Luz ao fundo do túnel

luz ao fundo do tunel

Um Verdadeiro Líder

Homem de Honra e de uma só palavra, o sr Presidente do Governo Regional da Madeira, foi agraciado com medalha militar.

Eu também vou pedir a fiscalização sucessiva do Orçamento de Estado

Provedor de Justiça pede fiscalização sucessiva do Orçamento de Estado ao Tribunal Constitucional

Abriu uma vaga para ministro a remodelar

Jorge Coelho demite-se da Mota-Engil.

Alô Álvaro…

Um banco cheio de comunas

Citigroup acredita que Portugal ainda vai ter de pedir perdão da dívida

Fonte

Os mapas do meu pai

Quando eu era catraia, e com catraia quero dizer ter nove, dez anos, o meu pai levava-me a caminhar pela cidade. Arranjava um pretexto, um sítio qualquer a que tínhamos de ir, mas o verdadeiro propósito parecia ser o de que caminhássemos dezenas de quilómetros. Metíamo-nos por atalhos que ele dizia conhecer, porque o meu pai sempre acreditou que conhecia atalhos, mesmo nas cidades onde nunca tinha estado, e sempre se recusou a admitir que não fazia ideia de onde estava. Às vezes, os atalhos corriam bem, isto é, cortávamos caminho e descobríamos uma ruela nova, uma ligação insuspeita entre lugares. Outras vezes, corriam mal e acabávamos a andar muito mais do que o previsto. E outras vezes ainda, corriam muito pior e éramos perseguidos por uma matilha de cães. Na verdade, só aconteceu uma vez, e nesse dia, quando nos deparámos com uma matilha que se lançou na nossa direcção com dentes arreganhados e latidos raivosos, eu olhei para o meu pai com essa fé, tão ingénua quanto fervorosa, que as crianças sempre depositam na capacidade dos pais de resolverem todos os problemas. Num perfeito tempo de comédia, o meu pai devolveu-me o olhar, gritou:

– Corre! [Read more…]

Porta dos Fundos 2

Nuno Crato, o demolidor

predioÉ célebre a frase atribuída a Goebbels: “Quando ouço falar de cultura, levo logo a mão à pistola”. Nuno Crato partilha, em grande parte, desta filosofia: sempre que pensa em Educação, dedica-se ao lançamento indiscriminado de cartuchos de dinamite. Talvez devido a um nefelibatismo alegadamente típico dos matemáticos, ao querer implodir o Ministério da Educação (MEC), limitou-se a rebentar com as escolas, naquilo que se poderá designar como explosão por simpatia, facto, afinal, pouco simpático.

Efectivamente, uma breve passagem pelas notícias sobre Educação permite-nos descobrir que o MEC tem uma estranha propensão para descobrir minhocas em todas as cavadelas. Esta ligação do Correio da Manhã dá acesso a três notícias esclarecedoras. [Read more…]

Sondagem ou propaganda?

Jornal i encomendou sondagem a Alexandre Picoto, director da empresa de sondagens Pitagórica e membro da comissão de honra da candidatura de Pedro Passos Coelho em 2010. Não é a primeira vez que o diário pede sondagens à Pitagórica.

E a luz ao fundo do túnel para estas famílias?

Isto é, para mim, inadmissível!!!! Estas ervas daninhas da pior espécie matam tudo. E o povo continua sereno?? Até quando???

Novidades na academia de Coimbra

orxestra pitagoricaA Pitagórica já faz sondagens.

Quando Cavaco Silva tentou governar pela força (1994)

E Esta?

Alguém a esperava?

Último estudo de opinião dá uma subida nas intenções de voto ao partidos do Governo, apesar da crise e da entrada de enormes aumentos nas despesas dos contribuintes.

Marcelo transforma-se em boneca insuflável

“Requerimento do Presidente para o TC pôs-me a boca em ‘O’”

Subscrevo!

feira do livro

O blogue “Clube de Leitores”, que obteve 37,19% dos votos no nosso concurso do ano passado, tendo vencido a sua categoria, referiu ontem o fim da Feira do Livro do Porto.

Dando conta duma notícia do JN, “De acordo com o que noticiou o diário, na origem do problema está a recusa da Câmara Municipal do Porto em renovar o protocolo de quatro anos que terminou o ano passado, através do qual a organização da feira recebia 75 mil euros, apoio logístico e isenções camarárias”.

Ficamos a saber que a CMP não tem 75 mil euros para subsidiar um dos maiores eventos culturais da cidade.

Questão de prioridades, dir-se-á, e as corridas da Boavista são melhor investimento… Já os imperadores romanos nos tinham ensinado o “panem et circenses” para manter o povo feliz e contente.

O blogue adianta ainda, segundo Miguel Freitas, da APEL, “A avançar a feira iria realizar-se em Junho, mas para isso, segundo cartas enviadas pela APEL aos associados, terão de ser os editores a assumir a verba que a Câmara de Rui Rio deixou de atribuir”. E o secretário-geral da associação de livreiros não acredita que os sócios estejam dispostos a suportar gastos adicionais “num período de crise em que vivemos“. Junte-se o facto de  “os resultados comerciais no Porto não serem relevantes para a maioria das editoras“.

Perante esta situação, também eu subscrevo a frase lapidar do blogue: “Não há muitas palavras para estes acontecimentos para além de uma enorme vergonha e uma série de insultos que me queimam cada vez a língua”.

A luz do comboio é o que o Coelho vê da toca

Confesso que a escrita nem sempre é uma companhia fiel e de tempos a tempos o síndrome da folha em branco passa por comboioaqui. E foi preciso uma luz para me devolver o prazer de escrever.

Descobri ontem o significado da palavra Láparo. E percebi o que o pai do Láparo está a ver.

Se fosse um pouquinho maior e nem sequer estou a pensar no tamanho, talvez visse fome, miséria, despedimentos, empresas falidas, bancos geridos por ladrões, boys a tomarem conta de tudo o que dá lucro…

Mas é um ser vivo menor! É um simples pai de um láparo, escondido na sua toca que levantando as orelhas pensa que consegue ouvir um comboio, mas não percebe que a luz ao fundo do túnel não é a da saída, mas a do comboio que vem em sentido contrário.

Será que teremos força, quer para descarrilar este comboio da desgraça que alguém colocou no nosso caminho, quer para colocar o pai do láparo bem na frente do bicho?

Por que não te calas?

passos_rua

2013 é o ano da esperança” – Pedro Passos Coelho

Ai, se o PPC e o Gaspar descobrem esta fonte de rendimentos…

abutres2

A história é simples e resume-se em poucas palavras. É um novo passatempo que está a fazer furor em Taiwan, mais concretamente, na cidade de Taichung. Quando um idoso está com cancro em estado terminal, aceitam-se apostas que tentam acertar em que momento a pessoa morrerá. Os apostadores são, muitas vezes, familiares e até médicos! Trata-se de uma nova moda de apostas por aqueles lados e consta que já abriram mais de 10 casas de jogo à custa desta actividade. Quem são os grandes impulsionadores da expansão deste nicho de mercado? Clubes de idosos (tipo casa de repouso, estão a ver?) disfarçados de instituições de solidariedade, que assim lucram e muito (vejam os números referidos em ambas as notícias) à custa de idosos doentes, provenientes sobretudo de famílias empobrecidas.

Tá chunga apostar assim na morte de outros…

Parabéns, temos dos impostos mais elevados da Europa

Por fim, estamos entre os ricos. Custou muito mas podemos erguer os braços ao céu, sorrir, quem sabe derramar uma lágrima ou outra e gritar um sonoro “conseguimos”.

Não é para todos. Já desconfiávamos que estávamos lá mas, agora, é um carimbo quase oficial. Um estudo da KPMG atesta que os “trabalhadores e pensionistas portugueses terão este ano a carga fiscal mais elevada quando comparada com os cinco países mais ricos da Europa”.

Por exemplo, os pensionistas lusos pagam três vezes mais impostos que os seus congéneres alemães. Embrulha, Merkel.

Dar manteiga?

Expresso   Revista   5 de Janeiro de 2013
Não fiquei a perceber muito bem como começou Marcelo Rebelo de Sousa a sua carreira política. Desconfio que algo entre a vichyssoise e um molho intragável.

Fonte: Expresso 5-1-2013

Amanita muscaria

638px-Amanita_muscaria_2_center

O Processo de Recapitalização do Banif é em si mesmo uma genialidade.

Maria Teixeira Alves

Blogs do ano 2012: a votação

blogs-do-ano-2012-wide-800px

Com 511 blogs inscritos, as votações para a primeira fase do Concurso Blogs do Ano 2012 estão abertas. Dado o elevado número de participantes a votação na sua primeira fase, a decorrer até 19-01-2013, vai-se dividir por quatro urnas, ou seja, por quatro páginas, acessíveis a partir da página principal do concurso.

Cada leitor poderá votar em todas as 44 categorias a concurso. O controlo da votação é o das votações do WordPress/PollDaddy , impedindo a repetição do uso do mesmo IP no espaço de 24h. Sim, toda a gente pode votar uma vez por dia…