Nova carta ao ministro da Economia

ministro-economia-pires-lima

© Económico

Ex.mo Senhor Ministro:

Desde a minha última carta, da qual V.Exa., por certo, nem tomou conhecimento, perdi mais de duas semanas de trabalho à espera de autocarros da STCP que deviam passar e não passaram. Não, senhor ministro, não por culpa das raras greves dos trabalhadores que entretanto tiveram lugar, mas por exclusiva culpa dos boys que o seu antecessor nomeou para a administração daquela empresa, e que V.Exa. manteve – e mantém mesmo depois de expirado o prazo do contrato. Gente absolutamente incapaz de gerir um pequeno quiosque, que V.Exa. e o seu antecessor acharam capazes de gerir uma empresa de transporte de passageiros, mesmo contra todas as evidências.
Assim por alto, só à conta das mais de dez mil carreiras suprimidas em cada mês pela STCP, V.Ex.a é responsável pela perda de vários milhões de horas de trabalho. Nunca antes um ministro da Economia tinha alcançado semelhante feito!
Fica registado, senhor ministro, para memória futura, que V.Exa. preferiu prejudicar milhões de pessoas, tornando o seu já difícil quotidiano num inferno ainda maior, a despedir incompetentes boys que outro mérito não têm que não seja o de possuírem um cartão partidário.

Cumprimentos,

Carlos de Sá
Vila Nova de Famalicão

Comments

  1. joão lopes says:

    da mesma maneira que faz “engenharia financeira” para falir a TAP(500 m no brasil,por ex.) ,por aqui faz-se o pior serviço publico possivel(com a ajuda dos boís) para o “povo”(isto é,o CM ou o mirone) poder dizer:privatizem,que isto no privado é que é bom(preparem-se para o aumento dos bilhetes,tipo EDP,ou CTT-piorou o serviço,e muito)

  2. Carvalho says:

    Não conheço pessoalmente os nossos desgovernantes; no entanto, sinto-me habilitado a alvitrar a hipótese de se tratar de descendentes directos de senhoras habituais praticantes de libertinagem de cariz íntimo com o objectivo de obter uma remuneração.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.