Afinal o Relvas merece a licenciatura

licenciatura-de-relvas
Andou um país enganado a mandar estudar o Relvas. Que não podia ser, era muita equivalência, muita rapidez.

Grande injustiça. O homem tinha obtido uma licenciatura da Lusófona. Ora na Lusófona estudam analfabetos ao nível de escreverem SENSIONALISTA ou “bom educação”, é lerem este naco de jumentice e comentários, ou a vergonha comentadeira que brota dos indignados defensores da praxe lusofónica.

Um mestrado, da Lusófona, para o Relvas, é por comparação a mínima reparação possível. Faça-se justiça. Como escreveu por aí um douto universitário:  focam demasiado no erro das pessoas, em vez de tentar perceber a lógica. É isso.

Comments

  1. Alexandre says:

    quando não existem argumentos para defender a “burrice” e o oportunismo de escrever algo, procura-se o erro mais ao pé, que neste caso foi o sencionalista. Não lhe viste a cara porque entao seria a cor do cabelo


  2. BURRICE TOTAL!!! CLARO NAS OUTRAS UNIVERSIDADES NÃO HÁ PRAXES…. TEMOS O ELITISMO EM AÇÃO, PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE ALGUM “POVO” PORTUGUÊS…. A GENERALIZAÇÃO!!!

  3. Alexandre says:

    E mais digo, quando te referires aos analfabetos da lusófona (plural), tens de lavar a boca porque cheiras mal dos dedos. Por vezes queremos ser importantes na forma como expomos o que pensamos, o problema é quando esse raciocínio tem base numa ignorância “saloia”.

  4. João says:

    Oh lusófonos, mas porque é que foram estudar para aí em vez de irem para uma universidade pública? Vontade de pagar ou porque as vossas notas não davam para mais e aí basta pagar?

  5. Alexandre says:

    Não João ignorante (ignorante = quem critica algo sem conhecer), porque tinha que trabalhar de dia para comer, e “voilà” advinhas-te, o meu curso na publica não existe à noite. resumindo antes de te pronunciares sobre algo, lembra-te que podes estar a escrever asneiras como tens escrito até agora. Espero que aprendas a lição, mesmo que não tenhas frequentado a lusófona. Pede desculpa a ti próprio que é como que diz, a todos que ofendeste na tua dissertação energúmena ali em cima. Para finalizar de acordo “quem diz o que quer publicamente, tem de ter muita………… escola”

  6. Alexandre says:

    João José, os blogs não são “bate-papos” não confundas beber asneiras com ler a pagina de cultura do jornal da bola, mas sim estarei por aqui a ver a tua ignorância e lembra-te quando voltares a ofender e a ser racista intelectual não te “perdooo”.

  7. Hugo says:

    E o Relvas também tinha um “bloge” onde publicava mais “bloges”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.