La famiglia

Esta semana assisti a duas reportagens que indignariam cidadãos em qualquer país, desde que existisse dignidade como é óbvio. A triste verdade é ser mais fácil em Portugal que as pessoas se indignem com a contratação da filha e genro de Donald Trump, ou qualquer falta de ética dos filhos de Bolsonaro, do que se incomodarem com a triste realidade de quem nos governa. Para os socialistas, o partido parece ser o Estado, seguramente que o Estado pertence ao partido.
Num concurso público para contratação de funcionários, a câmara municipal de Elvas conseguiu preencher um terço das vagas com familiares do presidente da câmara ou vereadores. Em Pedrógão Grande, além da contratação de funcionários com laços familiares, ficámos a saber que até a ajuda dos portugueses às vítimas de incêndios, foi desviada para amigos e familiares, não faltando quem aproveitasse para trocar de frigorífico ou televisão à custa da generosidade dos portugueses.

O presidente do partido, Carlos César, tem a família empregada no Estado, o governo passou a ter marido e mulher, pai e filha sentados no conselho de ministros, mas existem muitas outras ligações em secretarias de Estado, direcções-gerais, institutos públicos e outros cargos remunerados pelo erário público.
Não existirá nenhum país democrático com semelhante situação, até nas ditaduras dos trópicos será difícil encontrar algo parecido, talvez apenas nas monarquias absolutistas do passado ou na mafia siciliana os laços sanguíneos tenham representado semelhante grau de importância.

Comments

  1. ZE LOPES says:

    Está espantado? Ohhhh!

    Afinal esta gente limitou-se a levar para o Estado o espírito liberal triunfante no privado! É o “fim da história” e coisa e tal. O que é que V. Exa. quer, Almeida? O comunismo?

    Já entendeu porque é que sectores profissionais variados como os professores, pessoal escolar, profissionais ligados à saúde, etc. se opõem tão veementemente à “municipalização” da contratação?

    • Carlos Rosa says:

      A esquerdalhada só vai cair quando a miséria for maior e o povo os arrancar à paulada.

      • ZE LOPES says:

        Ora aqui temos mais uma previsão catástrofeira do Grande Doutor Mestre Carlos Rosa herdeiro de grandes poderes dos impérios de Senegal e Gabú. Mestre em magia negra e branca Trata mau-olhado, impotência, amarra e afasta pessoas com toda a “souplesse”. e eficiência. Prevê o passado, presente e até futuro. Dívidas, depressaõ, pé-de-atleta, tudo este Grande Mestre trata. Pagamentos só depois de sentir o efeito.

        Foi aliás este Grande Astrólogo que previu o fim político de Salazar. Bem o avisou que um agente secreto do KGB (mais tarde, veio a descobrir-se, disfarçado de cadeira de repouso) iria atentar contra a sua vida. Só que Salazar trocou o Grande Mestre Rosa pelo calista e foi o que se viu!

        E foi pena porque faltavam apenas 15 dias para Portugal se tornar o país mais desenvolvido do Mundo!

    • Daniel says:

      Muito bom!…

    • Carlos Rosa says:

      O camarada Jerónimo acusa a Direita de provocar a desertificação do interior, mas os concelhos onde os comunistas mandam são os piores do país. Veja-se o caso, por exemplo de Avis. Aquilo é uma vil tristeza onde os comunistas mandam desde 25 de Abril de 1974.
      Não haverá um partido de Direita que vá a essas terras espalhar comunicados a desmascarar esses pantominas?

      • ZE LOPES says:

        Então não há? Há sim senhor! Estou a pensar na União Nacional! Basta uma resma de comunicados e aquilo vira num instante! Têm estado é pouco ativos ultimamente. Desconheço os motivos. Talvez por modéstia.


  2. Até às eleições de outubro vai ser isto: a caça à exceção, ao fait divers, para atacar o PS.
    E, assim sendo, este tipo de programas podia ser feito na Finlandia, Dinamarca ou qualquer outro país.
    A RTP com o 6ª às 9, a SIC com a Procuradora, a TVI com o “não sei o quê” do Moniz (que esteve na Ongoing o tempo equivalente a um mestrado em vigarice).
    Fora o Portas, o Grande Nóia, etc. etc.
    O que é feito dos comentadores que não eram papagaios da direita?
    E a justiça? O Vara está preso por, alegadamente, ter recebido 25 000 euros (sem prova factual).
    Então e o Oliveira e Costa e o resto da máfia do BPN? Algum está (foi) preso?
    E o que é feito dos processos dos submarinos, de Luís Filipe Menezes, Marco António Costa, Tecnoforma, etc. etc.?

    Entretanto a autarquia de Pedrógão Grande publicou isto, que não faço ideia se corresponde à verdade:

    https://www.noticiasaominuto.com/pais/1203901/donativos-escondidos-autarca-de-pedrogao-reage-a-calunias-e-mentiras

    O António de Almeida nunca ouviu falar de casos de outros partidos semelhantes ao de Elvas?


  3. O filho do Durão Barroso foi para o Banco de Portugal onde só entra gente de grande categoria profissional.

    Mas o puto entrou e nem sabia o que era um cheque….
    Vejam lá se a direitralha fala nisso!

  4. Lucinha Pisarro says:

    Nós, brasileiros elegemos os filhos do Bolsonaro em eleições livres e democráticas.

    Nao fale mentiras, Antônio!

    Eu e 57 milhões de brasileiros somo Bolsonaro.
    Sou 100% Bolsonaro 👏

    • ZE LOPES says:

      É! Flávio Bolsonaro ainda hoje cantou lá na celebração da igreja Qualquer Coiso um salmo sertanejo agradecendo as graças divinas:

      “Deus nos fez muito milagre,
      Mas agora foi perfeito.
      O papá foi p’ró Planalto
      E os filhos foi eleito.

      Deus nos deu muitos milagres,
      E agora cada vez mais.
      Bastarm cinco minutos,
      Choveram vinte mil reais!”.

      57 milhões? Bem parece que já só são 56999998. A Clauzenir Barbosa já está cá e o Gustavo Bebianno parece que também foi andando.

    • José Couto says:

      Os alemães também elegeram Adolf Hitler.
      Devia ler o poema “Intertexto” de Bertolt Brecht.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.