O perigoso pensamento económico da esquerdalhada

hammer and sickle

Há pouco mais de 3 meses surgia o Manifesto dos 70, uma iniciativa levada a cabo por um grupo de personalidades de diferentes áreas da sociedade, que conseguiu a proeza de afinar pelo mesmo diapasão gente tão diferente como Francisco Louça ou Bagão Félix. Os subscritores deste manifesto defendiam que a solução para a crise que o pais atravessa passaria forçosamente pela reestruturação da dívida e, como seria de esperar, a tropa de choque do governo e das entidades que compõem a Troika veio rapidamente a terreiro diabolizar a iniciativa.

Volvidos alguns meses, o manifesto parece ter ganho novos subscritores. Trata-se de um grupo de técnicos do Fundo Monetário Internacional que apresentou um estudo onde defende o reescalonamento da dívida, sempre que a mesma coloque problemas de sustentabilidade, como no caso da dívida portuguesa. O que é uma dupla chatice porque por um lado éramos menos esmifrados em salários, pensões e impostos (a.k.a. “Reforma de Estado”), e por outro tínhamos gasto menos dinheiro em vaselina e resolvido o problema de forma mais carinhosa. Até para os corruptos era mais fácil, o pessoal chateava-lhes muito menos a cabeça.

O próprio FMI, profissional em contradições, parece ter uma regra, aprovada em 2002, que diz qualquer coisa como “qualquer empréstimo – como o português – implica uma avaliação prévia da sustentabilidade das finanças públicas. Se essa sustentabilidade for atestada, o empréstimo pode seguir sem problemas, mas caso isto não aconteça, terá de ser acompanhado de uma reestruturação”. Parece que está quase tudo de acordo. Só falta convencer os burocratas de Bruxelas e os jotas da capital. Afinal, deve ser essa esquerdalhada irresponsável que está a sair do armário Nabais!

Comments


  1. O “esquerdalhada” da zazi pegou de estaca.


  2. Ao passar por aqui a zazie deixou marcas.


  3. Pelos vistos a “esquerdalhada”
    da zazie pegou de estaca.


  4. Pelos vistos o termo “esquerdalhada” da zazie pegou de estaca.

  5. luis coelho says:

    Continuamos na mão de especuladores reles e ordinários cuja sabedoria só serve para nos roubar.
    Por cá temos no poder (bandos de salafrários que se alternam no governo sòmente para nos roubar), isto foi dito e escrito pelo JOÉ SARAMAGO.
    Ou tomamos o freio nos dentes e arrumamos de uma vez por todas a casa, ou estamos lixados com um F muito grande, nós, os nossos filhos e netos.


  6. Não sei quem foi o criador (a) sei que é pejorativo e utilizado pela direita mais reaccionária.

  7. adelinoferreira45 says:

    Sei apenas que é um termo utilizado pela direita mais reaccionária.


  8. fica então a homenagem a esse clone paranóico que é a Zazie e que tanto me honrou com a sua visita…

    NOT!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.