Os bombeiros, o calendário, um Escarrador…

Os bombeiros de Setúbal fizeram um calendário que se tornou rapidamente num sucesso de vendas e ainda bem, na medida em que o objectivo do corpo dos de bombeiros era meritório.escarrador

Ora, fartinho de ser roubado, resolvi tornar-me um jovem empreendedor e acho que descobri um negócio com pernas para andar e não estou a pensar nas pernas de ninguém em especial.

Caro leitor (peço desculpa às meninas que nos acompanham, mas vão rapidamente perceber o sentido de género do resto da prosa):

– recorda-se dos cafés do Porto nos anos sessenta? Eu também não, mas ouvi dizer.

Algures em cima das mesas existia um objecto que permitia o depósito de matéria viscosa da parte alta do sistema respiratório.

O chave do sucesso desta ideia está no target  – o uso de palavras em inglês no meio do texto dá sempre a ideia de elevação intelectual.

Haverá algum português que consiga evitar expelir saliva na presença de Passos Coelho, sobretudo acompanhada por mais matéria viscosa?

E, se pela frente aparecer Paulo Portas? O João Almeida ou…

Estou absolutamente convencido do sucesso deste objecto que poderá, inclusive, vir a ser exportado porque me parece que não faltarão tugas por esse mundo fora com vontade de cuspir nesta gente.

Cada família terá o seu e para além das mensagens de ano novo podem dar uso quase diário a esta nova ideia, desde que sintonizem o telejornal das oito…

Basicamente é assim: estou rico!

Comments


  1. “Basicamente é assim: estou rico!”
    Não concordo que pretenda ficar rico com a desgraça alheia: a dos que expelem a saliva (porque mais não podem fazer) e a dos que são o alvo das cuspidelas!
    Afinal de que é que nos andamos todos a queixar?! Não é dos chicos espertos que querem ficar ricos à nossa custa, custe o que custar?!
    😉

  2. lidia sousa says:

    Onde posso comprar o calendário e ajudar este empreendedor a ser rico?


  3. Escarradores em cima das mesas de café nos anos 60? Não acha estranho que assim fosse João? Arcádia, Ateneia, Imperial,Guarani, Brasileira, Avis, Ceuta, Âncora Douro, Conf. do Bolhão, Nobreza, Cervejaria Sá Reis, Piolho, só para citar alguns, frequentados pela classe média, média alta e a burguesia existente da época, com o dito na mesa?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.