Soberania por moeda

desmond tutu

Desmond Tutu, o famoso clérigo sul-africano, costumava citar em jeito de anedota uma frase que lhe houvera sido equivocadamente atribuída:

“Quando os missionários chegaram a África, eles tinham a Bíblia e nós tínhamos a terra. Então disseram-nos: “rezemos”. Fechámos os olhos, e quando os voltámos a abrir eles tinham a terra e nós a Bíblia”.

De algum modo este chiste contém alguma verdade, e presta-se mesmo a ser usado no contexto português de hoje. Se considerarmos que o Euro hoje em dia não é mais do que uma diferente designação facial do Marco alemão, e que há quinze anos a Alemanha era considerada o “homem doente” da Europa e Portugal o “bom aluno” da União, poderíamos parafrasear o bispo, dizendo:

Quando os alemães nos propuseram o Euro, nós tínhamos a soberania e eles a moeda; agora, eles têm a soberania e nós nem sequer temos a moeda.

Comments


  1. Reblogged this on O Retiro do Sossego.


  2. Apenas uma incorrecção, a frase foi inicialmente proferida por J, Kenyatta, 1º presidente do Quénia após a independência e que por sinal se haveria de tornar no maior proprietário do país. Eventualmente o Bispo Tutu a terá citado, não sei…

  3. 93sintra says:

    Caro António de Almeida, obrigado pela nota. Tem razão quanto à autoria da frase ser de Kenyatta. Não obstante, os rumores de que teria sido da autoria de Desmond Tutu disseminaram-se de tal forma que a partir de determinado momento o próprio bispo a repetia, embora em jeito de piada. vide Steven Gish (2004): “Desmond Tutu: A Biography” (2004), p. 101.

  4. Lara Liz says:

    Excelente a comparação final: “Quando os alemães nos propuseram o Euro, nós tínhamos a soberania e eles a moeda; agora, eles têm a soberania e nós nem sequer temos a moeda.”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.