte do executivo para desviar a atenção das verdadeiras causas do problema e, mais importante, da discussão de soluções para o mesmo caso este persista.
    Os únicos contentes com estas coisas são os sabujos sedentos de sangue que não deixam passar uma oportunidade de enfraquecer um governo que, goste-se da cor ou não, deve servir primeiro os interesses nacionais e não se limitar a ser um membro involuntário destas querelas inúteis.
    Se se comprovar inequivocamente que foram as acções directas (ou indirectas até um ponto sensato) de um ministro ou até um reles secretário de estado que causaram o problema, então sim, deve haver demissões, voluntárias ou não, como forma de acelerar a sua substituição por alguém mais competente e dessa forma optimizar a máquina governamental que, e sinto que devo voltar a insistir neste ponto, deve servir os interesses de todos e não os de uma competição paralela onde tudo vale para chegar ao poleiro. Tudo o resto só desvia preciosa atenção do problema real.
    Agora esta palhaçada de se pedirem cabeças de ministros só para que meia dúzia de alminhas retardadas possam dormir com um sorriso no rosto, é estúpido, é fútil e apenas reforça a natureza clubística da nossa política.
    Será que alguém acredita que os familiares das vítimas de Entre-os-Rios ficaram automaticamente consoladas com a demissão do (outro) Coelho?

    • Luís says:

      “Se se comprovar inequivocamente que foram as acções directas (ou indirectas até um ponto sensato) de um ministro …”.
      Totalmente de acordo.
      Esta devia ser a norma e não o contrário que apenas serve de desculpa para os cobardes.

  3. JgMenos says:

    Só à terceira é de vez, ou é preciso esperar duas legislaturas para ter uma sentença?
    Que treta…desde que tenham carimbo esquerdalho logo se tolera toda a merda!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s