Pedro Passos Coelho… qual a novidade?

O FMSá pareceu-me entusiasmado com o almoço com o Pedro Passos Coelho.
Eu percebo que o PSD ter um candidato é motivo de regozijo num partido que concorreu às principais eleições do país com essa força da natureza que é Manuela Ferreira Leite mas pelo que li nos seus posts sobre o referido almoço, parece-me que PPC é um bocado mais do mesmo… vejamos:

Obras Públicas
“(…)Reconhecendo que as Obras Públicas são investimento(…) (…)defende a ligação Lisboa-Madrid embora julgue ser mais prudente adiar por dois ou três anos e que a ligação Madrid – Paris esteja concluída.(…)”
Pelo que me lembro de ter lido no estudo sobre o TVG estava lá referido que os resultados operacionais da ligação Lisboa-Madrid são piores que uma eventual ligação Porto-Lisboa. Mesmo assim PPC acha que temos que manter a única linha no mundo, para além de alguns projectos na China, com velocidades previstas de 350kmh.

Regionalização
“(…)É claro que se afirmou, em termos de princípio, como favorável. Considera é que não temos hipótese de a realizar nos próximos anos, mais precisamente, quatro a seis anos:(…)”. “(…)Obviamente, algo obrigatório em todo o programa eleitoral, é a favor da descentralização.(…)”
Em 1998 não era a altura de regionalizar porque o mapa não prestava, o ano passado não era altura para regionalizar porque estavamos na grande crise dos ultimos cem anos, agora ainda precisamos de mais quatro ou seis anos…
Temos já mais de 30 anos desta organização política e administrativa, podemos perfeitamente aguentar mais esse tempo, deve ser dificil ao Norte por exemplo descer mais do que já desceu, não precisamos é de falinhas mansas.

Dinheiros
“(…)Entende que poderemos vir a ter graves problemas de financiamento externo mas a função social do Estado nunca poderá ser posta em causa embora a prestação desse serviço social pode vir a degradar-se.(…)”
Todos concordam que o país gasta muito, que tem que se reduzir alguma coisa. Mas quando tem mesmo que se cortar em alguma coisa não ouço propostas… o mais parecido com redução que ouço é mesmo congelamento ou seja manutenção da despesa o que apesar de tudo é uma definição diferente da que eu tenho de redução… também aqui PPC parece querer o sol na eira e a chuva no nabal.

Conversa com Blogs
“(…)Não é fácil enfrentar mais de uma dezena de bloggers, todos em roda livre e representativos de alguns dos mais lidos blogues em Portugal(…)”
Todo o contacto que eventuais candidatos tenha com eventuais apoiantes ou opositores é de saudar mas na verdade não é mais do que a obrigação dele, ouvir as pessoas para as quais se propõe governar…

Enfim… o que é que Pedro Passos Coelho propõe que todos os outros não tenham já dito?

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Vítor, empurrar o TGV prá frente 3/4 anos já não é mau e se utilizar parte desse dinheito para apoiar as PMEs…

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Só me posso pronunciar sobre Pedro Passos Coelho depois de saber o que ele bebeu durante o almoço… algo que FMSá fez questão de omitir de forma habilidosa.


  2. eu não percebo é porque insiste em empurrar quando tudo aponta para que simplesmente não se deve fazer.
    posso não estar a ver a big picture mas nesta altura não encontro um argumento que seja para essa obra.

    • Luís Moreira says:

      Nem eu, Vitor! A não ser que os compromissos reservados expliquem muitas destas coisas, e que publicamente ninguem perceba estas opções. A industria Alemã precisa de encomendas?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.