Não é só chique separar os sexos

É a educação espartana.

Austeridade é coisa de pobre

Gabinetes ministeriais ignoram austeridade,

in Público

Porta dos Fundos

Parece que  são cinco humoristas mais uns actores, e uma equipa de filmagens que faz baratinho mas muito bem feito. Porta dos Fundos não é numa televisão,  é num canal do Youtube. Começaram por moer o juízo a uma cadeia de restaurantes. Como no Brasil há quem perceba de marketing viral não foram processados, foram contratados.

Um humor arraçado de britânico (esta Versão Brasileira é tão monty que até já foi fedorentada), non sense e descontracção brasileira, ou seja: muita bicheza, muita foda, muita blasfémia.

O português, ao contrário do que acha o Dario (que já aqui publicou a sobre mesa,  obra-prima até ver) não é tão fácil de entender como isso, mas tem legendas, em caso de desespero.

Vídeos curtos à 2ª e 5ª,  na primeira 2ª de cada vez programa de 15 minutos.

Fica o primeiro:
[Read more…]

O Inferno é aqui [Portugal, 2013]

real_hell_man

Numa parede por aí, o Inferno da realidade da maioria, no momento em que o Governo de Pedro Passos Coelho resgata da falência mais um banco, em vez de cuidar das pessoas.

“CDS trava proibição de fumar”

Acredito mais que tenha sido o Vítor Gaspar.

acupuntura-no-combate-ao-tabagismo-1-4-374

Edite “Chaucer” Estrela

Penso que foi Chaucer pai quem, dissertando sobre a diferença entre linguagem formal e coloquial, dizia: “Eu sei que em inglês devo escrever what time is it? e what o’clock is it?; no entanto, eu pergunto à minha mulher  times’t? e clocks’t?,  e ela entende-me perfeitamente”.

Ler isto sobre o pai da literatura inglesa deverá ter levado Edite Estrela a sentir-se respaldada no sentido de, sendo uma teórica de bem falar em português (com obra publicada), poder usar a nova linguagem sms ou internetês para, no twitter, fazer convites para jantares, ditos de amigos.

A notícia diz que o fez, ainda que cometendo o lapso de usar o canal errado para lançar convite a determinada pessoa – e acompanhante – para jantar com JS, José Sócrates segundo a mesma notícia.

Pena o engano no canal não nos permitir saber quem é quem neste convite, a quem JS deu a bênção, e se o aludido jantar se realiza (ou realizou) em Paris, Estrasburgo ou Bruxelas…

E, já agora, quem o pagou!

A lógica do Henrique Raposo é tendencialmente insustentável

A descoberta do dia do menino Henrique é esta: o SNS é tendencialmente insustentável. Porquê? porque lhe apetece, é claro, e porque a subida da despesa em saúde tem sido muitíssimo superior à criação de riqueza. 

Arranja uns números, sem fonte, umas projecções (já não há pachorra para a demografia de tarot), e alucina com esta brilhante conclusão:

Pouca gente sabe que o SNS português é a negação do sistema de saúde da Alemanha, Holanda, Áustria, França, etc

Que horror, ora vamos à OCDE, e vejamos como se anda de gastos, custos, coisas insustentáveis, nestes países, e já agora também nos EUA: [Read more…]

Pedro, Pedro…

«É evidente que preferes gastar dinheiro em bancos…»

Artur Baptista da Silva é candidato a Primeiro-Ministro

Coelhartur“Não se pode manter o país a gerir a austeridade sem reforma estrutural, sem crescimento.”

Pedro Passos Coelho, candidato a Primeiro-Ministro
Visto aqui e lido aqui.

(continua)

Acordo Ortográfico Para Quê?

[youtube http://youtu.be/6EYmKAs7mzc]
Há, afinal, alguma dificuldade em perceber o que nos dizem os brasileiros?