As notícias falsas

O Dr. Pinto Balsemão, grande proprietário da área da comunicação, designadamente a social, terá criticado a “lixeira gigantesca” que existe “nas redes sociais e nos motores de busca”. Afirmou também, segundo dá nota o Diário de Notícias, que “há organizações montadas para difundir rapidamente notícias falsas”.

Entretanto, a Sic Notícias, propriedade do Dr. Pinto Balsemão, informou que “um avião russo se despenhou em São Tomé”. Mas o que se despenhou em São Tomé foi um avião ucraniano.

 

Os Truques e o Digital

tq

Nos últimos meses e graças ao Aventar descobri a página “Os truques da imprensa portuguesa” no facebook. A página está muito bem feita e nota-se que é alimentada por gente do meio, conhecedora da matéria. Na minha opinião, as chefias dos diversos meios de comunicação social deviam estar menos preocupados em desacreditar a página e bem mais atentos às denúncias que a mesma faz, procurando corrigir os constantes erros.

É que todos ou quase todos os dias temos exemplos de mau jornalismo. Um jornalismo que está, a médio prazo, a prejudicar seriamente a credibilidade dos meios de comunicação. Reparem nos exemplos mais recentes: Afirmações do Papa Francisco truncadas; a história dos jovens “nem-nem” que vão receber um subsídio mensal; a história da Rua da Bica como a mais bonita do mundo; etc. etc. etc.

Como é costume em Portugal, em vez de se preocuparem com a mensagem preferem tentar matar o mensageiro. E depois acontece uma coisa muito simples, no meu caso, agora sempre que vejo uma notícia no digital fico de pé atrás e já começo a nem clicar para ler por achar que deve ser mais uma notícia falsa.

 

Fake News

A expressão Fake News – Notícias Falsas – é uma redundância, pois toda a notícia é falsa à sua maneira.

img_5302

O necessário adeus de Merkel

A chanceler diz que as “notícias falsas” espalhadas pelas redes sociais ameaçam também as eleições alemãs. Merkel, que criou a mais falsa de todas as notícias, a TINA (There Is No Alternative), a da Austeridade redentora com que pilhou e humilhou os seus próprios “parceiros” do Sul. A mesmíssima Merkel que fez emergir a extrema direita na Europa e vem agora queixar-se de um mundo que se desfaz a seus pés.

Auf Wiedersehen.