Crónicas do Rochedo XXIX – Península Ibérica 2483 d.C.

ronaldo jornal da Madeira

“Em 2485 vamos celebrar os 500 anos do nascimento de Cristiano Ronaldo e por esse motivo, os responsáveis das cidades do Funchal, Lisboa, Manchester, Madrid, Turim e Miami aqui reunidos, decidiram criar a ACRM (Associação das Cidades Ronaldianas no Mundo) que terão como responsabilidade criar o programa das festividades em todo o ano de 2485 ficando a sede desta associação aqui, na cidade de Madrid” – anunciou em conferência de imprensa a governadora da província de Madrid.

As partes decidiram, por unanimidade, que Madrid apresente a candidatura dos feitos de Cristiano Ronaldo a Património Imaterial da Humanidade. Foi óbvio para todos os presentes a forma como Madrid se apoderou do património histórico de Cristiano Ronaldo deixando que fosse criada a ideia de que Cristiano Ronaldo era de Madrid quando, como a história o demonstra (é ver o  recente relatório da Sociedade de Humanidades e História Lusófona) nasceu em Portugal, serviu a nossa selecção levando-a a feitos nunca antes alcançados e, em Madrid, mau grado a sua dedicação e veia goleadora, foi “dado” a Turim e perseguido pela Hacienda a quem teve de pagar uns milhões para não ser preso impedindo, assim, o boicote de Madrid à carreira futura de Cristiano Ronaldo. Por isso mesmo, o nosso jornal lançou uma petição para obrigar o governo do Império de Lisboa a actuar junto das entidades internacionais de molde a evitar esta tentativa de apropriação histórica dos feitos deste nosso ilustre herói nacional”.

Esta notícia será publicada no jornal digital XPTO em 2483. Um jornal ligado aos movimentos radicais imperialistas de Lisboa. Não acreditam? Então é só esperar pacientemente e vão ver. O Aventar dará nota do facto, aproveitando a data das comemorações do seu 490º aniversário nessa altura.

Vai ser ainda mais hilariante que o actual ABC de Espanha…

 

(Imagem retirada do site do Jornal da Madeira)

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Gostei.
    Já estou a imaginar o Fernão Magalhães, em 1510, a fazer regatas na baia de Cádiz, numa embarcação com o nome, “Senhora do Mar”, à qual os espanhóis renomearam, ”Nuestra Señora de Guadalupe”.

  2. Paulo Marques says:

    E deixam-nos com o outro Ronaldo, espertos.

  3. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Não tenho a certeza de quais as verdadeiras intenções (a alusão sarcástica ao “incidente” em volta das comemorações da viagem de circumnavegação é clara), mas também não vou aqui fazer juízo das mesmas.

    Teve piada, isso é certo.

  4. Ricardo Ferreira Pinto says:

    As ronaldetes vao ficar todas contentes.