Não há fumo sem fogo

O ex-vice-presidente da câmara de Braga, Vítor Sousa, detido na passada quinta-feira, no âmbito do processo dos Transportes Urbanos de Braga, foi ontem colocado em liberdade, mediante o pagamento de uma caução no valor de 100 mil euros. O antigo número dois de Mesquita Machado, segundo o Tribunal de Braga, está fortemente indiciado de corrupção passiva para ato ilícito e de administração danosa.

A Justiça a fazer o seu trabalho

Vítor de Sousa, antigo vice-presidente de Mesquita Machado na Câmara de Braga que foi também o candidato do PS nas últimas autárquicas e Cândida Serapicos também ex-dirigente local do PS foram detidos e serão apresentados hoje em Tribunal. Estas detenções surgem na sequência de um processo onde alegadamente terão recebido ” luvas ” na aquisição de autocarros à empresa alemã MAN.

Os esqueletos no armário do PS Braga

VSMM

Vítor Sousa, ex-vice-presidente da CM da Braga e candidato derrotado do PS nas últimas autárquicas foi ontem detido por suspeitas de corrupção. O homem forte do quase-eterno autarca Mesquita Machado é suspeito de gestão danosa enquanto administrador dos Transportes Urbanos de Braga, e esta a ser investigado pela compra de 13 autocarros à MAN Braga em 2011.

A história da cidade de Braga cruza-se com a história da dinastia socialista de Mesquita Machado. Entre amigos e heranças catastróficas de divídas colossais, a história narrada em 2010 pelo Ricardo Santos Pinto é reveladora daquilo que foram os anos loucos da autarquia bracarense. Obras públicas adjudicadas de forma opaca, ligações suspeitas e ajustres directos em abundância. E agora a detenção de Vítor Sousa. Quantos esqueletos haverá neste armário?

Foto@Diário do Minho

Vítor Sousa Censura-se a Si Próprio no Facebook

Depois de há semanas ter censurado algumas perguntas publicadas (também) por mim na página de campanha do candidato Vítor Sousa, – e depois de me ter ali bloqueado, – Vítor Sousa comete o impossível e censura-se a si próprio, removendo uma nova (aparentemente) página de campanha “Eu sou Vítor Sousa”.
Entre alguns bracarenses, frequentadores do ‘Forum Cidadania Braga‘, ficou a impressão de que nova página terá sido removida por conter erros ortográficos. É uma explicação possível.

Definitivamente, a queda de um regime é sempre agonizante.

vitorsousa1 vitorsousa2

“Com Papas e Bolos”

o-vitor-na-tua-casaO candidato à Câmara Municipal de Braga Vítor Sousa, imbuído de espírito natalício e democrático, propõe-se agora, como acto de campanha eleitoral, visitar a casa de uma família bracarense para lá, “sem grandes confusões de campanha“, dar a conhecer “as suas ideias, as suas propostas”.
A iniciativa seria notável e admirável caso Vítor Sousa, negando o espírito democrático e de cidadania que agora apregoa, não tivesse censurado e removido comentários e perguntas da sua página de campanha no facebook. Não o fez nem uma nem duas vezes.
Resta saber se mais alguém que não eu – um potencial eleitor que Vítor Sousa não quer como tal – foi bloqueado na sua página “democrática”.

Vitor Sousa Censura Comentários no Facebook

candidato-vitor-sousa-1O actual número dois do executivo bracarense, Vitor Sousa, tem por hábito frequente censurar comentários e perguntas que os seus potenciais eleitores lhe colocam na página de facebook, que utiliza de forma entusiasmada para dialogar com os cidadãos.
Dialogar não, que o diálogo pressupõe sempre que há o outro, a outra parte; no caso de Vitor Sousa, a sua página de campanha é um monólogo, um entediante e repetitivo monólogo de Vitor Sousa com Vitor Sousa.
Hoje Vitor Sousa brindou o seu povo com a divulgação de um vídeopago com dinheiros públicos e também publicado na páginda de facebook do próprio município! – onde dá conta de “Projetos de Regeneração Urbana, desenvolvidos entre 2009 e 2013“.
Na verdade, 90% dos ditos projectos 2009-2013 estão ilustrados com imagens… virtuais, como pode ser comprovado aqui. Ora, para final de 2013 faltam alguns meses: resta saber, por exemplo, se há ainda tempo para implantar o famigerado parque das Sete Fontes – 20 mil hectares! -, num local que até data recente este mesmo executivo – e Vitor Sousa – tinham viabilizado como zona de construção…
E os 45 hectares do chamado Parque Norte? E a pista ciclável no rio Este, em leito de cheia: aguentará as chuvas de Novembro? E os quase 29 km de ciclovias na cidade: onde estão?
E os 35 hectares do Parque Oeste? Onde? Crível só mesmo a informação de que a Câmara Municipal de Braga já plantou 8.979 árvores e arbustos.
Vitor Sousa faz-me lembrar a EDP e a sua relação imatura com os meios de comunicação franca.
É este o homem que quer governar a dita terceira cidade de Portugal?

O Beijo Autárquico

Miguel Relvas deu um a Fernando Seabra em Lisboa; Edite Estrela dá outro a Vitor Sousa em Braga.
E a festa ‘inda agora começou.