Legados e Heranças

cm-braga-auditoria-contas-2014

252.494.854 euros é quanto falta aos cofres públicos dos bracarenses. Se não me equivoquei na leitura do memorandum de conclusões, os encargos com parcerias várias (em que os investidores privados têm sempre lucro garantido) não estão contabilizados; algumas dessas parcerias (e respectivas rendas) valem durante 25 anos.
Postas as evidências, é lícito e justo que se refira que o autarca Mesquita Machado [37 anos de poder em Braga] teve, tem e terá um impacto directo na vida dos bracarenses num espaço temporal de 62 anos. Notável.

Comments


  1. Reblogged this on O Retiro do Sossego.

  2. luis says:

    O Mesquita sabe que depois de ter deixado a câmara e de ter perdido o seu amigo na “arquivodoria da republica” o seu destino estava traçado com uma ida a tribunal como arguido, tantos desmandos ele cometeu.
    A razão está dentro do principio da justiça portuguesa de “perdes o poder, já podes ser acusado pelos crimes que cometeste”!
    Conhecedor do que a casa gasta o Mesquita, espertalhão, agarrou-se ao PS e apresentou-se numa conferência de imprensa emoldurado por uma grande bandeira do partido enviando a mensagem subliminar – “quem se mete com o PS (Mesquita), leva”.
    O homem pode ter perdido o poder na câmara mas não perdeu o poder no partido, onde terá bons apoios dos corruptos que nos desgovernaram antes destes que agora nos desgovernam!


  3. quando vamos ver a separaçãoentre gestãocompetente profissional e eleição politica? passar um certificado de gestor tipo relvas a um eleito politico é de loucos e as consequencias são bem visiveis na gestão camararia pelo país fora – ainda se admiram da Merkl não assinar os cheques?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.