«Badalhoco, corta o cabelo e a barba!» (o novo padre de Canelas e os piquetes de missa)

cristo

 

 

 

Coitado do novo padre de Canelas, freguesia do terceiro concelho mais populoso do país, Vila Nova de Gaia. Tem sido um verdadeiro Cristo!
Ao que parece, os paroquianos não estão contentes com o novo titular. Queriam o antigo, que não tinha barba nem cabelo comprido. Vai daí, tentam bater-lhe cada vez que sai da missa, chamam-lhe badalhoco e mandam-no cortar o cabelo e a barba. Só Cristo é que tinha direito a andar assim.
São católicos e católicas de barba rija, de pelo na venta, a quem só falta formar «piquetes de missa» para impedir que as ovelhas tresmalhadas do rebanho caucionem, com a sua presença, o novo padre. É gente que costuma ir lá para dentro bater no peito e dizer que e é muito crente.
Felizmente que sou ateu. Caso contrário, ainda pediria a Deus que nos livrasse destes sacripantas!

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Com tantos tresmalhados intelectuais, não admira que o rebanho quando vota, nos conduza para o buraco. Não esqueçamos que são estes tresmalhados culturais e intelectuais que vêm, para mal dos nosso futuro e pecados, decidindo as eleições.

  2. Rui Moringa says:

    Tem razão. Há coisas que não se compreendem. A discordância de uma decisão do Bispo não é transferível para o Padre recentemente nomeado.
    Se discordam da decisão do Bispo devem fazer-lhe chegar essa discordância ao próprio não insultando ninguém. De facto, se isso é vivência Cristã ?!!!! Estamos conversados. Eu sou cristão e católico e sei que quem manda é o Bispo. O Povo é só para as contribuições…
    Como sou crente vou à missa celebrada por qualquer padre.

    • carlos medeiros says:

      ESTOU A VER O QUE SE ESTA A PASSAR NA FREGUESIA DE CANELAS CONTRA O PADRE QUE SE ENCONTRA NESTE MOMENTO NA FREGUESIA. AFINAL QUE POVO E ESSE? A REZAR O TERCO NA FRENTE DA IGREJA E A SEGUIR A QUEREREM QUASE QUE A MATAR O PADRE? ELE NAO TEM CULPA NENHUMA …..SE TIVEREM DE FAZER ALGUMA CONTESTACAO QUE O FACAM NA FRENTE DA PORTA DO BISPO PORQUE O PADRE ESTA AI POR ORDEM DO BISPO….EH ISSO QUE SE CHAMA A RELIGIAO CATOLICA? EH ISTO QUE QUEREM SER COMO VERDADEIROS CRISTAOS AOS OLHOS DE JESUS CRISTO? POR FAVOR PENSEM PRIMEIRO PORQUE O PADRE QUE SE ENCONTRA NESTE MOMENTO NA IGREJA NAO TEM CULPA NENHUMA

  3. joao lopes says:

    mas não é este mesmo povo,que adora …a TVI? o pasquim CM? pois,estamos conversados…no que à educação diz respeito.


  4. Convém talvez deixar o bizarro em paz… não vão retribuir o favor e interessarem-se por coisas sérias…

  5. Hélder P. says:

    Eu sou ateu, mas não compreendo estes “grevistas paroquiais”. Quem tem de facto alguma fé, interessa-se mais pela mensagem do que pelo mero mensageiro, neste caso o padre.
    De resto, a colocação dos párocos não é um sufrágio universal, alguma explique aquela gente que não se vota na paróquia como para a junta de freguesia. No fundo, tudo isto enquandra-se mais na lógica de “concursos de popularidade” à lá reality show. Um padre com uma oratória e um estilo mais formal e sóbrio não é menos padre que aqueles que enveredam pelo estilo “Padre Borga”. Mas afinal os fíeis vão à Igreja para ouvir a “palavra do Senhor” ou para assistir a um espectáculo? Pois…pão e circo.


  6. E porque havemos de perder tempo a escrever e comentar acerca do comportamento de animais irracionais?
    Eu sou ateu e considero que todos os religiosos são alienados da realidade, gente que vive alucinada e que decide a sua vida em função de um ser inexistente e de superstições e histórias da carochinha.
    Ora há tanta coisa interessante sobre o que falar. Sobre a minha cadela, por exemplo, muito mais inteligente que esta gente.


  7. Sobre religião não sei bem o que sou.
    Só sei que a religiosidade não me afetou ainda. Pelo que tenho visto em algumas pessoas que se diziam ateus, são hoje ferrenhos religiosos, outras acabaram fanáticos adoradores das oportunidades que a igreja concede. O mesmo se passa com alguns orgulhosos crentes, que se servem da igreja para se auto-promoverem. Sempre olhei a igreja como duas realidades a dos crentes e dos oportunistas. E como observador externo tenho visto que os oportunistas é que mandam e arrastam consigo o rebanho. Assim como as comunidades locais.

    • Rui Moringa says:

      João,
      Também observo isso. Às vezes dizer issso entre católicos soa a anti-clerical ou, então, a jacobino.
      Falta, em muita Igreja, sentido Cristão e, por isso, lá vem o mais vil do Ser Humano egoismo, oportunismo…
      Desculpe o atrevimento…

  8. Antonio says:

    “Ao que parece, os paroquianos não estão contentes com o novo titular” Felizmente que sou ate(u)nto e quando leio coisas como esta, fico a saber que de vez em quando aqueles que se acham normais não passam de uns inventores de blogs como este aqui, enfim não sabe nem procura saber mas a critica sem sentido é pronta, para o disparate.

  9. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Eu penso que este problema não tem nada a ver com a religião. Objectivamente está ligado a comportamentos humanos primários muito comuns quando o fanatismo toma conta da razão.
    A Igreja foi sempre o que era: um lugar de homens que deveriam representar um conjunto de valores que nos foram legados (para quem acredita) por Cristo mas que, na realidade, não passam de homens com todas as suas fraquezas e fragilidades.
    Penso que deveríamos pensar nos motivos para o comportamento primário das massas, exactamente as mesmas, como eu disse num anterior post, que participam activamente nas eleições elegendo presidentes e governos.
    E claramente no post que Ricardo F. Pinto nos enviou, esse é o ponto objectivo.

  10. antonio says:

    “Intelectuaiszinhos” eu dou uma ajuda para não se continuar a escrever disparates nem a colocar ” não gosto”, a revolta popular nada tem a ver com “igreijinhas” e sacripantas, trata-se de respeito pela freguesia (filhos da igreja), e é obvio que temos o habito de acreditar no bloguista no jornal da cueca na tv sensionalista, mas neste caso ele devia se informar primeiro e só depois insultar os PIQUETES DE MISSA. Deixo um conselho a todos, esta forma critica destrutiva a determinados assuntos dos quais voces nao pertencem retira força a futuras vossas vontades e direitos. Tópicos a estudar antes de falar: estátua, antigo padre, 15 mil euros, vigário Gaia, bispo porto, falta de respeito, interesses paroquiais privados, assedio sexual, falsos testemunhos. Podem agora e após este breve e curto esclarecimento continuarem a colocar não gosto mas ja sabem que ao fazer isso estao a assumir a vossa ignorância e a apoiar a aldrabice.

    • joao lopes says:

      independentemente dos “tópicos a estudar”,a reação do povareu é indesculpavel.alias o “povareu” do norte faz muita publicidade a musica pimba,são por regra eleitores do Psd/cds( gente inteligente,não?) e adoram o sensasionalismo alarve das TVs.pois,o norte precisa de “intelectualzinhos”:muitos…e educação.

      • antonio says:

        João sabes o que o “povareu” diz a pessoas que escrevem esse racismo intelectual e insulto baixo demonstrado por ti.
        Bai pró ……… Médico

        • joao lopes says:

          facto:o povo do norte vota por sistema em partidos da direita.o povo popularizou a musica pimba.e os jornais mais lidos são o pasquim CM.isto é ofensivo? ofensivo é andar a dizer que a culpa ,é sempre dos outros.(se os politicos são maus,quem os pôs lá foi o “povo”)

    • Rui Moringa says:

      António,
      Ninguém aprova desmandos.
      Não conheço as razões do Povo.
      Mas eu,enquanto elemento de outro Povo, não me revejo nas acções sobre o novo Padre.

  11. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Caro António.
    Está a falar de um caso de polícia.
    Se sim, antes de virar a sua “intelectualidade” contra as pessoas a que denomina “intelectuaizinhos”, deveria esta sua prosa ser virada contra os meios de comunicação que nada disso relatam e contra a polícia que nada faz (e presumo que deve estar informada). Já percebi que é “intelectual”, mas a sua “intelectualidade” perdeu a direcção de ataque. Manifestamente, enganou-se no alvo.

  12. Vitor says:

    o problema nao é o Padre Albino, mas aquilo que ele representa para este povo: a prepotencia do bispado do Porto. os bispos dizem-se servidores do povo de Deus, mas como se ve, comportam-se como os políticos, levam sempre por diante aquilo que querem, mesmo que para prejuízo daqueles que os sustentam.

  13. antonio says:

    Ernesto, eu avisei a falta de conhecimento, é um caso de policia e já se encontra a ser investigado, façam o favor, se quiserem claro, de ler na passada sexta. Vitor as suas palavras são claramente o resumo de tudo isto.

  14. manuel says:
    • joao lopes says:

      pois manuel,mas isso não desculpa o comportamento do “povo”.provavelmente,você é daqueles que tambem não gosta do …passos coelho.mas isso,não lhe dá o direito de ofender o passos coelho.nem a si,nem a ninguem.da mesma maneira,se você fôr do PSD,tambem não lhe dà o direito de andar a insultar …o mario nogueira.

    • Rui Moringa says:

      Manuel,
      Fui ler o texto.
      Não se aprovando as acções de algum Povo sobre o novo Padre, parece que a relação do antigo Padre, estimado pelo Povo de Canelas, com o Sr. Bispo, não seguiu a bom porto.
      Há contextos de manipulação (!), com que objectivos?
      O antigo Padre de Canelas quer chegar a onde? Tem uma agenda própria, como agora se diz? Quer ir para onde?
      Tenho mais dúvidas do que certezas…

  15. antonio says:

    A ideia de querer o povo (canelas) manso (de temperamento fácil; sossegado, tranquilo, calmo, meigo) sem fazer valer a sua opinião ou interesse, mas, calma, isto só se deve aplicar quando não nos envolve ou interfere, porque aí meus caros a vossa resposta é outra, e se não o é, talvez resida aí o facto de o pais se encontrar com falta disso e ter muita quantidade de supostos mansos.

    • Ricardo Ferreira Pinto says:

      Parece-me que quem decidiu pôr lá o novo padre foi o bispo do Porto, não foi o próprio padre que decidiu ir para lá.
      Sendo assim, que culpa tem o novo padre ao ponto de o tratarem assim? Acha que é coisa de gente de bem, tratar assim os outros? Foi essa a educação que receberam em casa, foram esses os ensinamentos da santa madre igreja?
      Por que é que não vão chamar badalhoco ao bispo?

  16. sjfsdsfg says:

    Uma vergonha deviam era agradecer o facto de terem sorte de terem um padre na igreja. Muitas aldeias Não têm a sorte de ter um. Lutem contra o bispo e não contra o padre.

  17. Fernando says:

    Gentinha!

  18. Marco says:

    Eu sou católico e censuro completamente o comportamento deste povo. Isto é idolatria da mais pura. Cristão que é cristão olha para Cristo e não para os homens!

  19. Pedro says:

    Olhando para um padre e para outro, ouvindo os insultos ao cabelo e barba do novo padre, e vendo o fervor (uterino) das senhoras que lideram a “revolução”, fica claro que esta é feita em nome da cueca, e não de Deus. Que eu saiba vai-se à igreja por devoção a Deus, independentemente de quem celebra a missa, independentemente de bispos e hierarquias, por se acreditar no ritual e nos princípios.

Trackbacks


  1. […] para se defenderem de piadas mesmo que sejam de mau gosto. De qualquer modo, se Deus for feito à imagem dos habitantes de Canelas ou se Maomé tiver alguma semelhança com os assassinos de Paris e da Nigéria, são entidades […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.