Agência Bofetada – parte II: o regresso de Zeca Mendonça

Fotomontagem via L’obéissance est morte

Não é que esse regresso esteja para acontecer, até porque o histórico kickboxer assessor do PSD deixou recentemente o partido para se juntar à turma dos afectos, estando agora ao serviço do presidente Marcelo. A acontecer, porém, o momento seria perfeito: se João Soares, o wannabe esbofeteador, poderá ocupar uma cadeira na administração da Lusa, então Zeca Mendonça, o pontapeador de fotojornalistas, seria uma escolha mais do que acertada e coerente. Azar o dele não ser do PS nem da família do Carlos César.

Agência Bofetada

Se João Soares for mesmo para a administração da Lusa, estarão os jornalistas a salvo? Ou sujeitos a levar umas bofetadas caso perturbem a existência do filho varão do eterno monarca socialista? Costa bem que podia ter arranjado um tacho mais condizente com o personagem. Deixá-lo entre jornalistas poderá revelar-se uma péssima ideia.

«Sociedade de Autores apoia projeto “Literatura Mundo: Perspetivas em Português”»

how much difference does it make?

—  Ament, McCready, Gossard, Abbruzzese & Vedder, “Indifference

Se for para bem, sigamos para bingo.

— Rodolfo Reis, 25/6/2017

I think you’re fighting a losing battle at the Eurovision. But in the rest of the world, you’re quite right, sir.

— Graham Norton

***

Descubra as diferenças.

Português Europeu antes do AO90:

«Sociedade de Autores apoia projecto “Literatura Mundo: Perspectivas em Português”».

Português do Brasil antes do AO90:

«Sociedade de Autores apoia projeto “Literatura Mundo: Perspectivas em Português”».

Português Europeu com AO90:

«Sociedade de Autores apoia projeto “Literatura Mundo: Perspetivas em Português”».

Português do Brasil com AO90:

«Sociedade de Autores apoia projeto “Literatura Mundo: Perspectivas em Português”».

Quanto ao sítio do costume, tudo exactamente como dantes.

Sigamos para bingo.

Desejo-vos um óptimo fim-de-semana.

***

“hoje ficou também claro que o Governo não houve ninguém. Não houve parceiros sociais, não houve o PS, não houve a Igreja, não houve a academia e não houve o Presidente da República”

Como é possível?

Que raio de AO é este?

Com profissionais destes, mais vale que acabe de vez.

A greve da Agência Lusa

A Lusa suspendeu a distribuição de notícias.

Até Domingo é provável que veja os jornais, sobretudo na versão online, inundados de noticiário internacional, via agências estrangeiras. É que o nacional depende da Lusa, dado o sucessivo desinvestimento nas redacções, onde se passa mais tempo a transcrever a agência portuguesa que a investigar e fazer jornalismo.

Um bom tempo para meditarmos na crise da comunicação social.

Partir as pernas à Lusa

José Manuel Diogo

A agência Lusa tem mais de 600 clientes espalhados por todo o país e por quatro continentes. É uma empresa exportadora. Tem ao seu serviço 300 jornalistas em Portugal e no mundo inteiro. Produz quase 500 notícias diárias, das quais muitas são complementadas em áudio e vídeo. É a única agência de notícias global, mundial, universal, em língua portuguesa (o Brasil não tem). É também a maior produtora de conteúdos em língua portuguesa. A nossa Hollywood, jornalisticamente falando.
Custou aos portugueses em 2012 menos de 15 milhões de euros, o que é, mais ou menos, o preço de três quilómetros de auto-estrada sem pontes ou viadutos. Esta verba que o Estado, o acionista principal da Lusa, injeta na empresa destina-se, não a pagar prejuízos (a empresa dá lucro há cinco anos consecutivos), mas sim a fazer com que as notícias produzidas estejam disponíveis a preços acessíveis aos seus clientes. A esmagadora maioria são pequenos órgãos de comunicação social portugueses, espalhados pelo interior e pelas ilhas, pelas comunidades portuguesas no estrangeiro (há outros 10 milhões que vivem fora de Portugal) e pelos países de língua oficial portuguesa. Ao todo, cerca de 260 milhões de falantes. [Read more…]

E que tal fecharem a Lusa em Lisboa?

Em Coimbra já tivemos delegações de tudo o que é comunicação social. Foram fechando sucessivamente quase todas, e bem gostaria de ver um estudo que comparasse as poupanças com as vendas, para me rir um bocado.

Do pouco que sobra, falta fechar a LUSA, o que vem a caminho. Pessoalmente nada tenho contra o teletrabalho, mas um agência de notícias com sete jornalistas fechar portas não lembra a ninguém.

É claramente, mais do que uma medida de poupança, um acto simbólico de desprezo por toda a região centro. As Beiras têm servido de maternidade a futuros primeiros-ministros, em número tão crescente como o desprezo a que são votadas.

Ainda se pode fazer alguma coisa? pode, assine esta petição Contra o Encerramento da Delegação da Lusa – Agência de Notícias de Portugal em Coimbra.

Regresso ao passado, Plataforma de Voluntários Sócrates 2001

A Lusa cometeu a gafe e diversa comunicação social repetiu-a acefalamente, mostrando bem quanto crítica é relativamente às notícias que lhe chega.

(…)  afirmou o líder socialista, no lançamento da “Plataforma de Voluntários Sócrates 2001“.
© 2011 LUSA – Agência de Notícias de Portugal, S.A.

 

Monólogo socrático

– Está? Agência Lusa? Daqui é da Presidência do Conselho de Ministros. Olhe faça aí um take a dizer que o primeiro-ministro afirmou que não basta ser rico para ser bem-educado, em resposta a Alexandre Soares dos Santos, sim, o da Jerónimo Martins. Onde disse? Bem, ainda não disse, mas diz amanhã em Bragança. Adiante lá o serviço.

– Não quê? Não publica? Quer ir para caixa de supermercado? Não quê? Já tratamos do aasunto. Pode ser que com sorte ainda fique na Lusa a fazer limpezas.

Muitas incredulidades explicadas

Demitida por se recusar a inventar uma notícia

Demitida por quebra de confiança, alega a direcção de informação da Lusa (Luís Miguel Viana – Director; Domingos de Andrade – Director-adjunto; David Pontes – Director-adjunto). Porque a jornalista (Sofia Branco) se recusou escrever uma frase que só 24 horas depois é que seria proferida.

33% das indemnizações compensatórias 2010 vão para RTP e LUSA

Indemnizações compensatórias 2010

Neste gráfico, feito com os dados publicados hoje no Diário da República, vemos que o grosso das indemnizações compensatórias para 2010 vai para duas áreas principais:

  1. Comunicação social (RTP e LUSA): 32,90%
  2. Empresas de transportes públicos (Carris, STCP, CP, ML, REFER, Metro do Porto, SATA, TAP, SOFLUSA e TRANSTEJO): 46.16%

A análise destes números revela alguns aspectos curiosos. É o que se aborda a seguir.

[Read more…]