Os esqueletos no armário do PS Braga

VSMM

Vítor Sousa, ex-vice-presidente da CM da Braga e candidato derrotado do PS nas últimas autárquicas foi ontem detido por suspeitas de corrupção. O homem forte do quase-eterno autarca Mesquita Machado é suspeito de gestão danosa enquanto administrador dos Transportes Urbanos de Braga, e esta a ser investigado pela compra de 13 autocarros à MAN Braga em 2011.

A história da cidade de Braga cruza-se com a história da dinastia socialista de Mesquita Machado. Entre amigos e heranças catastróficas de divídas colossais, a história narrada em 2010 pelo Ricardo Santos Pinto é reveladora daquilo que foram os anos loucos da autarquia bracarense. Obras públicas adjudicadas de forma opaca, ligações suspeitas e ajustres directos em abundância. E agora a detenção de Vítor Sousa. Quantos esqueletos haverá neste armário?

Foto@Diário do Minho

Comments

  1. Pedro Marques says:

    A minha pergunta é outra, quanto mais é preciso provar para se ver que o ps e os seus dirigentes não são de confiança.


    • Generalizações a esta hora da manhã? Não obrigado!

      • Pedro Marques says:

        Lamento, mas não é uma generalização.


        • Ainda resta gente digna, tanto no PS como no PSD. Generalizar não me parece ser correcto para com essas pessoas, ainda que perceba onde quer chegar. A minha opinião não é muito diferente da sua.

          • Pedro Marques says:

            Se há gente digna só têm de saltar fora. Enquanto permitem que as suas lideranças destruam o país são apenas cúmplices.


          • De acordo. Mas não será por não terem saltado fora que deixam de ser honestos.

          • Pedro Marques says:

            O mesmo acontece no PCP, Verdes, e no BE deve ser a mesma coisa.


          • Está a colocar todos no mesmo saco? Não percebi…

          • Pedro Marques says:

            Não estou a colocar todos no mesmo saco. Estou a querer dizer que se as direcções ou comités decidirem uma coisa que não for positiva ou de encontro com o que está nas bases e os militantes se calarem não será falta de honestidade, mas são submissos. Qualquer coisa assim.

    • Fernando Antunes says:

      PS ou PSD, Braga ou Gaia, essa não é a questão. O que me faz duvidar da inteligência da espécie humana é aquela atitude do “são corruptos; mas são os nossos corruptos” que muitos laranjas e socialistas têm.


      • Não podia estar mais de acordo!

      • Pedro Marques says:

        Totalmente de acordo. E também costumam dizer são corruptos mas fazem trabalho. E com esta mentalidade se deixa perpetuar a corrupção.


    • Comecemos pela autarquia de Gaia, Pelo BPN, BES. TELA COM, SUBMARINOS, HELICÓPTEROS, CARROS PANDURE, MEO ARENA, TAP, CARRIS, VISTOS DOURADOS. RECENTEMENTE DESVIOS Para os amigos AGRICULTORES.TACHO PARA OS BOYS NO FINAL DE LEGISLATURA, , DOUTORES SEM SERES DOUTORES, MILHÕES PARA O BANCO QUE RELVAS QUER,….O´parrequinho queres mais?

      • martinhopm says:

        E o que fica por dizer, tanto no que ao PS diz respeito como ao PSD. Sejamos honestos, embora eu não seja propriamente um simpatizante do PàF, bem longe disso.

    • martinhopm says:

      Pedro Marques, e os dirigentes do PÀF são de confiança?!

  2. José Meireles Graça says:

    “Quantos esqueletos haverão neste armário?”. Mensagem do corrector automático: Quantos esqueletos haverá neste armário?

    • martinhopm says:

      Correcto: ‘haverá’ e não ‘haverão’. O verbo haver emprega-se com um de dois significados: com o de ‘ter’ ou com o de ‘existir’. No primeiro caso, é integralmente conjugável; no segundo, é unipessoal, só se conjuga na terceira pessoa do singular.


    • Obrigado pela nota José Meireles Graça!