O Costa do “soma e segue”

812693_4457152429241_343370238_o

O “grandioso herói” do momento, infelizmente prossegue a sua laboriosa saga de descaracterização da capital portuguesa. A Câmara Municipal de Lisboa permitiu a construção de um horrendo mastodonte cuja estrutura é aquela que a imagem mostra. Situa-se diante do Palácio do Correio Velho – sede da CPLP -, na Rua de S. Mamede/Escadinhas de S. Crispim. Qualquer lisboeta pensaria tratar-se de uma zona protegida, mas a perigosa e nefasta dupla camarária composta pelos srs. Costa e Salgado, tem um outro entendimento acerca da gestão do “caminho do Castelo”. Fica assim o Teatro Romano acompanhado por este triste sinal dos novos tempos. Um horror.

Comments

  1. Fernando says:

    O que não falta neste país são edifícios outrora belos, agora a cair de podre, substituídos por modernices que requerem a “expertise” de um aluno de EVT do 5º ano para as desenhar.
    Antigamente enchiam os prédios com requintes, hoje uma parede lisa basta aos Costas.
    A sociedade perdeu a capacidade de apreciar o belo, talvez não queira se dar ao trabalho de o manter. Mas não deixa de ser estúpido, todos estes detalhes, e o bom gosto têm que ser feitos por alguém, o que significa empregos que requerem “expertise”, que por sua vez significa empregos bem pagos. Sempre há um preço a pagar por esta nossa sociedade “fast-food”…

    • Nuno Castelo-Branco says:

      A recuperação de cantarias nos prédios, madeiras – já reparou nas belíssimas portas oitocentistas que vão sendo deitadas ao lixo? – e “ferrarias” das varandas, bastaria para garantir a sobrevivência de velhas e muito necessárias profissões. Esta gente que comanda é um monturo de esterco. Da esquerda à direita, sem excepção.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.