O Pravda do Al Andalus

Hoje o Pravda do Al Andalus publica o alegado bate boca entre o Sérgio Conceição e o Paulo Sérgio.

Eu nem queria falar sobre isto para não irritar o nosso comentador Lipinho ou o Dragarto (este é mais complicado pois assina com mais nomes que o Pessoa heterónimos). Porém, não resisti. O Pravda do Al Andalus sabe muito bem que o bate boca começou antes, bem antes. E sabe de onde partiu. Até imagino que saiba o porquê de tanto azedume entre estes dois. Sabe. Mas não interessa ao jornalixo deste pasquim. E já agora, foram bem expulsos, nada a dizer. Aproveitando para solicitar a alguém do departamento médico do grupo Impresa que receite uns calmantes aos seus paineleiros de desporto. É que andam num estado anti Porto tal que receio que lhes dê uma coisinha má.

E agora deixo as minhas mais profundas desculpas aos leitores por ter colocado aqui um link desta folha de couve. Uma vez sem exemplo.

 

PS: O Lipinho andou a destilar ódio contra o Porto clube, as gentes do Porto, o Porto cidade (e Espinho, Matosinhos, Gaia, em suma, uma geraldina de ódio) e eu não quero que lhe falte nada e, por isso, aqui fica o meu repúdio por algo a que assisti hoje no Porto Canal: a equipa feminina de voleibol do FC Porto esmagou o Benfica mas o grave é o facto de as camisolas da equipa do Porto serem patrocinadas pela Nici num claro sublinhar de estereótipos típicos das gentes do Norte e do Porto em particular. Uma vergonha que só piora quando se repara que no traseiro das referidas atletas está publicidade à Real Companhia Velha, numa clara demonstração machista que deve ser repudiada por todos os lipinhos. Uma vergonha e como diz o nosso Nabais: “A federação não faz nada?“.

 

(a foto é do Algarve Primeiro)

 

Comments

  1. dragartomaspouco says:

    “gentes do Norte” ???

    Respeito pelas gentes do Norte.

    Não confundas o Norte com a sua fossa

    Onde tu vives, é a fossa para aonde vai toda a merda liquida, solida e humana do Norte

    Dragarto mas Pouco, Bimbalhão repugnante

    • Fernando Moreira de Sá says:

      Ó Dragarto ainda te está a doer? Mete mais vaselina e não esqueças da rennie

      • dragartomaspouco says:

        A mim não me doi nada. A ti e aos outros bimbos é que vai doer quando o gangster do viagra morrer. Nunca mais ganham nada, porcos

        Já comeste a tua sopinha depois da vianda, reco

        Dragarto mas Pouco

        • Paulo Marques says:

          Não me digas, vão contractar mais padres por jogo, só para ter a certeza.

        • Fernando Moreira de Sá says:

          Ainda te estou a comer a tripa só a seguir é que marcha a sopa. E cuidado ao entrares na porta 18, não te esqueças de baixar a cabeça.

    • Paulo Marques says:

      Ainda nem aprenderam a lavar as mãos por aí…

  2. Filipe Bastos says:

    O dragarto tem razão: cidades como Lisboa e Porto atraem a merda à volta. São como o ralo na banheira, ou o PS na política.

    Lisboa até é pior, atrai merda do país inteiro. A sina da capital.

    E tripeiros como o Moreira de Sá, como dizem os americanos, can dish it out but can’t it: gostam de mandar bocas sobre Lisboa, mas ficam ofendidinhos quando ouvem algumas verdades, aliás bastante comedidas, sobre a sua querida vila.

    Pior ainda, não conseguem ir além de tricas futeboleiras e insultos pueris. Quero lá saber da bola, Sá; não sou carneiro. E picardias sobre cornudos e vaselina têm imensa piada… quando temos doze anos (a idade mental média do adepto da bola).

    Como já lhe disseram, o Norte não é o Porto. Tente não insultar o Norte, Moreira de Sá. O Norte não é da vossa laia.

  3. JgMenos says:

    O número de energúmenos, de grosseiros, de grunhos, que se escudam em dizerem-se ‘à moda do Porto’, é destino que o Porto não merece (falo da cidade, não do clube que há lá para as Antas).

    • Fernando Moreira de Sá says:

      Ó faxolas vai lavar a boca antes de falar no Porto e no Norte, pá. Entretanto, nas te esqueças de tomar as pastilhas, porra.

    • POIS! says:

      Pois é, JgMenos! Temos de reconhecer a arrojada coragem de V. Exa!

      Pois não é fácil denunciar os energúmenos, grosseiros e grunhos “boxeurs” e claqueiros que rodeiam o Venturoso Enviado quando vai ao Porto.

      Força! Força, ó Menos!

  4. Fernando Moreira de Sá says:

    Os dragartos (e os seus heterónimos) assim como os JgMenos estavam habituados a andar a distribuir insultos e destilar ódio nas nossas caixas de comentários e a malta fazer de conta. Pois nos meus, acabou. Ides ser corridos na mesma moeda. E agora ficam muito ofendidos, coitadinhos. Habituem-se. Ou antes de abrirem a cloaca tomem as pastilhas e sejam educados. Se não gostam do que está escrito num post, bom remédio: não ler ou ir pregar para outra freguesia ou criticar sem insultar. Mais simples é impossível

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.