Desculpe, importa-se de repetir?!

Como se pode esperar, a árvore não tapa a floresta, mas seria de bom tom dizer umas verdades a este doutor de etiqueta.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Isto é medieval…

  2. Mais nada! A ética acima de tudo! Podem, claro que sim, mas com regras! Vivam todas as Monarquias Árabes!

  3. maria monteiro says:

    «bate mas não te denuncies …» regras também seguidas pela sociedade não árabe

  4. Nuno Castelo-Branco says:

    Há que ter em conta a realidade. Se existem idiotas iluminados como este senhor, temos o indesmentível aspecto de uma certa pujança da sociedade laica, mais esclarecida, educada e que não pretende ceder facilmente a este tipo de idade da pedra. Na Turquia, Síria, Jordânia, no próprio Iraque, Egipto, Líbano, etc. vejamos as manifestações no Irão que demonstram o fim do medo. A cair o regime, não queria estar na pele dos mulás.

  5. Frederico Paula says:

    Os piores enimigos de qualquer religião são aqueles que em seu nome praticam o mal.

  6. Frederico Mendes Paula says:

    Gostaria muito de escrever sobre este tema, mas isto merece um post especifico que espero vir a fazer. De qualquer forma este “senhor” nao fala de religiao nem de espiritualidade, mas sim de violencia domestica legitimada pelo poder politico medieval que infelizmente oprime a grande maioria das sociedades Islamicas. Nada tem a ver com religiao. Apenas com exercicio do poder

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.