Correcta

dbcs

Cerimónia de condecoração do Dr. José Manuel Durão Barroso © 2006-2014 Presidência da República Portuguesa (http://bit.ly/DBCSAO90)

Efectivamente, foi correcta. Não, não foi *correta. Foi correcta. Com cê. Exactamente: correcta. Contudo, conhecendo os hábitos da casa, daqui a alguns meses, a citação sairá deturpada, ou seja, sairá *correta. Sim, claro, no Expresso

correctaActualização (4/11/2014): Entretanto, alguém decidiu aplicar o Acordo Ortográfico de 1990 ao excelente ‘correcta’. No título, claro. No texto, felizmente, o ‘correcta’ mantém-se. Os meus agradecimentos a Paula Blank, pela indicação deste habitual exercício de cosmética.  

correta

Será que percebemos aquilo que está em jogo?

desigualdade

Um relatório da OXFAM tornado público na semana passada revela, entre outros indicadores esclarecedores sobre a situação de assalto global a que continuamos a assistir, que um imposto de 1,5% sobre as fortunas dos 1654 bilionários que existem no planeta em 2014 – há 5 anos eram “apenas” 793, menos de metade, mas as crises financeira têm destas coisas – resultaria numa colecta de 74 mil milhões de dólares o que, nas contas da organização, seria “dinheiro suficiente para preencher as necessidades de financiamento para pôr cada criança na escola e para introduzir serviços de saúde nos países mais pobres do mundo“.

[Read more…]

Funcionários judiciais portugueses expulsos de Timor

por alegada «incapacidade técnica» e por prejudicarem a «defesa dos interesses timorenses» receberam hoje ordem de marcha rápida e têm 48 horas para deixar o território. Lido aqui.

PODE(MOS) sim senhor!

É certo que é só uma sondagem, mas se o bloco central espanhol pode tremer com a ascensão de um novo partido, porque raio não haverá a nossa central nacional de corrupção e criminalidade de colarinho branco de tremer também?

Ver e rever: Monty Python – Sviatoslav Richter and Rita

E a própria interpretação “séria” é mesmo martelada ao piano.